Posso incluir meus filhos no plano de saúde

Posso incluir meus filhos no plano de saúde?

Você sabe se pode incluir seus filhos no plano de saúde

A gente sabe que ter um plano de saúde é fundamental. E para quem tem filhos, isso é ainda mais necessário. 

Afinal, as crianças são mais vulneráveis em questões de saúde, pois ainda estão em fase de crescimento não só do corpo, mas também da imunidade. 

Mas, afinal, será que podemos incluir os filhos no plano de saúde como dependentes?

Se tem alguma dúvida sobre isso, então está no lugar certo! 

Neste artigo, eu vou te mostrar as principais informações para quem está pensando em adicionar os filhos no plano de saúde. 

Vem comigo!

Filhos no plano de saúde: eles podem ser dependentes?

Conforme a legislação, considera-se dependentes os parentes consanguíneos de primeiro a terceiro grau. 

Isso significa que seus:

  • filhos
  • pais
  • tios
  • sobrinhos
  • netos 
  • avós

Todos estes são seus dependentes, entretanto nem todos podem entrar no seu plano de saúde como dependentes. 

Seguindo as regras da ANS, somente pode aderir como dependente no plano de saúde cônjuge e filhos. 

Afinal, são elegíveis ao plano de saúde os dependentes legais conforme o Código Civil Brasileiro.

Além deles, os parentes por afinidade, como sogro e sogra, também podem ser incluídos como dependentes no plano de saúde. 

Contudo, verifique antes as regras específicas de cada seguradora.

Agora em planos odontológicos têm-se um baixo risco financeiro dos tratamentos para a seguradora.

Dessa forma, eles são mais flexíveis e abrem a opção também para:

  • pais
  • tios
  • sobrinhos
  • netos 
  • avós

Qual o limite de idade para meu filho permanecer incluso no plano de saúde?

Bom, segundo a ANS, os filhos e a linhagem descendente, como sobrinhos, deixam de ter direito a ser dependentes com 21 anos completos.

Mas esse limite não é taxativo.

Sendo assim, as operadoras podem ampliá-lo. Isso vai depender da política de atração de clientes, mas não podem reduzi-los.

Além disso, saiba que se você tem filhos recém-nascidos, eles não precisam cumprir as carências relativas ao plano. 

Entretanto, você deve cadastrá-lo em até 30 dias após o nascimento. 

Se isso não for feito, eles permanecem com o direito de ser dependentes, porém precisam aguardar a carência para o acesso a determinados serviços. 

Como incluir filhos no plano de saúde?

Para incluir seus filhos no plano de saúde, a operadora sempre pedirá uma documentação que comprove o vínculo entre o titular do plano e o filho.

Sendo assim, você deve apresentar na operadora os seguintes documentos:

  • RG
  • Certidão de Nascimento ou documento de identidade com foto
  • Documento de adoção

No caso de tutela ou de você ter um enteado, deve-se levar:

  • Certidão de Nascimento ou documento de identidade com foto e termo de tutela ou guarda
  • Certidão de Nascimento em conjunto com a Certidão do Casamento ou documentos exigidos como comprovantes do vínculo de união estável

Não se esqueça de verificar quais os custos e carências que podem incidir sobre a inclusão do seu filho no plano de saúde!

Quais as vantagens de colocar filhos no plano de saúde?

A principal vantagem é a segurança que seus filhos terão em questões de saúde. 

Todo pai sabe o quanto um plano de saúde é importante, não só para eles. 

Ter um plano de saúde é fundamental para manter a qualidade de vida e incluir os filhos no plano é um direito do titular.

Caso seus filhos sejam recém-nascidos, a inclusão é obrigatória quando o plano oferece atendimento obstétrico. 

Incluir filhos no plano de saúde não é um processo complicado.

Contudo, é necessário cumprir as exigências das operadoras, que não podem se recusar a incluí-lo. 

Saiba que se isso acontecer, você pode buscar seus direitos e a operadora terá que pagar multas aplicadas pela ANS de até R$ 50 mil.

Existe burocracia para a entrada do enteado no plano de saúde?

Hoje em dia, muitas pessoas possuem cônjuges que têm filhos de outros parceiros. 

Porém, ainda que esses filhos não sejam legítimos, os parceiros os criam como se fossem.

Dessa forma, muitos padrastos e madrastas desejam incluir seus enteados no plano de saúde como se fossem seus filhos, mas daí surge a dúvida:

Os enteados podem ser equiparados aos filhos legítimos para uso do serviço médico? 

Segundo o art. 226 da Constituição da República de 1988, dá-se os mesmos direitos entre os familiares:

Art. 226. A família, base da sociedade, tem especial proteção do Estado.

  • 4º – Entende-se, também, como entidade familiar a comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes.
  • 5º – Os direitos e deveres referentes à sociedade conjugal são exercidos igualmente pelo homem e pela mulher.

(…)

Desta feita, por fazer parte da entidade familiar, o enteado equipara-se ao filho.

Então, saiba que sim! O seu enteado também pode ser incluído no plano de saúde como dependente. 

Para isso, a primeira coisa a ser feita é verificar se o tipo de plano de saúde permite a inclusão de qualquer tipo de dependente. 

Se você trabalha em pequenas e médias empresas, entre em contato com o departamento de Recursos Humanos para obter as informações necessárias. 

Se houver permissão, então é só providenciar a documentação do seu enteado.

Quais são os custos da inclusão de filhos em plano de saúde empresarial?

No contrato com as operadoras, algumas taxas para serviços adicionais podem ser estabelecidas, como a inclusão de dependentes

Entretanto, ela deve estar prevista em contrato e é cobrada apenas uma vez para cobrir os custos com a operação.

Mas saiba que, na maioria das vezes, há o benefício de gratuidade como estratégia de fidelização de clientes. 

Sua empresa pode repassá-la diretamente aos trabalhadores, se for cobrada pela operadora.

Por lei, a empresa não é obrigada a arcar com os custos relativos aos dependentes.

Sendo assim, as despesas cobradas pela operadora, como mensalidade e co-participações, podem ser descontadas na folha de pagamento do colaborador.

Mas, é possível que a empresa também ofereça um subsídio fixo ou percentual para ajudar nessas despesas como forma de benefício e incentivo,

Isso é visto como um cuidado e uma valorização ao trabalhador. 

Assim sendo, a inclusão de dependentes em plano de saúde empresarial oferece várias vantagens para a empresa. 

Afinal, esse investimento traz um retorno inestimável, pois, além de melhorar a produtividade dos colaboradores, faz com que eles se tornem promotores da marca.

A satisfação com a relação de trabalho faz com que os funcionários façam marketing oral espontâneo que ajuda a melhorar a imagem da empresa no mercado.

Conclusão

Agora que você já sabe que pode incluir filhos no plano de saúde, é hora de ir atrás das documentações e iniciar os processos para isso. 

Não se esqueça de tirar todas as suas dúvidas em relação à cobertura do seu plano com a operadora ou RH da empresa antes de concluir a solicitação. 

Como mudar a cobertura do plano de saúde
como mudar a cobertura do plano de saúde

Mudar a cobertura do plano de saúde tornou-se um assunto bastante procurado e pesquisado pelas pessoas, principalmente depois da crise Read more

Plano de saúde para PME: como escolher a melhor opção?

Você sabe escolher um plano de saúde para PME?  As pequenas e médias empresas que desejam contratar um plano de Read more

Plano de saúde após demissão: o que você precisa saber para continuar com ele
Plano-de-saude-apos-demissao-o-que-voce-precisa-saber-para-continuar-com-ele

Você perdeu o emprego, mas quer continuar usando o plano de saúde após demissão?  No meio dessa pandemia e também Read more

9 dicas para contratar um plano de saúde
9 dicas para contratar um plano de saúde

Se você está buscando um melhor acompanhamento para a sua saúde, veja agora nove dicas para contratar um plano de Read more

Tags: No tags

Comments are closed.