Plano de saúde é um custo ou investimento

Plano de saúde é um custo ou investimento?

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver como um custo, pois você está pagando para utilizar um serviço. 

No entanto, vou te mostrar neste artigo que um plano de saúde é muito mais um investimento do que um custo. 

Mas antes você sabe qual a diferença entre custo e investimento?

Diferença entre custo e investimento

A principal diferença entre custo e investimento é que um custo é somente uma saída de capital que não traz um retorno. Por exemplo, os juros de um cartão de crédito.

Já o investimento é uma saída de capital que traz um benefício direta ou indiretamente.

Sendo assim, o plano de saúde é um custo ou investimento?

Plano de saúde: custo ou investimento?

Apesar de existirem planos de saúde baratos, você sempre terá uma saída de capital quando contratar um plano de saúde.

Em contrapartida, você recebe um atendimento de qualidade nos melhores hospitais e a possibilidade de realizar exame. 

Sendo assim, o plano de saúde é um investimento na saúde e bem-estar da sua família e dos funcionários da sua empresa.

Pois o plano de saúde é essencial para um atendimento de emergência, consultas ou tratamentos que podem ser extremamente altos quando contratados fora de um plano de saúde.

Como ajustar o plano de saúde ao seu orçamento

Agora que você já entendeu que o plano de saúde não é um custo e sim um investimento, é possível que possa estar se perguntando como ajustar o plano de saúde ao seu orçamento.

O primeiro ponto que você precisa saber é que os planos de saúde mudam o preço de acordo com as coberturas disponibilizadas.

Isso porque cada cobertura possui procedimentos que você deve verificar se estão alinhados com as necessidades da sua família/empresa ou não.

Em geral, são 3 tipos de coberturas, cada uma com suas particularidades, procedimentos e preços. Veja só:

Cobertura ambulatorial

O plano de saúde ambulatorial garante a prestação de serviços de saúde, que compreendem: 

  • Consultas médicas em clínicas; 
  • Exames; 
  • Tratamentos e procedimentos ambulatoriais;
  • Pequenas cirurgias; e 
  • Primeiros socorros. 

Além disso, em emergências, o período máximo de internação é de 12 horas.

Cobertura hospitalar

O plano de saúde hospitalar, além de incluir a cobertura do ambulatorial, também garante a realização de procedimentos em internações hospitalares sem limite de tempo em quarto ou UTI.

Além disso, esse tipo de plano de saúde também pode  incluir a cobertura obstetrícia, oferecendo assistência médica ao recém-nascido durante os primeiros 30 dias após o parto.

Cobertura dos planos da segmentação referência

O plano de saúde referência é a opção completa dos planos. Ou seja, inclui a assistência ambulatorial e hospitalar com obstetrícia e acomodação em enfermaria.

Além disso, o atendimento de urgência e emergência é integral após 24 horas da sua contratação.

Em qual dos planos de saúde investir?

Em qual dos planos de saúde investir

Para escolher em qual dos planos de saúde você vai investir você precisa pensar nas reais necessidades da sua família e da sua empresa.

No caso das empresas, a melhor opção é o plano de saúde de referência, pois você garante que os seus funcionários tenham o acompanhamento médico em qualquer situação.

Agora, se você pretende contratar um plano de saúde empresarial para a sua família é importante verificar as suas opções. 

Por exemplo, se a sua família não tem histórico de doenças, o plano ambulatorial deve ser o suficiente. No entanto, a melhor forma de descobrir em qual plano de saúde investir é essencial para você entrar em contato com um especialista da Smart Care. 

A nossa equipe é treinada para conhecer suas necessidades e escolher o melhor plano de saúde para você, sua família é sua empresa. Para fazer uma cotação online, basta clicar aqui e aguardar. Assim que possível, um dos nossos especialistas vai entrar em contato com você.

Quais os benefícios de contratar um plano de saúde empresarial?

Agora que você entendeu se o plano de saúde é um custo ou benefícios. Vou te mostrar os 4 benefícios de contratar um plano de saúde empresarial.

1) Retenção de talentos

Um dos principais benefícios de contratar um plano de saúde empresarial é a valorização do funcionário. Isso é nítido quando você faz uma pesquisa rápida e descobre que o benefício mais valorizado pelos profissionais brasileiros é ter um plano de saúde.

Ou seja, quando a empresa oferece um plano de saúde ao funcionário, ela está motivando-o a permanecer em seu time.

2) Redução de impostos

Um benefício para a empresa é que com um plano de saúde empresarial, a empresa tem uma redução de impostos.

3) Manutenção e aumento de produtividade 

Qualquer pessoa com um problema de saúde naturalmente diminui a produtividade. Por isso, uma empresa com um plano de saúde assegura uma produtividade dos colaboradores. 

Pois com acesso fácil a bons médicos e a hospitais, o colaborador se sente mais confortável e confiante para procurar um especialista.

4) Redução de turnover e taxa de absenteísmo

Turnover é alta rotatividade de funcionário e a taxa de absenteísmo é índice de faltas e atrasos dos funcionários de uma empresa.

Ou seja, ao prevenir e resolver problemas de saúde, as chances de um funcionário sair da empresa ou ter faltas é bem menor com um plano de saúde. 

Pois ele terá um atendimento de qualidade e um acompanhamento médico eficaz que diminuirá as idas aos hospitais e diminuir as chances de ir atrás de outra oportunidade de emprego.

Plano de Saúde mais barato: 4 opções vantajosas
Plano de Saúde mais barato 4 opções vantajosas

Se você quer encontrar um Plano de Saúde mais barato, precisa ler esse artigo até o final. Isso porque eu Read more

4 melhores planos de saúde de 2021: escolha uma operadora de confiança
4 melhores planos de saúde de 2021 escolha uma operadora de confiança

Se você quer saber quais são os melhores planos de saúde de 2021, precisa entender que sua escolha deve ser Read more

Plano de saúde acima de 65 anos: como escolher a melhor opção?
Plano de saúde acima de 65 anos como escolher a melhor opção

Escolher um plano de saúde acima de 65 anos não é tarefa fácil.  Isso porque os planos para idosos impõe Read more

Tipos de planos coletivos: diferença entre empresarial e por adesão
Tipos de planos coletivos diferença entre empresarial e por adesão

Existem dois tipos de planos coletivos: os empresariais e os coletivos por adesão. Ambos precisam ter CNPJ para contatar, a Read more

Importância da saúde mental por que precisamos falar sobre isso

Importância da saúde mental: por que precisamos falar sobre isso?

Falar sobre a importância da saúde mental é extremamente necessário nos dias que estamos vivendo. 

Por muito tempo, a saúde mental foi negligenciada, mas hoje sabemos que ela é fundamental para o bem-estar de um indivíduo. 

Pensando nisso, no artigo de hoje trouxe para você os principais pontos sobre o assunto. Vamos lá?

O que é saúde mental?

A saúde mental é a soma do nosso bem-estar emocional, psicológico e social. Ou seja, envolve como pensamos, sentimos e agimos. 

Além disso, a saúde mental também está relacionada em como lidamos com o estresse, como nos relacionamos com os outros e como fazemos escolhas. 

Muitos fatores contribuem para problemas de saúde mental, incluindo:

  • Fatores biológicos, como genes ou química do cérebro
  • Experiências de vida, como trauma ou abuso
  • História familiar de problemas de saúde mental

Importância da saúde mental: sinais de alerta 

Os principais sinais de alerta para saber se a sua saúde mental está em risco são:

  • Comer ou dormir pouco;
  • Afastando-se das pessoas e atividades habituais;
  • Tendo pouca ou nenhuma energia;
  • Sentir-se entorpecido ou como se nada importasse;
  • Tendo dores e sofrimentos inexplicáveis;
  • Sentindo-se impotente ou sem esperança;
  • Fumar, beber ou usar drogas mais do que o normal;
  • Sentindo-se incomumente confuso, esquecido, tenso, com raiva, chateado, preocupado ou com medo;

Além disso, outras sintomas são:

  • Gritando ou brigando com a família e amigos;
  • Experimentando mudanças de humor severas que causam problemas nos relacionamentos;
  • Tendo pensamentos e memórias persistentes que você não consegue tirar da sua cabeça;
  • Ouvir vozes ou acreditar em coisas que não são verdadeiras;
  • Pensando em prejudicar a si mesmo ou aos outros;
  • Incapacidade de realizar tarefas diárias como cuidar de seus filhos ou ir para o trabalho ou escola;
  • Entre outros. 

Por que a saúde mental é importante?

A saúde mental é importante porque pode ajudá-lo a:

  • Lidar com o estresse da vida;
  • Ter bons relacionamentos;
  • Fazer contribuições significativas para a sua comunidade;
  • Trabalhar produtivamente;
  • Realizar todo o seu potencial.

Além disso, a sua saúde mental também é importante porque pode afetar sua saúde física. Por exemplo, distúrbios mentais podem aumentar o risco de problemas de saúde física, como derrame, diabetes tipo 2 e doenças cardíacas.

Sendo assim, em geral, a saúde mental positiva permite que as pessoas:

Sua saúde mental pode mudar com o tempo?

Sim, é importante lembrar que a saúde mental de uma pessoa pode mudar com o tempo, dependendo de muitos fatores. 

Quando as demandas feitas a uma pessoa excedem seus recursos e habilidades de enfrentamento, por exemplo, sua saúde mental pode ser afetada. 

O que causa a doença mental?

Não existe uma causa única para a doença mental. Vários fatores podem contribuir para o risco de doença mental, como, por exemplo:

  • Experiências adversas no início da vida, como trauma ou história de abuso (por exemplo, abuso infantil, agressão sexual, testemunhar violência, etc.);
  • Experiências relacionadas a outra condição médica contínua (crônica);
  • Fatores biológicos, como genes ou desequilíbrios químicos no cérebro;
  • Uso de álcool ou drogas recreativas;
  • Ter poucos amigos;
  • Solidão ou isolamento.

O que devo fazer se achar que tenho um problema de saúde mental?

Se você acha que pode ter um problema de saúde mental, peça ajuda. A psicoterapia e/ou medicamentos podem tratar transtornos mentais. 

Além disso, se você não sabe por onde começar, entre em contato com o seu plano de saúde e descubra qual o melhor profissional para te atender.

7 dicas para melhorar sua saúde mental

Agora que você já entendeu a importância da saúde mental, veja agora 7 dicas para a melhorar a sua saúde mental:

1) Acompanhe a gratidão e as realizações com um diário

Inclua 3 coisas pelas quais você era grato e 3 coisas que você conseguiu realizar a cada dia.

2) Prepare uma fuga

Para melhorar a sua saúde mental você pode sair para acampar com amigos ou uma viagem aos trópicos.

Além disso, o ato de planejar as férias e ter algo pelo qual ansiar pode aumentar sua felicidade geral por até 8 semanas!

 3) Trabalhe seus pontos fortes

Faça algo em que você seja bom para desenvolver autoconfiança e, em seguida, enfrente uma tarefa mais difícil. 

4) Mostre algum amor a alguém em sua vida

Relações íntimas, de qualidade, são fundamentais para uma vida feliz e saudável.

5) Às vezes, não precisamos adicionar novas atividades para obter mais prazer

Precisamos apenas absorver a alegria daqueles que já temos. Tentar ser otimista não significa ignorar os lados mais feios da vida. Significa apenas focar no positivo tanto quanto possível.

6) Saia da tela

Deixe seu smartphone em casa por um dia e desconecte-se de e-mails, alertas e outras interrupções constantes.

Ou seja, passe algum tempo fazendo algo divertido cara a cara com alguém.

7) Passe algum tempo com um amigo peludo

O tempo com os animais reduz o hormônio do estresse (cortisol) e aumenta a oxitocina (que estimula a sensação de felicidade).

No entanto, se você não tem um animal de estimação, saia com um amigo que tenha ou seja voluntário em um abrigo.

Quando é um bom momento para pedir ajuda?

Questões relacionadas à saúde mental podem afetar cada pessoa de uma maneira diferente. 

Se você começar a ver mudanças em sua felicidade geral e em seus relacionamentos, sempre haverá maneiras de obter o apoio que deseja. 

Aqui estão algumas maneiras de obter ajuda:

Conecte-se com outras pessoas, amigos e familiares

Alcançar e abrir-se para outras pessoas em sua vida pode ajudar a fornecer suporte emocional.

Saiba mais sobre saúde mental

Existem muitos recursos aos quais você pode recorrer para aprender mais sobre saúde emocional.

Faça uma avaliação de saúde mental

Uma avaliação pode ajudar a determinar se o estresse, a ansiedade ou a depressão podem estar afetando sua vida. 

Converse com um profissional

Se você começar a sentir que sua saúde emocional está começando a afetá-lo, pode ser hora de pedir apoio extra. Com um plano de saúde, você pode consultar um psicólogo ou psiquiatra e encontrar o suporte personalizado que deseja.

Aliás, se você ainda não tem um plano de saúde? Entre em contato com os especialistas da Smart Care, eles são a melhor opção para você ter um plano de saúde que se encaixe perfeitamente as suas necessidades.

14 principais perguntas sobre escleroterapia
14 principais perguntas sobre escleroterapia

A escleroterapia é uma forma de tratamento em que o médico injeta um medicamento nos vasos sanguíneos ou linfáticos, fazendo Read more

O que é escleroterapia: tudo o que você precisa saber sobre o tratamento
O que é escleroterapia tudo o que você precisa saber sobre o tratamento

Se você quer saber o que é escleroterapia, é provável que você esteja buscando esse tratamento para melhorar a sua Read more

10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho
10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho

A melhor forma de melhorar a saúde mental no trabalho é falando sobre o assunto. Não tem como fugir desse Read more

Saúde mental no trabalho: por que é importante falar sobre isso?
Saúde mental no trabalho por que é importante falar sobre isso

Saúde mental no trabalho já era um tema que precisava ganhar ampla discussão. Agora, devido ao momento que estamos vivendo, Read more

Como realmente perder peso, de acordo com nutricionistas

Como realmente perder peso, de acordo com nutricionistas

Se você realmente quer perder peso, você precisa se consultar com um nutricionista.

Os melhores profissionais fazem parte dos planos de saúde disponibilizados pela Smart Care, se você quer saber como encontrá-los, entre em contato com a nossa equipe de excelência.

Pensando nisso, separei para você as 8 principais dicas que os nutricionistas passam quando o seu paciente quer perder peso.

Vamos lá?

1) Diminua a quantidade dos “biscoitos fit”

De acordo com a nutricionista Mayara Régia, os biscoitos fitness tem uma composição muito parecida com os biscoitos normais recheados. 

Ou seja, comparando a tabela nutricional e a lista de ingredientes é possível perceber que são bem semelhantes.

O biscoito fit de aveia e mel, por exemplo, tem dois tipos de açúcares  e gordura vegetal.

Além disso, se você olhar a tabela nutricional, vai observar a mesma quantidade de carboidratos e quase o mesmo tanto de calorias para porção de 30g de um biscoito recheado. 

Por isso, a melhor opção é diminuir (e até mesmo parar) a ingestão de biscoitos. Troque por um lanche mais saudável como, por exemplo, frutas. 

2) Dieta não é só quantidade de calorias

“A dieta vai muito além de contar calorias. É preciso calcular também os micronutrientes (vitaminas e minerais) para evitar carências nutricionais. Inclusive, hoje é comum ter indivíduos  obesos que estão desnutridos, com muitas carências de nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo”, afirma Régia. 

Sendo assim, quando você vai ao nutricionista ele também vai calcular a dieta de acordo com o seu objetivo, faixa etária, cultura alimentar, rotina, prática de exercício físico, histórico familiar, doenças existentes, etc.

Segundo a nutricionista, o que faz o organismo emagrecer é o DÉFICIT CALÓRICO. Ou seja, ingerimos menos calorias do que gastamos. Para gerar esse déficit existem três formas:

  1. Diminuir as calorias ingeridas na alimentação; 
  2. Atividade física; ou 
  3. Conjunto dos dois.

“É por isso que não existe um alimento que emagreça isoladamente/milagrosamente: nem café, nem água, nem chia, nem óleo de coco” conclui.

É possível fazer uma dieta sem passar fome

Mayara explica que o segredo é fazer boas escolhas e não exagerar nas quantidades. Você pode utilizar de estratégias como: 

  • Consumir alimentos ricos em fibras para aumentar a saciedade; 
  • Beber água suficiente para o bom funcionamento do corpo e para não confundir sede com fome; 
  • Mastigar bem os alimentos para facilitar a digestão e ter saciedade; 
  • Comer à mesa sem celular/computador/televisão (concentrado na refeição);
  • Entre outros.

3) Consulte um médico

Para perder peso com saúde também é importante ter um acompanhamento médico. Em geral, a nutricionista pede para ver alguns exames (de sangue, por exemplo) para verificar seu nível de glicose e outros fatores. 

Por isso, o plano de saúde é um ótimo aliado na hora de perder peso. Além da consulta com um nutricionista, você também pode ter um acompanhamento médico adequado e realizar exames.

4) Não existe um único truque que funcione para todos

Não existe um único truque que funcione para todos

Um dos maiores vilões na hora de perder peso é que a indústria da dieta grita aos quatro ventos que a perda de peso é simplesmente o resultado de comer menos e fazer mais exercícios.

 “Para algumas pessoas que comem muito mais do que o corpo precisa, então sim, essa estratégia muitas vezes pode levar à perda de peso”, diz nutricionista clínica Jennifer Cassetta, de Nova York. “No entanto, esse não é sempre o caso.”

Ou seja, não existe uma solução perfeita: o que pode funcionar para você pode nem estar no seu radar ainda.

6) Pare de fazer dieta

Sim, você leu certo. A chave para melhorar sua saúde pode ser apenas se concentrar em comportamentos saudáveis, como mover-se mais e comer mais frutas e vegetais. 

“Uma das melhores maneiras de perder peso e manter essa perda de peso é criar hábitos de estilo de vida duradouros que você possa manter por muito tempo”, diz a nutricionista Amy Gorin, nutricionista registrada à base de plantas na área da cidade de Nova York. 

“Isso normalmente é mais fácil de implementar iniciando muitas pequenas mudanças, como adicionar exercícios ao seu dia, mesmo em pequenas doses, trocar sobremesas de alto teor calórico por frutas e ser mais cuidadoso enquanto come”.

Ou seja, pense nas mudanças que você pode fazer para que sejam hábitos sustentáveis.

Além disso, considere o que você gosta em termos de exercícios e faça uma lista de alimentos saudáveis ​​que você realmente acha saborosos. Em seguida, tente tornar essas coisas a parte mais importante de sua vida.

7) Mantenha um diário alimentar

A tecnologia é responsabilizada por nos manter estacionários e interferir na atividade. Mas seu smartphone pode ajudar você a perder peso

“Vários estudos mostraram que as pessoas que mantêm registros de alimentos têm mais probabilidade de perder peso e mantê-lo fora”, diz a nutricionista Rebecca Ditkoff, fundadora da Nutrition by RD. 

Ela acredita que é especialmente útil quando você está começando a controlar o que come e o que precisa mudar.

Ditkoff diz que você pode escrever coisas em um diário real, ou que você pode usar um aplicativo que permite que você rastreie sua comida tirando fotos de suas refeições. 

Depois de fazer isso por algumas semanas, você provavelmente começará a ver o surgimento de padrões. Talvez você note que não está comendo frutas ou vegetais até a noite, ou talvez seu café da manhã não seja muito satisfatório e você sempre acaba pegando algo para comer no lanche da manhã. 

Além disso, após fazer essas descobertas, você pode começar a criar estratégias por conta própria ou com a ajuda de um nutricionista para fazer escolhas que o ajudarão a perder peso e melhorar sua saúde. 

8) Escove e passe fio dental depois de comer

Não só o seu dentista vai adorar você, mas sua barriga também: “Escovar e passar fio dental logo após o jantar vai reduzir a vontade de comer tarde da noite, e limpar os dentes ajuda a sinalizar que você acabou de comer”, diz a nutricionista Sonya Angelone, porta-voz da Academia de Nutrição e Dietética.

18 comportamentos para perda de peso saudável
18 comportamentos para perda de peso saudável

Ainda falando sobre perda de peso saudável, no artigo de hoje vou te mostrar 18 comportamentos para você emagrecer com Read more

Como emagrecer com saúde: veja agora se isso é possível
Como emagrecer com saúde veja agora se isso é possível

Uma das maiores preocupações do ser humano hoje é como emagrecer com saúde. Isso porque é natural encontrar uma dieta Read more

14 principais perguntas sobre escleroterapia
14 principais perguntas sobre escleroterapia

A escleroterapia é uma forma de tratamento em que o médico injeta um medicamento nos vasos sanguíneos ou linfáticos, fazendo Read more

O que é escleroterapia: tudo o que você precisa saber sobre o tratamento
O que é escleroterapia tudo o que você precisa saber sobre o tratamento

Se você quer saber o que é escleroterapia, é provável que você esteja buscando esse tratamento para melhorar a sua Read more

ANS divulga nova lista de exigências para planos de saúde

ANS divulga nova lista de exigências para planos de saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou esse mês um lista com as novas exigências para planos de saúde.

A Resolução Normativa (RN) nº 465/2021, com as novas coberturas obrigatórias dos planos de saúde, começar a valer desde o dia 1º de abril de 2021.

A RN atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, que define a lista de consultas, exames e tratamentos que os planos de saúde são obrigados a oferecer, conforme segmentação assistencial – ambulatorial, hospitalar com ou sem obstetrícia, referência ou odontológico.

Foram dois anos de espera para essa lista com novas coberturas obrigatórias, a demora foi por conta da pandemia do Covid-19 e um processo de atualização bem complexo e longo.

Com a atualização, 69 coberturas foram acrescentadas ao Rol de Procedimentos.

Fazem parte da lista 19 medicamentos orais que cobrem 28 indicações para tratamento de diversos tipos de câncer; 17 imunobiológicos com 21 indicações para tratamento de doenças inflamatórias, crônicas e autoimunes, como psoríase, asma e esclerose múltipla; 1 medicamento para tratamento de doença que leva a deformidades ósseas; e 19 procedimentos entre exames, terapias e cirurgias para diagnóstico e tratamento de enfermidades do coração, intestino, coluna, pulmão, mama, entre outras.

Ou seja, foram incluídos medicamentos para tratamento de câncer, novos procedimentos para terapias, imunobiológicos, cirurgias, exames e consultas.

O novo Rol de Procedimentos é fruto de diversas inovações em termos de processo de trabalho e de conteúdo.

A qualidade das discussões técnicas realizadas, a ampliação da participação da sociedade, a transparência dada a todo o processo de revisão e o conjunto robusto de elementos analisados para definição dos procedimentos incorporados qualificou a tomada de decisão por parte da Diretoria Colegiada da ANS e permitiu ganhos importantes para a sociedade.

O que fazer se a operadora não se adequar as novas exigências para planos de saúde?

Se a operadora não se adequar as novas exigências para planos de saúde é possível solicitar o reembolso.

Ou seja, se o consumidor custear com recursos próprios algum procedimento que está na nova lista a operado deve reembolsá-lo.

Além disso, o consumidor deve exigir a resposta da operadora por escritor para que depois não seja alegado que o procedimento estava à disposição.

Sendo assim, a recomendação é que o consumidor guarde todos os comprovantes de despesa como, por exemplo, exames, prescrição médica, e-mail com a operadora, etc.

Nova lista de procedimentos da ANS

Veja agora a nova lista da ANS:

Medicamentos para tratamento de câncer (antineoplásicos orais)

PRÓSTATA:  Apalutamida, Enzalutamida

RINS: Cazantinibe

PULMÃO: Alectinibe, Esilato de Nintedanibe, Osimertinibe

FÍGADO: Regorafenibe, Lenvatinibe

MELANOMA: Cobimetinibe, Lenvatinibe

SÍNDROME MIELODISPLÁSICA: Lenalidomida

LÍNFOMA DE CÉLULAS DO MANTO: Ibrutinibe

LEUCEMIA MIELOIDE AGUDA: Venetoclax, Midostaurina

LEUCEMIA LINFOCÍTICA CRÔNICA: Ibrutinibe (2 indicações), Venetoclax

MIELOMA: Citrato de Ixazomibe, Lenalidomida (3 indicações)

MAMA: Abemaciclibe (IND1 e IND2), Ribociclibe (2 indicações), Palbobiciclibe (2 indicações)

Medicamentos Imunobiológicos

ESCLEROSE MÚLTIPLA: Alentuzumabe, Natalizumabe, Ocrolizumabe, Betainterferona 1ª, Acetato de Glatirâmer

ASMA: Benralizumabe, Mepolizumabe, Omalizumabe

PSURIASE: Adalimumabe, Etanercepte, Guselcumabe, Infliximabe, Ixequizumabe, Secuquinumabe, Ustequinumabe

RECOTOLITE ULCERATIVA: Golimumabe, Infliximabe, Vedolizumabe

HIDRADENITE SUPURATIVA: Adalimumabe,

URTICÁRIA CRÔNICA: Omazumabe

UVEÍTE: Adalimumabe

Procedimentos

Além disso, a lista traz novos procedimentos, Veja só:

Exames

Sangramento Intestinal: Enteroscopia do Intestino Delgado com Cápsula Endóscopica

Tuberculose: Ensaio para dosagem da liberação de Inerferon Gama

Inflamação Intestinal: Calpratectina, dosagem fecal

Risco de Pré-eclâmpsia: Razão do Teste sFit-1/PIGF

Câncer de Pulmão: PD-L1-Detecção por técnicas imunohistoquimicas

Leucemia Mieloide Aguda: FLT3 – Pesquisa de Mutações                                         

Terapias

Coração: Ablação Percutânea por Corrente de Crioablação para o tratamento da fibrilação atrial paroxística

Câncer de Mama: Radioterapia Intraoperatória por Elétrons  (IOERT)

Úlcera de Pé Diabético: Terapia por Pressão negativa

Rins: Hemodiafiltração online (HDF-OL)

Cirurgias

Coração: Implante Transcateter de Prótese Valvar Aórtica (TAVI)

Hérnia de Disco Lombar: Cirurgia Endoscópica da Coluna Vertebral

Coluna Cervical: Artroplastia Discal de Coluna Vertebral

Mandíbula: Osteotomia da Manbíbula e/ou Maxilar com aplicação de osteodistrator 

Consulta

Consulta com enfermeiro obstetra ou obstetriz          

Alterações de Diretrizes

(inclusão de cobertura)

Tomografia de Coerência Óptica: Amplia cobertura de procedimento para pacientes com glaucoma

Implante de Monitor de Eventos (Looper Implantável): Amplia cobertura para pacientes pós-acidente vacular cerebral ou ataque isquêmico

Análise Molecular da DNA: Inclusão do exame de “Sequenciamento Completo do Exoma” para investigação de deficiência intelectual de causa indeterminada e inclusão de outras especialidades para a solicitação do procedimento Análise Molecular de DNA

Transplante Alogênico de Medula Óssea: Alinhamento com as indicações do Ministério da Saúde para o transplante de células tronco hematopoiéticas.

Consulta pública 

A ampliação da participação social no processo de atualização do Rol foi um dos destaques desse ciclo de revisão das coberturas obrigatórias.

A sociedade civil pôde participar em dois momentos: na fase inicial, mediante submissão de propostas de atualização através e formulário eletrônico; e posteriormente, na etapa de Consulta Pública, em que os interessados puderam contribuir para as propostas que foram submetidas à avaliação.

No período em que a consulta pública esteve aberta (de 08/10/2020 a 21/11/2020), a ANS recebeu 30.658 contribuições, um aumento de 500% em relação à última consulta pública para revisão da lista de coberturas, realizada em 2017, que teve 5.259 contribuições.

Dados de beneficiários poderão ser consultados em conta única do Governo Federal
Dados de beneficiários poderão ser consultados em conta única do Governo Federal

A partir do dia 02 de fevereiro de 2021, os beneficiários de planos de saúde poderão consultar seus dados cadastrais, Read more

ANS suspende a comercialização de 12 planos de saúde
ANS suspende a comercialização de 12 planos de saúde

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou este mês a lista de planos de saúde que terão a venda Read more

Como os planos de saúde empresariais foram impactados pela Covid-19
Como os planos de saúde empresariais foram impactados pela Covid-19

Entenda como os planos de saúde empresariais foram impactados pela Covid-19. Neste artigo, vou te mostrar e como isso pode Read more

ANS abre consulta pública sobre lista de coberturas dos planos de saúde
Photo by picjumbo.com from Pexels

A ANS iniciou uma consulta pública sobre a atualização da lista de coberturas dos planos de saúde nos próximos 2 Read more

Plano de Saúde mais barato 4 opções vantajosas

Plano de Saúde mais barato: 4 opções vantajosas

Se você quer encontrar um Plano de Saúde mais barato, precisa ler esse artigo até o final.

Isso porque eu vou te mostrar:

  • Se é difícil encontrar plano de saúde barato;
  • Como economizar na contratação do plano de saúde;
  • 4 planos de saúde mais baratos do Distrito Federal.

Vamos lá!

Plano de saúde barato: é difícil encontrar? 

A maioria das pessoas acredita que é difícil encontrar um plano de saúde mais barato. No entanto, esquecem de medir o que significa esse “mais barato”. 

Vou te explicar. 

Você já ouviu dizer que o barato e o caro são muito relativos? Isso quer dizer que o que é barato para você pode não ser para outra pessoa. 

E aquele ditado “o barato sai caro”. Você conhece? Aqui no plano de saúde também se aplica.

Pois muitos planos de saúde que prometem ser mais baratos não cumprem tudo aquilo que você de fato precisa. 

Por isso, a melhor forma de encontrar um plano de saúde mais barato é fazendo uma cotação online. 

Dessa forma, você consegue saber com exatidão quais planos se encaixam na sua necessidade e no seu bolso. 

Converse com um dos nossos especialistas! A equipe Smart Care é treinada para buscar o melhor custo-benefício para o cliente.

Como economizar na contratação do plano de saúde? 

Para economizar na hora de contratar um plano de saúde, é importante você:

1) Pesquisar o histórico da empresa

Saber sobre o histórico da empresa é essencial para você contratar um plano de saúde mais barato. 

Para saber essas informações você pode fazer uma pesquisa aqui no nosso site ou no site da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). 

A ANS divulga todo ano um ranking com as melhores operadoras do Brasil. A pesquisa para montar o ranking considera os aspectos econômicos, operacionais e de qualidade.

Além disso, você também pode pesquisar no site Reclame Aqui, mas lembre-se de verificar se o problema foi resolvido.

Fique atento aos planos suspensos

É essencial ficar atento às publicações que a ANS faz. A cada três meses, a agência divulga uma lista de planos que foram suspensos por não cumprir os prazos máximos de atendimento. 

2) Avaliar a cobertura do plano 

Para contratar um plano de saúde mais caro é essencial avaliar a cobertura do plano. Ou seja, muitas vezes os planos são mais baratos porque não possuem todas as coberturas. 

Sendo assim, verifique quais coberturas são essenciais para o seu conforto, antes de fechar o contrato com um plano de saúde.

3) Considerar as limitações geográficas

Os planos de saúde de nível regional, em geral, são mais baratos do que os nacionais. Isso porque o primeiro disponibiliza atendimento apenas na região disposta em contrato. 

Se você viaja muito, a melhor opção é o plano nacional, pois garante um excelente atendimento onde você estiver.

Agora, se você prefere um plano regional, é importante escolher aquele que tem atendimento em um hospital perto da sua residência ou da empresa. 

4 Planos de Saúde mais baratos no Distrito Federal

4 Planos de Saúde mais baratos no Distrito Federal

Veja agora quais sãos os quatro planos de saúde mais baratos do Distrito Federal:

Planos de Saúde Amil

A AMIL oferece planos médicos e odontológicos para famílias e empresas. Entre eles:

  • FÁCIL: oferece planos regionais com excelente custo-benefício;
  • AMIL: planos médicos com abrangência nacional ou regional, oferecendo a opção de coparticipação e de reembolso;
  • ONE: segmento premium;
  • DENTAL: para consultas com dentistas, exames e radiografias. 

De maneira geral, as vantagens dos planos de saúde da Amil, além da especificidade de cada plano, é o cuidado remoto. 

Ou seja, a empresa possui vários canais de atendimento à distância para facilitar o atendimento do beneficiário.

Se você quer saber mais sobre cada um dos planos ou até mesmo fazer uma cotação, entre em contato com a gente. 

Plano de Saúde Unimed 

A Unimed do Brasil também coordena um dos principais diferenciais da Unimed, conhecido como Intercâmbio Nacional.

Ele tem o atendimento do beneficiário de uma Unimed por outra, desde que seu plano contratado permita a prática.

Além disso, outra atribuição é atuar em prol da sustentabilidade econômico-financeira das Federações e Singulares Unimed.

Isto é por meio de consultorias e oferta de produtos e projetos reconhecidos por sua qualidade.

Plano de Saúde SulAmérica

A SulAmérica possui as seguintes opões de plano de saúde:

  • PME (03 a 29 pessoas)
  • PME Mais (30 a 99 pessoas)
  • Empresarial (a partir de 100 pessoas)

Além disso, há também os planos regionais. 

Plano de Saúde Bradesco 

Antes de tudo, você precisa saber que o Plano de Saúde Bradesco possui três tipos de planos que podem se ajustar a sua empresa. Veja só:

  • 3 (3 a 29 pessoas).
  • 30 (30 a 99 pessoas).
  • 100 (100 a 199 pessoas)

Além disso, há 7 linhas de plano e opções com coparticipação de taxas variadas.

Contrate planos de saúde mais barato sem sair de casa

Para contratar um plano de saúde mais barato sem sair de casa, basta clicar neste link.

Aqui na Smart Care o procedimento é realizado de maneira simples. Além disso, todas as dúvidas que você tiver podem ser tiradas com o nosso time de excelência.

O primeiro passo para encontrar o melhor plano de saúde do DF é fazendo uma cotação online. 

Para fazer isso, basta clicar aqui que um dos nossos especialistas vai entrar em contato com você assim que possível

Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more

4 melhores planos de saúde de 2021: escolha uma operadora de confiança
4 melhores planos de saúde de 2021 escolha uma operadora de confiança

Se você quer saber quais são os melhores planos de saúde de 2021, precisa entender que sua escolha deve ser Read more

Plano de saúde acima de 65 anos: como escolher a melhor opção?
Plano de saúde acima de 65 anos como escolher a melhor opção

Escolher um plano de saúde acima de 65 anos não é tarefa fácil.  Isso porque os planos para idosos impõe Read more

Tipos de planos coletivos: diferença entre empresarial e por adesão
Tipos de planos coletivos diferença entre empresarial e por adesão

Existem dois tipos de planos coletivos: os empresariais e os coletivos por adesão. Ambos precisam ter CNPJ para contatar, a Read more

18 comportamentos para perda de peso saudável

18 comportamentos para perda de peso saudável

Ainda falando sobre perda de peso saudável, no artigo de hoje vou te mostrar 18 comportamentos para você emagrecer com saúde. 

Essas dicas são essenciais para você começar a colocar em prática ainda hoje.

Mas lembre-se: nada substitui a sua consulta com um nutricionista. Fale com a sua operadora e descubra quais os profissionais atendem pelo seu plano.

1) Perda de peso saudável: saiba por onde você está começando

Mantenha um registro alimentar por três dias. Acompanhe todos os alimentos e bebidas que você come junto com as porções. 

Além disso, identifique a frequência com que você come fora de casa, faz comida para viagem ou compra comida correndo.

Pesquisadores estimaram em 2017 que haveria 3,7 bilhões de downloads de aplicativos de saúde até o final do ano. Destes, os aplicativos para dieta, atividade física e perda de peso estavam entre os mais populares. 

Isso não é sem razão, já que monitorar a atividade física e o progresso da perda de peso em movimento pode ser uma maneira eficaz de gerenciar o seu peso.

2) Não pule o café da manhã

Pular o café da manhã não o ajudará a perder peso. Além disso, você pode perder nutrientes essenciais e pode acabar comendo mais lanches ao longo do dia porque sente fome.

3)  Perda de peso saudável: corte os carboidratos refinados

Uma maneira de perder peso rapidamente é cortar açúcares e amidos ou carboidratos. 

Isso significa que você pode fazer um plano de alimentação com baixo teor de carboidratos ou reduzindo carboidratos refinados e substituindo-os por grãos inteiros.

Quando você faz isso, seus níveis de fome caem e você geralmente acaba comendo menos calorias.

Ou seja, com um plano alimentar com baixo teor de carboidratos, você utilizará a queima de gordura armazenada para obter energia, em vez de carboidratos.

Além disso, se você optar por comer carboidratos mais complexos, como grãos inteiros, junto com um déficit de calorias, você se beneficiará de um alto teor de fibras, digerindo-os mais lentamente. Isso os torna mais satisfatórios para mantê-lo satisfeito.

Um estudo de 2020 confirmou que uma dieta com muito baixo teor de carboidratos foi benéfica para perder peso em populações mais velhas.

A pesquisa também sugere que uma dieta baixa em carboidratos pode reduzir o apetite, o que pode levar a comer menos calorias sem pensar sobre isso ou sentir fome.

Observe que os efeitos a longo prazo de uma dieta baixa em carboidratos ainda estão sendo pesquisados. 

Além disso, também pode ser difícil seguir uma dieta baixa em carboidratos, o que pode levar ao “efeito sanfona” e menos sucesso na manutenção de um peso saudável.

Por isso, é importante sempre ter o acompanhamento de uma nutricionista. Se uma dieta baixa em carboidratos não funcionar com você, o especialista pode te mostrar um método diferente.

4) A gordura “boa” pode ajudar a controlar o seu peso

Frequentemente, fazemos as escolhas erradas. Muitos de nós cometemos o erro de trocar a gordura pelas calorias vazias do açúcar e dos carboidratos refinados. 

Em vez de comer iogurte integral, por exemplo, comemos versões com baixo ou sem gordura que são embaladas com açúcar para compensar a perda de sabor. 

Ou trocamos nosso bacon gorduroso do café da manhã por um bolinho, ou donut que causa picos rápidos no açúcar no sangue.

Por isso, fique atento às gorduras “boas” (gorduras saudáveis ​). Elas podem realmente ajudar a controlar seu peso, bem como controlar seu humor e combater a fadiga. 

Ou seja, gorduras insaturadas encontradas em abacates, nozes, sementes, leite de soja, tofu e peixes gordurosos podem te ajudar a ficar mais saciado. 

Além disso, você também pode adicionar um pouco de azeite a um prato de vegetais, por exemplo. Isso pode facilitar comer alimentos saudáveis ​​e melhorar a qualidade geral de sua dieta.

5)  Perda de peso saudável: escolha as calorias líquidas com sabedoria

Perda de peso saudável escolha as calorias líquidas com sabedoria

As bebidas adoçadas acumulam calorias, mas não reduzem a fome como os alimentos sólidos. 

Por isso, satisfaça a sua sede com água, água com gás com frutas cítricas, leite desnatado ou com pequenas porções de suco 100% de frutas. 

Experimente um copo de suco de vegetais nutritivos e de baixa caloria para segurá-lo se sentir fome entre as refeições. 

Além disso, tenha cuidado com as calorias do álcool, que aumentam rapidamente. Se você tende a beber todos os dias, limite o consumo de álcool aos fins de semana. Essa pequena mudança de hábito pode economizar muitas calorias.

6) Corte os alimentos processados

Alimentos processados ​​são ricos em sódio, gordura, calorias e açúcar. Eles geralmente contêm menos nutrientes do que alimentos inteiros.

De acordo com um estudo preliminar de pesquisa, os alimentos processados ​​têm muito mais probabilidade do que outros de levar a comportamentos alimentares viciantes, que tendem a resultar em alimentos excessivos.

7) Perda de peso saudável: concentre-se em seu objetivo e faça um plano

Uma forma de perder peso de maneira saudável é se concentrar no seu objetivo e traçar um plano. Para isso, responda às seguintes perguntas:

  • Qual é o teu objetivo? 
  • Você quer perder peso para melhorar sua saúde? 
  • Você sonha em vestir uma calça jeans velha? 
  • Como você alcançará seu objetivo? 
  • Você vai cozinhar mais refeições em casa? 
  • Você vai comer porções menores? 

Lembre-se: seja específico e comece pequeno.

8) Fique mais ativo

Ser ativo é a chave para perder peso e mantê-lo. Além de fornecer muitos benefícios à saúde, os exercícios físicos podem ajudar a queimar o excesso de calorias que você não pode perder apenas com a dieta.

Por isso, encontre uma atividade que goste e que possa se encaixar na sua rotina.

9) Perda de peso saudável: beba muita água

As pessoas às vezes confundem sede com fome. Você pode acabar consumindo calorias extras quando um copo de água é realmente o que você precisa.

Sendo assim, deixe sempre uma garrafa de água ao seu alcance. Assim você não esquece de beber água. 

10) Coma alimentos ricos em fibras

Alimentos que contêm muitas fibras podem ajudar a mantê-lo satisfeito, o que é perfeito para perder peso. 

A fibra só é encontrada em alimentos de origem vegetal, como frutas e vegetais, aveia, pão integral, arroz integral e macarrão, feijão, ervilha e lentilha .

11) Perda de peso saudável: leia os rótulos dos alimentos

Essa é uma dica essencial que a nutricionista Mayara Régia dá para os seus pacientes: leia os rótulos dos alimentos. 

Isso porque saber ler os rótulos dos alimentos pode ajudá-lo a escolher opções mais saudáveis. 

Além de usar as informações sobre calorias para descobrir como um determinado alimento se encaixa em sua oferta diária de calorias no plano de perda de peso.

Você também pode olhar o rótulo e descobrir qual ingrediente que mais tem na composição daquele alimento.

“O primeiro ingrediente é sempre aquele com maior quantidade”, afirma a nutricionista.

12) Coma atentamente

A alimentação consciente é uma prática em que as pessoas prestam atenção em como e onde comem. Esta prática pode permitir que as pessoas apreciem a comida que comem e mantenham um peso saudável.

Como a maioria das pessoas leva uma vida agitada, geralmente tendem a comer rapidamente enquanto correm, no carro, trabalhando em suas mesas e assistindo TV. Como resultado, muitas pessoas mal têm consciência dos alimentos que comem.

Por isso, veja agora as principais técnicas para uma alimentação consciente:

  • Sentar para comer, de preferência à mesa: preste atenção na comida e aproveite a experiência.
  • Para evitar distrações ao comer: não ligue a TV, laptop ou telefone.
  • Comer devagar: reserve um tempo para mastigar e saborear os alimentos. Essa técnica ajuda na perda de peso, pois dá ao cérebro da pessoa tempo suficiente para reconhecer os sinais de que está saciada, o que pode ajudar a prevenir o excesso de comida.
  • Faça escolhas alimentares ponderadas: escolha alimentos que sejam cheios de nutrientes nutritivos e aqueles que os satisfaçam por horas em vez de minutos.

13) Perda de peso saudável: balanceamento de bactérias intestinais

Perda-de-peso-saudavel-balanceamento-de-bacterias-intestinais

O intestino humano hospeda um grande número e variedade de microorganismos, incluindo cerca de 37 trilhões de bactérias.

Cada indivíduo possui diferentes variedades e quantidades de bactérias em seus intestinos. Alguns tipos podem aumentar a quantidade de energia que a pessoa retira dos alimentos, levando à deposição de gordura e ganho de peso.

Sendo assim, veja agora alguns alimentos podem aumentar o número de bactérias boas no intestino, incluindo:

Uma grande variedade de plantas: 

Aumentar o número de frutas, vegetais e grãos na dieta resultará em um aumento na absorção de fibras e em um conjunto mais diversificado de bactérias intestinais. As pessoas devem tentar garantir que os vegetais e outros alimentos vegetais constituam 75% de sua refeição.

Alimentos fermentados: 

Aumentam a função das bactérias boas, ao mesmo tempo que inibem o crescimento de bactérias ruins. Chucrute, kimchi, kefir, iogurte, tempeh e missô contêm boas quantidades de probióticos, que ajudam a aumentar as bactérias boas. 

Os pesquisadores estudaram amplamente o kimchi e os resultados do estudo sugerem que ele tem efeitos anti-obesidade. 

Da mesma forma, estudos mostraram que o kefir pode ajudar a promover a perda de peso em mulheres com sobrepeso.

Alimentos prebióticos

Estimulam o crescimento e a atividade de algumas das bactérias benéficas que ajudam no controle do peso.

Além disso, a fibra prebiótica ocorre em muitas frutas e vegetais, especialmente raiz de chicória, alcachofra, cebola, alho, aspargos, alho-poró, banana e abacate. Também está presente em grãos, como aveia e cevada.

14) Beba café preto

O café pode ter alguns efeitos positivos para a saúde se a pessoa se abster de adicionar açúcar e gordura. 

15) Escove os dentes entre as refeições ou no início da noite

Outra dica essencial que a nutricionista Mayara Régia dá aos seus pacientes é escovar os dentes entre as refeições.

Além de melhorar a higiene dental, escovar os dentes pode ajudar a reduzir a tentação de lanchar entre as refeições.

Por exemplo, se uma pessoa come lanches com frequência à noite, quando ela escova os dentes no início da noite, ela pode se sentir menos tentada a comer lanches desnecessários.

16) Não proíba alimentos

É extremamente importante não se proibir de comer um alimento, principalmente aqueles de que você gosta. 

Isso porque banir os alimentos só fará com que você os deseje mais e ao invés de comer em pequenas quantidades, você vai querer comer muito.

Por isso, não há razão para que você não possa desfrutar de uma guloseima ocasional, desde que mantenha sua oferta diária de calorias.

18) Perda de peso saudável: durma bastante

A falta de sono estimula seu apetite, então você quer mais comida do que o normal; em simultâneo, evita que você se sinta satisfeito, dando vontade de continuar comendo. 

Além disso, a privação de sono também pode afetar sua motivação, portanto, planeje ter um sono de qualidade durante a noite.

Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more

Plano de Saúde mais barato: 4 opções vantajosas
Plano de Saúde mais barato 4 opções vantajosas

Se você quer encontrar um Plano de Saúde mais barato, precisa ler esse artigo até o final. Isso porque eu Read more

4 melhores planos de saúde de 2021: escolha uma operadora de confiança
4 melhores planos de saúde de 2021 escolha uma operadora de confiança

Se você quer saber quais são os melhores planos de saúde de 2021, precisa entender que sua escolha deve ser Read more

Como emagrecer com saúde: veja agora se isso é possível
Como emagrecer com saúde veja agora se isso é possível

Uma das maiores preocupações do ser humano hoje é como emagrecer com saúde. Isso porque é natural encontrar uma dieta Read more

4 melhores planos de saúde de 2021 escolha uma operadora de confiança

4 melhores planos de saúde de 2021: escolha uma operadora de confiança

Se você quer saber quais são os melhores planos de saúde de 2021, precisa entender que sua escolha deve ser baseada, principalmente, em confiança. 

Eu sei que tem listas enormes na internet falando quais são os melhores planos, mas, na verdade, é que na hora de fazer uma escolha a gente quer praticidade. Ou seja, quanto menos opções, mais fácil de escolher. 

Por isso, a Smart Care Seguros trabalha com os melhores planos de saúde do Brasil. Facilitando assim a escolha do cliente e garantindo o melhor atendimento para ele, sua família e sua empresa.

Mas antes de te mostrar quais são os 4 melhores planos de saúde, você precisa entender quais são os fatores que você precisa avaliar antes de tomar uma decisão.

Quais fatores são necessários avaliar antes de contratar um plano de saúde?

Em primeiro lugar, os principais fatores que você precisa avaliar antes de contratar um plano de saúde são:

  • A cobertura do plano;
  • Se os familiares podem ou não ser incluídos;
  • Qual a carência que a operadora oferece.

É essencial também ver se você (sua família e sua empresa), vão precisar de um plano com abrangência nacional ou apenas regional.

O plano nacional, em geral, é indicado para beneficiários que viajam muito pelo Brasil.

Além disso, é importante dar uma olhada nas classificações da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). A agência tem relatórios completos com informações e avaliações das operadoras. 

No site da ANS, você pode:

  • Consultar Dados e Planos da Operadora; 
  • Monitorar a Garantia de Atendimento;
  • Entender o Programa de Qualificação de Operadoras;
  • Verificar o Índice de Reclamações;
  • Verificar a Acreditação de Operadoras;
  • Descobrir quais operadoras tiveram seu registro cancelado pelo Regime Especial de Liquidação Extrajudicial ou que tiveram a falência decretada;
  • Conferir o índice de adimplência das operadoras de planos de saúde;
  • Ver os números de partos normais e cesarianas informados pelas operadoras.

Conheça os 4 melhores planos de saúde em 2021

Conheça os 4 melhores planos de saúde em 2021

Agora que você já entendeu quais são os principais critérios na hora de escolher o melhor plano de saúde, vou te mostrar agora quais são os 4 melhores planos de saúde de 2021.

1) Planos de Saúde Amil

A AMIL oferece planos médicos e odontológicos para famílias e empresas. Entre eles:

  • FÁCIL: oferece planos regionais com excelente custo-benefício;
  • AMIL: planos médicos com abrangência nacional ou regional, oferecendo a opção de coparticipação e de reembolso;
  • ONE: segmento premium;
  • DENTAL: para consultas com dentistas, exames e radiografias. 

De maneira geral, as vantagens dos planos de saúde da Amil, além da especificidade de cada plano, é o cuidado remoto. 

Ou seja, a empresa possui vários canais de atendimento à distância para facilitar o atendimento do beneficiário.

Se você quer saber mais sobre cada um dos planos ou até mesmo fazer uma cotação, entre em contato com a gente

2) Plano de Saúde Unimed 

A Unimed do Brasil também coordena um dos principais diferenciais da Unimed, conhecido como Intercâmbio Nacional, que é o atendimento do beneficiário de uma Unimed por outra, desde que seu plano contratado permita a prática.

Além disso, outra atribuição é atuar em prol da sustentabilidade econômico-financeira das Federações e Singulares Unimed por meio de consultorias e oferta de produtos e projetos reconhecidos por sua qualidade.

3) Plano de Saúde SulAmérica

A SulAmérica possui as seguintes opões de plano de saúde:

  • PME (03 a 29 pessoas)
  • PME Mais (30 a 99 pessoas)
  • Empresarial (a partir de 100 pessoas)

Além disso, há também os planos regionais. 

4) Plano de Saúde Bradesco 

Antes de tudo, você precisa saber que o Plano de Saúde Bradesco possui três tipos de planos que podem se ajustar a sua empresa. Veja só:

  • 3 (3 a 29 pessoas).
  • 30 (30 a 99 pessoas).
  • 100 (100 a 199 pessoas)

Além disso, há 7 linhas de plano e opções com coparticipação de taxas variadas.

Contrate os melhores planos de saúde sem sair de casa

Como saber qual plano é perfeito para as suas necessidades? Simples: faça uma cotação online com a Smart Seguros e aguarde. 

O mais rápido possível, um dos nossos especialistas vai entrar em contato com você e fazer toda a apuração necessária para escolher o melhor plano de saúde para você, sua família e sua empresa.

Como escolher o melhor plano de saúde em 2021

Para escolher o melhor plano de saúde em 2021, também é essencial seguir essas dicas:

1) Converse com outras pessoas

Você pode conversar com quem já tem o plano de saúde de seu interesse ou pesquisar na internet, para te ajudar a tomar uma decisão. 

No entanto, fique atento que nem sempre uma única experiência ruim de uma única pessoa quer dizer como é todo o atendimento do plano de saúde.

2) Observe os hospitais que vão fazer parte do seu plano

Já pensou contratar um plano de saúde e não ter aquele hospital de excelência perto da sua casa?

Para isso não acontecer, antes mesmo de fechar um contrato verifique quais são os hospitais estarão disponíveis para você como beneficiário do plano.

3) Veja se é melhor um plano regional ou nacional

Se você viaja muito, o mais indicado é que você contrate um plano de saúde nacional. 

Dessa forma você tem todos os benefícios do seu convênio em qualquer lugar do país (muitas vezes, até no exterior). 

4) Acompanhe as publicações da ANS

A ANS divulga anualmente um ranking com as melhores operadoras do Brasil.

A pesquisa para montar o ranking leva em consideração os aspectos econômicos, operacionais e de qualidade.

Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more

Plano de Saúde mais barato: 4 opções vantajosas
Plano de Saúde mais barato 4 opções vantajosas

Se você quer encontrar um Plano de Saúde mais barato, precisa ler esse artigo até o final. Isso porque eu Read more

Plano de saúde acima de 65 anos: como escolher a melhor opção?
Plano de saúde acima de 65 anos como escolher a melhor opção

Escolher um plano de saúde acima de 65 anos não é tarefa fácil.  Isso porque os planos para idosos impõe Read more

Tipos de planos coletivos: diferença entre empresarial e por adesão
Tipos de planos coletivos diferença entre empresarial e por adesão

Existem dois tipos de planos coletivos: os empresariais e os coletivos por adesão. Ambos precisam ter CNPJ para contatar, a Read more

Como emagrecer com saúde veja agora se isso é possível

Como emagrecer com saúde: veja agora se isso é possível

Uma das maiores preocupações do ser humano hoje é como emagrecer com saúde. Isso porque é natural encontrar uma dieta maluca na internet, ficar dias sem comer e em seguida voltar a comer tudo o que vê pela frente.

Por isso, vou te mostrar no artigo de hoje que para emagrecer, você não precisa fazer dietas malucas ou ficar horas sem comer. Existe uma maneira saudável de ficar no peso ideal, sem surtar. 

Mas antes de te mostrar como emagrecer com saúde, você sabe o que é perda de peso saudável?

O que é perda de peso saudável?

É natural que qualquer pessoa que esteja tentando perder peso deseje perdê-lo muito rapidamente. Mas as pessoas que perdem peso de forma gradual e constante são mais bem-sucedidas em manter o peso reduzido. 

Afinal de contas, a perda de peso saudável não se trata apenas de uma “dieta” ou “programa”. Trata-se de um estilo de vida contínuo que inclui mudanças de longo prazo na alimentação diária e nos hábitos de exercícios.

É claro que emagrecer não é fácil e exige empenho. Mas se você estiver pronto para começar, separei informações essenciais que te ajudarão a perder peso e melhorar sua saúde.

Perda de peso modesta pode significar grandes benefícios

A primeira coisa que você precisa entender sobre como emagrecer com saúde é que toda pequena vitória deve ser comemorada.

Ou seja, mesmo uma perda de peso modesta (de 5 a 10% do peso total do seu corpo), provavelmente produzirá benefícios à saúde, como melhorias na pressão arterial, colesterol e açúcar no sangue. 

Por exemplo, se você pesa 90 quilos, uma perda de 5% do peso equivale a 10 quilos, reduzindo seu peso para 80 quilos. Embora esse peso ainda possa estar na faixa de “sobrepeso” ou “obesidade”, essa modesta perda de peso pode diminuir seus fatores de risco para doenças crônicas relacionadas à obesidade.

Portanto, mesmo que a meta geral pareça grande, veja-a como uma jornada, em vez de apenas um destino final. 

Afinal, o objetivo principal deve ser você aprender novos hábitos alimentares e praticar mais atividade física que vão te ajudar a ter um estilo de vida mais saudável. São esses hábitos que vão te ajudar a manter a perda de peso ao longo do tempo.

Por que estou acima do peso?

Apesar do que você pode ler, o problema da obesidade não é causado por um único alimento e não é apenas uma questão de “falta de força de vontade”. Na verdade, muitos fatores influenciam o que comemos. 

Nosso ambiente e estilo de vida mudaram nas últimas décadas, o que significa que escolhas saudáveis ​​nem sempre são as mais fáceis de fazer.

Além disso, também tendemos a ter mais refeições prontas ou para viagem. Ou seja, são refeições com mais gordura, açúcar e sal em comparação com refeições caseiras e, muitas vezes, tamanhos de porções maiores.

Ao mesmo tempo, estamos fazendo menos atividade física do que as gerações anteriores. Nossos empregos e atividades de lazer têm mais probabilidade de ser sentados e é menos provável que viajemos a pé ou de bicicleta. 

Sem contar que muitos de nós também estamos trabalhando mais em casa agora, ou seja, perdemos a oportunidade de fazer exercícios no caminho para o trabalho.

Emagrecer com saúde: você pode reduzir o risco de desenvolver doenças cardíacas e circulatórias em até 35%

O fato é que precisamos fazer escolhas conscientes sobre o que comemos e como nos mantemos ativos. 

Ou seja, precisamos nos esforçar para comer de forma saudável, mesmo quando estamos ocupados. Além de encontrar maneiras de inserir os exercícios em nossas vidas ocupadas.

Sendo assim, para você descobrir por que está acima do peso, responda às seguintes perguntas:

  • Passei por uma mudança recente ou um padrão de longo prazo? 
  • Comece a fazer algo diferente: comer mais fora, ser menos ativo ou comer alimentos diferentes?
  • Estou ficando muito tempo sentado?

Essas perguntas podem te ajudar a identificar o problema. No entanto, se mesmo assim, se você não tiver certeza de onde está errado, tente manter um diário de alimentos e bebidas por uma semana em um caderno ou registre o que você come usando um aplicativo de monitoramento de dieta em seu celular.

Em seguida, entre em contato com uma nutricionista, pois ela é a fonte mais confiável para te mostrar como emagrecer com saúde. 

Quão rápido você vai perder peso?

Quão rápido você vai perder peso

Em geral, você pode perder de 2,3 a 4,5 kg no primeiro mês de um plano alimentar direcionado e, em seguida, perder peso de forma consistente depois disso. Isso acontece porque a primeira semana é uma perda de gordura corporal e peso da água.

Por outro lado, perder 0,5 a 1 quilo por semana também é uma quantia segura. Mas se você está tentando perder peso mais rápido do que isso, converse com seu nutricionista sobre um nível seguro de redução de calorias.

Além da perda de peso, uma dieta baixa em carboidratos pode melhorar sua saúde de algumas maneiras, embora os efeitos a longo prazo ainda não sejam conhecidos.

Outros tipos de dieta que reduzem calorias e aumentam os alimentos integrais também estão associados a melhores marcadores metabólicos e envelhecimento mais lento. No final das contas, você pode descobrir que uma dieta equilibrada que inclui carboidratos complexos é mais sustentável.

Afinal, como emagrecer com saúde?

Para emagrecer com saúde você precisa entender que o peso significativo pode ser perdido com uma dieta baixa em carboidratos ou baixas calorias, mas a velocidade depende do indivíduo.

A perda geral de peso pode melhorar certos marcadores de saúde, como os níveis de açúcar no sangue e colesterol.

Por isso, antes de começar uma dieta consulte uma nutricionista do seu plano de saúde e siga as orientações dela.

Como emagrecer com saúde: controle a alimentação emocional

Nem sempre comemos simplesmente para saciar a fome. Com muita frequência, recorremos à comida quando estamos estressados ​​ou ansiosos, o que pode prejudicar qualquer dieta e engordar. 

Reconhecer seus desencadeadores emocionais de comer pode fazer toda a diferença em seus esforços para perder peso. Se você comer quando estiver:

Estressado

Encontre maneiras mais saudáveis ​​de se acalmar. Experimente ioga, meditação ou imersão em um banho quente.

Com pouca energia

 Encontre outros estimulantes no meio da tarde. Experimente caminhar ao redor do quarteirão, ouvir música estimulante ou tirar uma soneca.

Solitário ou entediado

Procure outras pessoas em vez de pegar a geladeira. Ligue para um amigo que te faz rir, leve seu cachorro para passear ou vá à biblioteca, shopping ou parque.

Pratique uma alimentação consciente

Além disso, para emagrecer com saúde, é essencial você ter uma alimentação consciente. Isso significa:

Evitar distrações enquanto come

Tente não comer enquanto trabalha, assiste TV ou dirige. É muito fácil comer demais sem pensar.

Prestar atenção enquanto come

Coma devagar, saboreando os cheiros e as texturas de sua comida. Se sua mente divagar, volte delicadamente sua atenção para a comida e seu sabor.

Parar de comer antes de ficar satisfeito

Leva tempo para que o sinal chegue ao seu cérebro de que você já teve o suficiente. Não se sinta obrigado a limpar sempre o seu prato.

Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more

Plano de Saúde mais barato: 4 opções vantajosas
Plano de Saúde mais barato 4 opções vantajosas

Se você quer encontrar um Plano de Saúde mais barato, precisa ler esse artigo até o final. Isso porque eu Read more

18 comportamentos para perda de peso saudável
18 comportamentos para perda de peso saudável

Ainda falando sobre perda de peso saudável, no artigo de hoje vou te mostrar 18 comportamentos para você emagrecer com Read more

4 melhores planos de saúde de 2021: escolha uma operadora de confiança
4 melhores planos de saúde de 2021 escolha uma operadora de confiança

Se você quer saber quais são os melhores planos de saúde de 2021, precisa entender que sua escolha deve ser Read more

Plano de saúde acima de 65 anos como escolher a melhor opção

Plano de saúde acima de 65 anos: como escolher a melhor opção?

Escolher um plano de saúde acima de 65 anos não é tarefa fácil.  Isso porque os planos para idosos impõe algumas objeções como, por exemplo, as mensalidades ficam mais altas e ainda existem aqueles que necessitam de cuidados específicos ou mais intensivos.

Por isso, pensando que você sempre pode ter a melhor experiência com um plano de saúde quando tem uma orientação correta, separei dicas para te ajudar a escolher a melhor opção de plano de saúde para pessoas acima de 65 anos. 

Mas antes disso, quero te alertar sobre o que a ANS diz sobre esse assunto. Veja só!

Operadoras de planos de saúde não podem impedir ou dificultar acesso de idosos

De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a aquisição e o acesso aos serviços dos planos de saúde não podem ser dificultados ou impedidos em razão da idade, condição de saúde ou deficiência do consumidor.

Sendo assim, se você identificar que a operadora do seu plano de saúde está dificultando ou restringindo o atendimento de idosos, pessoas com doenças graves ou deficientes, saiba que ela estará desobedecendo ao Estatuto do Idoso, ao Código de Defesa do Consumidor, a Lei dos Planos de Saúde e a Súmula Normativa 19/2011 da ANS. 

Além disso, segundo a ANS, os locais de venda de planos de saúde devem estar aptos a atender a todos os potenciais consumidores (ou beneficiários), sem qualquer tipo de restrição em razão da idade, condição de saúde ou por portar deficiência.

Como escolher o melhor Plano de Saúde acima de 65 anos

como emagrecer com saude

Agora que você a entendeu o que a ANS diz sobre plano de saúde para idosos, vou te mostrar 4 dicas para você escolher um plano de saúde acima de 65 anos. 

1) Prefira as operadoras com tradição em atendimento para idosos

Antes de escolher um plano de saúde acima de 65 anos, você precisa fazer uma pesquisa e verificar se a operadora tem tradição de qualidade em atendimento para idosos. 

Por isso, opte por aquelas operadores que possuem, pelo menos, uma dessas opções:

  • Campanhas para prevenção de quedas e outros acidentes domésticos; 
  • Atuação de nutricionistas para orientação sobre dieta;
  • Palestras e cursos para a terceira idade;
  •  Programas para estimular hábitos saudáveis;
  • Check-up médico para prevenir doenças que surgem com a idade;
  • Consultas frequentes com um médico geriatra;
  • Sessões com o fisioterapeuta;
  •  Acompanhamento de beneficiários com doenças crônicas.

Ou seja, isso não significa que a operadora tem que ser exclusiva para idosos, mas que ela pensa nas pessoas acima de 65 anos e zela pela sua saúde.

2) Verifique a cobertura disponível

Independente da sua idade é importante verificar a cobertura disponível do plano de saúde, antes de fazer a contratação.

Isso porque você precisa saber quais os procedimentos mínimos que o plano cobra, se você pode adicionar algum outro tipo de atendimento e também verificar se está incluso o tratamento para as doenças mais comuns para pessoas acima de 65 anos. 

Em geral, os planos de saúde são divididos em Plano Ambulatorial, Hospitalar e Referência. Vou te explicar cada um deles:

Plano de Saúde Ambulatorial

Plano de saúde ambulatorial é um convênio mais simples, com menos opções de serviços e cobertura médica.

A cobertura se dá apenas em ambulatórios, clínicas e consultórios. Ou seja, o plano ambulatorial cobre:

  • Atendimento de urgência e emergência nas primeiras 12 horas;
  • Solicitado por escrito pelo médico cooperado;
  • Serviços credenciados ou referenciados pela operadora;
  • Consultas médicas ilimitadas;
  • Consultas de pré-natal;
  • Procedimentos clínicos
  • Hemoterapia ambulatorial;
  • Radioterapia;
  • Exames complementares:
  • Autorizado pela operadora;
  • Entre outros.

Saiba todas as informações sobre o plano de saúde ambulatorial, neste artigo completo que temos no blog da Smart Care. 

Plano de Saúde Hospitalar 

Plano de saúde hospitalar é convênio que cobre apenas aos procedimentos hospitalares: casos de internações, cirurgias, urgências e emergências.

De maneira geral, o plano hospitalar cobre:

  • Consultas médicas e exames complementares que são realizados nos próprios hospitais;
  • Acompanhamento pós-operatório completo para o caso de procedimentos cirúrgicos de transplante renal e de córneas;
  • Internação comum e internação em UTI em hospitais credenciados;
  • Utilização de materiais hospitalares;
  • Tratamentos de quimioterapia;
  • Tratamentos de radioterapia;
  • Transfusão de sangue;
  • Utilização das salas de cirurgia;
  • Medicamentos para anestesia;
  • Procedimentos de embolização e de radiologia intervencionista;
  • Fisioterapia.

Ou seja, ele não cobre os procedimentos ambulatoriais, como consultas e exames clínicos.

Saiba todas as informações sobre o plano de saúde hospitalar, neste artigo completo que temos no blog da Smart Care. 

Plano de Saúde Referência

Plano  de Saúde Referência é uma assistência médico-ambulatorial e hospitalar com obstetrícia e acomodação em enfermaria. 

Segundo a ANS, sua cobertura mínima também deve ter o atendimento de urgência e emergência integral após as 24 horas da sua contratação.

Ou seja, ele é o plano mais completo entre todos os planos de saúde oferecidos.

Saiba todas as informações sobre o plano de saúde referência, neste artigo completo que temos no blog da Smart Care.

3) Verifique os locais de atendimento (rede credenciada)

Outro ponto importante que deve ser lavado em consideração para plano de saúde acima de 65 anos é quais serão os locais de atendimento, ou seja, qual é a rede credenciada. 

Isso porque muitas vezes você pode contratar um plano de saúde e não perceber que não terá acesso aquele hospital perto da sua casa. 

Sendo assim, antes de contratar um plano verifique se aquele hospital perto da sua residência faz parte da cobertura. 

4) Verifique as informações essenciais

Além das informações que te passei os tópicos anteriores, antes de contratar um plano de saúde acima de 65 anos você precisa também verificar:

  • Tempo de carência para doenças ou lesões pré-existentes;
  • Tempo de carência normal;
  • Valor da mensalidade;
  • Como será os reajustes;
  • Cobertura municipal, regional e nacional de médicos para consultas de rotina;
  • Programas de bem-estar específicos para a faixa etária.
Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more

Plano de Saúde mais barato: 4 opções vantajosas
Plano de Saúde mais barato 4 opções vantajosas

Se você quer encontrar um Plano de Saúde mais barato, precisa ler esse artigo até o final. Isso porque eu Read more

4 melhores planos de saúde de 2021: escolha uma operadora de confiança
4 melhores planos de saúde de 2021 escolha uma operadora de confiança

Se você quer saber quais são os melhores planos de saúde de 2021, precisa entender que sua escolha deve ser Read more

Tipos de planos coletivos: diferença entre empresarial e por adesão
Tipos de planos coletivos diferença entre empresarial e por adesão

Existem dois tipos de planos coletivos: os empresariais e os coletivos por adesão. Ambos precisam ter CNPJ para contatar, a Read more

14 principais perguntas sobre escleroterapia

14 principais perguntas sobre escleroterapia

A escleroterapia é uma forma de tratamento em que o médico injeta um medicamento nos vasos sanguíneos ou linfáticos, fazendo com que encolham.

Em geral, usa para tratar as veias varicosas ou as chamadas veias da aranha.

O procedimento não é cirúrgico, exigindo apenas uma injeção. Além disso, também usa para tratar doenças dos vasos sanguíneos e linfáticos que fazem com que esses vasos se formem incorretamente.

Agora que você já sabe o que é escleroterapia, veja agora as principais dúvidas sobre esse procedimento.

1) Quando a escleroterapia é realizada?

Em geral, a realiza a escleroterapia para fins cosméticos, ou seja, para melhorar a aparência de varizes e veias da aranha.

No entanto, o procedimento também pode melhorar os sintomas como:

  • Dor;
  • Inchaço;
  • Queimação; e
  • Cólicas noturnas.

Além disso, antes da escleroterapia, você terá uma consulta inicial com um dermatologista ou especialista em medicina vascular que decidirá se você é um bom candidato para o procedimento.

2) Em quais locais a escleroterapia pode ser realizada?

As áreas mais comuns de desenvolvimento de varizes são nas pernas e nos pés. Além disso, às vezes, usa-se a escleroterapia para tratar hemorroidas.

Dessa forma, dependendo do tamanho das veias danificadas, a usa-se escleroterapia para tratar varizes e veias da aranha nas seguintes áreas:

  • Coxas;
  • Tornozelos;
  • Pés;
  • Rosto (nos lados do nariz, por exemplo);
  • Ânus.

3) Quais são os benefícios da escleroterapia?

Para pacientes com insuficiência venosa, o tratamento pode ser benéfico, melhorando o fluxo sanguíneo venoso e limitando o inchaço crônico.

Além disso, quem tem queixas estéticas, com a escleroterapia aparência fica melhor.

4) Quem não pode fazer a escleroterapia?

Você não é elegível se:

  • Estiver grávida; 
  • Toma pílulas anticoncepcionais;
  • Já teve um coágulo sanguíneo no passado;
  • Entre outras situações.

Ou seja, sua elegibilidade será decidida individualmente e dependerá da saúde geral da área que necessita de tratamento, bem como do motivo do coágulo.

5) A escleroterapia é segura?

Todos os procedimentos médicos apresentam riscos que devem ser considerados cuidadosamente antes de iniciar um tratamento específico. 

Além disso, como a escleroterapia pode ser usada para tratar problemas cosméticos, os efeitos colaterais indesejáveis ​​e perigosos devem ser totalmente explicados ao paciente.

6) A escleroterapia dói?

Como esse procedimento requer injeções através da pele, não é um procedimento indolor. 

No entanto, alguns produtos químicos injetados (esclerosantes) têm maior probabilidade de causar dor do que outros. 

Além disso, se o esclerosante for depositado fora da veia inadvertidamente, em geral, é mais doloroso.

7) Quais os efeitos colaterais que podem surgir?

Quais os efeitos colaterais que podem surgir?

Os efeitos colaterais que podem surgir são:

  • Inflamação;
  • Coágulo sanguíneo;
  • Trombose venosa;
  • Bolhas de ar;
  • Reação alérgica.

8) O que posso esperar durante a injeção?

Usa-se uma agulha muito fina durante a injeção. Você pode sentir uma leve sensação de picada de alfinete, semelhante a uma pequena picada de mosquito.

Podem ocorrer 15-30 segundos de leve desconforto ou queimação no local da injeção. 

Além disso, alguns pacientes apresentam cãibras musculares locais, que duram alguns minutos. 

Uma vez que muitos dos vasos se interconectam, uma injeção pode erradicar várias dezenas de vasos ao mesmo tempo.

9) Existem instruções especiais antes do procedimento?

Em geral, é importante não tomar aspirina por uma semana antes do tratamento. 

Além disso, certifique-se de comer antes do tratamento para evitar tonturas durante o procedimento.

10) Em quanto tempo os vasos irão desaparecer?

Em geral, os vasos ficarão mais claros ou desaparecerão completamente. O desbotamento ocorre durante o primeiro mês, mas pode levar de dois a três meses para alguns vasos. 

Além disso, é importante ressaltar que o tratamento não impede o aparecimento de novos vasos. Ele trata apenas os vasos que foram injetados.

11) Com que frequência posso ser tratado?

A mesma área não deve ser injetada por seis a oito semanas para permitir a cura completa.

Além disso, tratam-se diferentes áreas mais cedo.

12) Quantas vezes isso tem que ser feito?

Isso varia com o número de áreas que devem ser injetadas, bem como a resposta a cada injeção. 

Em geral, leva de uma a três injeções para obliterar quaisquer vasos e 10-20 vasos podem ser tratados em qualquer sessão.

13) Quanto custa a escleroterapia

O preço médio da sessão de injeções varia de R$ 40 a R$ 200. As sessões de laser custam a partir de R$ 300, mas são mais eficazes. 

Dessa forma, o custo total depende do tamanho e do número de veias tratadas, bem como de onde você mora.

14) O plano de saúde cobre o custo da escleroterapia?

A escleroterapia, em geral, não é coberta pelo plano de saúde se for feita por motivos cosméticos.

No entanto, se você tiver sintomas médicos relacionados a veias varicosas, seu seguro pode cobrir o procedimento.

Se você ainda não tem um plano de saúde, entre em contato com a Smart Care.

Nós somos especialistas em encontrar o melhor plano que combina com as suas necessidades, da sua família e da sua empresa.

O que é escleroterapia: tudo o que você precisa saber sobre o tratamento
O que é escleroterapia tudo o que você precisa saber sobre o tratamento

Se você quer saber o que é escleroterapia, é provável que você esteja buscando esse tratamento para melhorar a sua Read more

10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho
10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho

A melhor forma de melhorar a saúde mental no trabalho é falando sobre o assunto. Não tem como fugir desse Read more

Como é diagnosticado o câncer de mama
Como é diagnosticado o câncer de mama

No artigo de hoje vou te mostrar quais são os principais procedimentos e exames solicitados para diagnosticar o câncer de Read more

Como contar calorias para perder peso e manter a saúde
Como contar calorias para perder peso e manter a saúde

Para saber como contar calorias você precisa entender que há uma maneira correta de fazer isso para perder peso e Read more