Como agir em emergências o guia simples de primeiros socorros

Como agir em emergências: o guia simples de primeiros socorros

Saber como agir em emergências pode ser um grande desafio, pois em situações de desespero é complicado pensar numa solução que não trará mais riscos para as pessoas. 

Imprevistos acontecem e talvez em algum momento da sua vida você terá de enfrentar situações emergenciais que exigem calma, tranquilidade e sabedoria. Ainda mais quando necessitar de atendimento médico. 

Você sabe a maneira correta de agir em emergências? Se a sua resposta foi não, então não precisa ficar atordoado.

Vou te explicar o que fazer nessas situações, bem como te falar o que não deve fazer e a quem recorrer num momento desse.

Vem com a gente!

O que são situações de emergência?

A primeira coisa a se saber antes de tudo é o que são emergências. Geralmente, são aquelas situações que acontecem de surpresa, que nos pegam desprevenidos, que não esperávamos que ocorressem.

Nesses momentos, costumamos ficar nervosos, desesperados, sem um direcionamento sobre as atitudes que devemos ter. 

Por isso, é muito importante que em momentos assim você tente se acalmar, manter a respiração em níveis normais para que seu cérebro consiga raciocinar melhor e agir corretamente diante da dificuldade.

Existem algumas situações de emergências que são mais comuns de acontecer, dentre elas estão:

  • Cortes profundos;
  • Desmaio;
  • Queimadura;
  • Engasgo;
  • Afogamento;
  • Fraturas e torções;
  • Sangramento;
  • Choque elétrico;
  • Atropelamento;
  • Intoxicação;
  • Acidentes de trânsito.

O que são os primeiros socorros?

Você já deve ter ouvido falar sobre primeiros socorros em algum momento da sua vida. Quem já tirou carteira de motorista, inclusive tem aulas teóricas sobre isso. 

Os primeiros socorros são a primeira ajuda, assistência que uma vítima recebe após algum tipo de acidente e dura até a hora em que uma pessoa realmente habilitada (socorrista, enfermeiro, médico, etc.) chegue para prestar o socorro de fato.

Como agir em emergências?

Bom, agora que você já sabe quais são as situações de emergência e o que são os primeiros socorros. Então vamos aprender como agir diante dessas situações. 

A primeira ação que você deve tomar é ligar para o SAMU que é o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência. 

É só pegar o seu telefone e discar o número 192. Nessa ligação você deve dizer as seguintes informações:

  • O seu nome;
  • Descrição da emergência: tente passar, com exatidão, qual é a gravidade da situação;
  • Indicar a localização exata do acidente: informar algum ponto de referência também ajuda bastante.

Seja claro e objetivo ao transmitir as informações e mantenha a calma. A pessoa que lhe atender fará os devidos procedimentos de triagem para avaliar os riscos e acionar a ambulância, caso seja necessário. 

Pode ser que você precise realizar alguns primeiros socorros, então fique calmo e ouça as orientações com bastante atenção para você conseguir executar as ações da forma correta.

Como agir em emergências: os primeiros socorros

Como agir em emergências os primeiros socorros

Para te ajudar a saber como agir em emergências, trouxemos algumas atitudes que você pode tomar em algumas situações comuns. 

Preste atenção em cada orientação para você conseguir realizar os procedimentos da maneira correta. 

1) Engasgo

O engasgo é uma situação corriqueira, porém que gera muito pânico quando não solucionada. Ele ocorre quando um objeto estranho fica preso na garganta e restringe o fluxo de ar. 

É importante prestar os primeiros socorros nesses momentos porque a obstrução das vias aéreas, ou seja, a falta de ar pode causar danos cerebrais e até mesmo levar à morte.

Nesse caso, ao perceber que uma pessoa está engasgando, você pode pedi-la para tossir para que o objeto seja expelido. Se isso não resolver,  deve-se aplicar a  Manobra de Heimlich, principal técnica de primeiros socorros para asfixia. Veja o passo a passo: 

  1. Abrace a pessoa engasgada por trás, na altura do abdômen;
  2. Se a vítima for um adulto, posicione-se em pé atrás da pessoa, no caso de crianças, é melhor ficar de joelhos;
  3. Coloque uma das mãos na boca do estômago, e faça compressões abdominais, realizando movimentos para dentro e para cima, como se quisesse levantar a pessoa.
  4. Repita isso até que o alimento seja expelido.

Mas se a minha vítima for um bebê, o que eu faço?

Fique calmo! A técnica para bebês é um pouco diferente, porém não é difícil. Veja o que você deve fazer:

  1. Vire o bebê de costas para você, e incline a cabeça dele para baixo, o apoiando em suas mãos e coxas;
  2. Dê leves batidas, com a base de sua mão, entre as escápulas, é um osso grande, que fica na parte de cima do tórax.
  3. Realize esse movimento cinco vezes até que o bebê consiga expelir o que engoliu;
  4. Se ele permanecer engasgado, vire-o de frente para você e, usando os dedos médio e indicador, faça compressões sobre o osso central do peito,  repetindo o movimento cinco vezes; 
  5. Continue fazendo esses movimentos até o bebê expelir o corpo estranho.

2) Queimaduras

Uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Queimados analisou que, no Brasil, ocorrem no mínimo um milhão de casos de queimaduras todos os anos. 

Isso porque um dos principais acidentes domésticos é a queimadura. 

Em casos como este, é necessário, inicialmente, impedir que o contato com o fogo ou com o que originou a queimadura permaneça acontecendo. 

Depois colocar o local afetado embaixo da água fria corrente até aliviar a dor. Não use nenhum produto na área atingida. 

Você também pode cobri-la com um pano limpo ou gaze, mas não use algodão, pois ele solta fiapos. E se a área estiver inchada, mantenha mais elevada que o corpo. 

Agora se a queimadura tiver uma grande extensão ou foi causada por eletricidade, ou substâncias químicas, ligue imediatamente para o SAMU e acione uma ambulância com urgência.

3) Cortes ou Sangramentos 

Quando ocorrer uma emergência em que a vítima teve um corte simples, você deve lavar as mãos e a ferida com água corrente e sabão. 

Seque o local e cubra a região com uma gaze ou pano limpo. 

Da mesma forma que a queimadura, o uso do algodão não é recomendado.

Agora se a vítima está com um corte mais profundo, você deverá conter o sangramento utilizando uma gaze ou pano limpo para fazer pressão sobre o local. 

Se algum objeto estiver cravado no corte, não o retire, pois o sangramento poderá piorar. Apenas eleve o membro atingido e conduza a vítima para uma emergência.

E lembre-se, aplique somente água e sabão. Nunca aplique álcool no local do ferimento.

4) AVC

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) costuma fazer a vítima perder a força em um dos lados do corpo. A sua boca também pode entortar e ela terá dificuldade para falar e andar. Além disso, sua noção de equilíbrio fica debilitada e a vítima também pode sentir tonturas. 

Por isso, se você presenciar uma situação como esta, ajude a pessoa a se apoiar e se for deitá-la, garanta que ela está de lado, de modo que ela não engasgue com a língua. 

Nesses casos, é muito importante que a sua prioridade seja chamar a ambulância. Se o atendimento ocorre com rapidez, as chances de sobrevivência e menor quantidade de sequelas são maiores. 

Se a pessoa ficar inconsciente, faça uma massagem cardíaca ou respiração boca a boca. 

Nunca ofereça comida, água ou algum remédio para a vítima.

5) Atropelamento

Em casos de atropelamento, ligue para o SAMU e fique conversando com a vítima tentando mantê-la acordada até que o socorro chegue. 

Mantenha as pessoas que estiverem no local afastadas para evitar novos acidentes. 

Não mexa na vítima, pois qualquer movimento que você faça pode ocasionar sequelas graves, agravar lesões, fraturas ou até mesmo causar uma hemorragia.

O que não fazer em situações de emergências?

Em situações de emergências, é importante sabermos que não somos super-heróis e somente podemos fazer aquilo que está ao nosso alcance. 

Por isso, preste o devido socorro de acordo com o que é possível realizar e aguarde um profissional especializado para prestar a assistência de forma completa e eficaz.

Tenha consciência que existem algumas atitudes que não estão dentro das suas limitações e que você não pode fazê-las.

Sendo assim, observe algumas orientações sobre o que você não deve fazer em situações de emergências:

  • Nunca movimente a vítima;
  • Não ofereça nada para a vítima beber ou comer, isso pode agravar a situação;
  • Não dê remédios para a vítima;
  • Nem passe produtos sobre os ferimentos;
  • Não deixe a vítima sozinha, mesmo que a pessoa esteja consciente.

Conclusão

Prestar o socorro no momento certo, na hora certa, pode ser extremamente importante para salvar uma vida.

Por isso, saber como agir em emergências é fundamental para todos os seres humanos. Afinal nunca sabemos o que pode acontecer. 

Lembre-se de manter a calma e seguir as orientações para conseguir reverter ou amenizar a situação.

Você já passou por alguma situação de emergência desse tipo? Qual foi sua reação? Conte sua experiência nos comentários.

Hérnia de disco tem cura? Causas, sintomas e possíveis tratamentos
dor nas costas; dor na lombar; hernia de disco;

Hérnia de disco tem cura? Talvez essa seja a dúvida de muitas pessoas que convivem com esse problema ou que Read more

Urgência e emergência para os planos de saúde: o que é e como funciona?
Urgência e emergência para os planos de saúde o que é e como funciona

Você sabe o que é urgência e emergência para os planos de saúde?  A gente chega no hospital e vê Read more

Conjuntivite: o que é, sintomas, tratamento e como se prevenir
Conjuntivite o que é, sintomas, tratamento e como se prevenir

Você sabe o que é conjuntivite? Muitas pessoas morrem de medo de ter esse problema ocular. Porém, esse diagnóstico pode Read more

Para que serve o médico endocrinologista
Para que serve o médico endocrinologista

Você sabe para que serve o médico endocrinologista? Vou te mostrar nesse artigo tudo o que você precisar sobre esse Read more

Comments are closed.