O que é doença preexistente

O que é doença preexistente?

Se você quer saber o que é doença preexistente você pode estar procurando mais informações sobre plano de saúde. 

Em geral, há muitos termos técnicos que podem te deixar inseguro quando vai contratar um plano de saúde.

Por isso, que o principal objetivo com esse artigo é te mostrar todas as informações essenciais para fazer a escolha certa. 

Assim sendo, no artigo de hoje vou te mostrar:

  • O que são doenças ou lesões preexistentes;
  • Exemplos de doenças preexistentes;
  • Como definir a data de início da doença;
  • O que acontece quando você não sabe que tem a doença;
  • Qual o prazo de carência para a doença preexistente;
  • Como funciona a carência e a Cobertura Parcial Temporária;
  • Se o plano de saúde pode ser negado por causa da doença preexistente. 

Vamos lá?

O que são Doenças ou Lesões Preexistentes (DLP)?

De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS):

Doenças ou Lesões Preexistentes (DLP) são aquelas que o beneficiário ou seu representante legal saiba ser portador ou sofredor, no momento da contratação ou adesão ao plano de saúde.

Ou seja, doença preexistente é toda doença que o indivíduo já possui e sabe disso antes da contratação do serviço.

Quais são exemplos de doenças preexistentes?

Aliás, qualquer doença ou lesão pode ser considerada preexistente. Ou seja, basta ter sido iniciada antes da contratação do plano de saúde.

Assim sendo, aqui estão alguns exemplos:

  • Hipertensão;
  • Diabetes tipo 2;
  • Catarata;
  • Doenças genéticas;
  • AIDS;
  • Doenças cardíacas;
  • Câncer;
  • Pedra na vesícula ou nos rins.

Como definir a data de início da doença?

Como definir a data de início da doença?

Para a medicina é quase impossível definir a data exata de quando uma doença começou.

Por isso, os contratos de plano de saúde definem essa data quando o cliente recebeu o diagnóstico e se tornou ciente da doença.

Isso quer dizer, por exemplo, que mesmo se o beneficiário for diabético há 10 anos, mas descobrir só há dois meses. A data que vai aparecer no contrato é quando ele descobriu que possui a doença. 

E quando não sabemos que temos a doença?

Muitas vezes o beneficiário não sabe que é portador da doença e contrata um plano de saúde. Portanto, não fica classificado como uma doença preexistente.

Isso porque o cliente não tem um diagnóstico anterior que comprove a existência dessa doença.

No entanto, se o plano de saúde acreditar que há uma incoerência. Ou seja, que o beneficiário sabia do diagnóstico, mas optou por omitir a informação.

A operadora terá que provar que o cliente estava doente antes de contratar o plano.

Além disso, o plano de saúde pode solicitar a Justiça que o cliente realize um exame para diagnosticar a doença.

Po outro lado, o consumidor pode pedir a intervenção da Agência Nacional de Saúde. 

Qual o prazo de carência para a lista de doenças preexistentes?

O prazo de carência para realização de procedimentos relacionados a doença preexistente é conhecido como Cobertura Parcial Temporária (CPT). 

Dessa forma, a CPT quer dizer que durante um prazo de até dois anos o plano não cobrirá a doença preexistente mencionada na declaração de saúde.

Ou seja, só após esse período de 24 meses o cliente poderá realizar todos os procedimentos para o acompanhamento e tratamento da doença.

Como funciona as carências e a CPT nos planos de saúde?

Há uma diferença mínima nas carências do plano individual (ou familiar), coletivo empresarial e coletivo por adesão.

Por outro lado, todos eles respeitam o limite máximo de:

  • 24 horas para atendimentos de urgência e emergência;
  • 300 dias para partos; e
  • 180 dias para demais casos.

E como funciona nos casos das doenças preexistentes?

Veja o quadro abaixo:

Tipo de plano de saúdeCarênciaCPT
Individuais ou familiaresPode haverPode haver
Coletivos por adesão (mais de 30 beneficiários)Pode haverNão tem
Coletivos por adesão (menos de 30 beneficiários)Pode haverPode haver
Coletivos empresariais (mais de 30 beneficiários)Não temNão tem
Coletivos empresariais (menos de 30 beneficiários) Pode haverPode haver

Pois então, nota-se que não há CPT quando o plano for:

  • Coletivo por adesão com mais de 30 beneficiários; e
  • Coletivo empresarial com mais de 30 beneficiários.

O plano de saúde pode ser negado por causa da doença preexistente?

De acordo com a ANS, nenhum plano de saúde pode negar o serviço a uma pessoa por causa da sua doença preexistente.

Por outro lado, se isso ocorrer, o indivíduo deve procurar a agência reguladora para notificar a situação.

Além disso, não se esqueça que para esses casos, o plano de saúde pode cobrar uma carência de até 24 meses (CPT).

Quem tem câncer tem direito ao plano de saúde?

Quem tem câncer ou qualquer outra doença grave pode sim ter o plano de saúde. No entanto, se o beneficiário já sabe do diagnóstico, será considerado doença preexistente. 

Isso quer dizer que os procedimentos complexos relacionados às doenças não são cobertos pelo período de até 24 meses.

Ou seja, de acordo com a ANS, durante esse período o plano de saúde não vai cobrir:

  • Quimioterapia;
  • Tomografia computadorizada;
  • Ressonância magnética;
  • Etc.

Conclusão

No artigo de hoje eu te mostrei o que é doença preexistente e quais são os seus exemplos.

Além do mais, você viu que plano de saúde define a data de início da doença de acordo com o diagnóstico que recebeu.

Te mostrei também que se o beneficiário não sabe que possui um diagnóstico e só descobre com as consultas feitas pelo plano de saúde, não é considerado doença preexistente.

Ou seja, mesmo que ele já tenha a condição há muito tempo não será cobrado a CPT.

Além disso, te mostrei como funciona a carência e a CPT em cada tipo de plano de saúde. 

Dessa forma, se você tiver qualquer dúvida sobre esse assunto. Deixe um comentário! A nossa equipe fará o possível para te responder!  

Plano de saúde: 11 dúvidas mais comuns
Plano de saúde 11 dúvidas mais comuns

Você já deve ter pensado nas dúvidas mais comuns sobre o plano de saúde, caso cogitou adquirir um, não é Read more

Operadora de plano de saúde: o que é e quais são as melhores opções
Operadora de plano de saúde o que é e quais são as melhores opções

Para saber qual é a melhor operadora de plano de saúde, antes preciso te explicar alguns fatores importantes. Por isso Read more

Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more

Plano de Saúde mais barato: 4 opções vantajosas
Plano de Saúde mais barato 4 opções vantajosas

Se você quer encontrar um Plano de Saúde mais barato, precisa ler esse artigo até o final. Isso porque eu Read more

Tipos de planos da Amil qual deles escolher

Tipos de planos da Amil: qual deles escolher?

Você sabe quais são os tipos de planos da Amil? Eles incluem os individuais, coletivos e empresariais.

As opções são muitas, no entanto, eu condensei neste artigo as principais informações sobre cada linha.

Sendo assim, vou te mostrar:

  • Um pouco sobre a empresa Amil;
  • Quais as vantagens;
  • Quais sãos os planos de saúde Amil.

Vamos lá?

Sobre a empresa Amil

A Amil faz parte do UnitedHealth Group. Aliás, é a maior empresa do setor de saúde do mundo.

O grupo oferece benefícios e serviços de saúde em mais de 130 países. Dessa forma, atende cerca de 140 milhões de pessoas.

Segundo o site da Amil, eles possuem cerca de 6,2 milhões de beneficiários, cerca de 20 mil médicos, consultórios e clínicas credenciadas, mais de 1,7 mil hospitais credenciados.

Além disso, estão presentes nos 26 estados brasileiros mais o Distrito Federal. 

Quais as vantagens dos planos da Amil?

De maneira geral, as vantagens dos planos de saúde da Amil, além da especificidade de cada plano, é o cuidado remoto. 

Isto é a empresa possui vários canais de atendimento à distância para facilitar o atendimento do beneficiário.

Entre eles:

Agente de Saúde Virtual

O Agente de Saúde Virtual dá orientações sobre cuidados com a saúde. Além disso, orienta como melhorar a qualidade de vida.

Amil Ligue Saúde

O Amil Ligue Saúde é canal telefônico 24 horas para tirar dúvidas sobre saúde. Ou seja, se você tiver alguma questionamento pode entrar em contato com a central.

Programa Mamãe e Criança

O Programa Mamãe e Criança é um acompanhamento telefônico durante toda a gravidez até o filho completar 12 anos. Isto é, você terá total atenção para o crescimento do seu pequeno.

Alias, se você quer saber mais sobre as vantagens do plano de saúde AMIL é só clicar aqui.

Quais os planos de saúde da AMIL?

A AMIL oferece planos médicos e odontológicos para famílias e empresas. Entre eles:

  • FÁCIL: oferece planos regionais com excelente custo-benefício;
  • AMIL: planos médicos com abrangência nacional ou regional, oferecendo a opção de coparticipação e de reembolso;
  • ONE: segmento premium;
  • DENTAL: para consultas com dentistas, exames e radiografias. 

Diante disso, vou te mostrar quais são tipos de planos da Amil que você pode encontrar.

AMIL FÁCIL

O plano de saúde Amil Fácil é aquele convênio para você ter um atendimento com qualidade com um preço acessível. Por outro lado, ele possui duas opções: S60 e S80.

A principal diferença entre eles é que o S60 tem a cobertura regional para as áreas metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná.

Enquanto o S80 é o primeiro produto multirregional do mercado com cobertura em 91 cidades de 05 estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Distrito Federal  e Pernambuco. 

AMIL

O plano de saúde Amil é o mais comum entre os usuários, pois tem um excelente custo-benefício. Aliás, as opções disponíveis de plano são: S380, S450 e S750.

As principais diferenças entre eles é que o Amil S750 possui 12 sessões/ano de escleroterapia e cirurgia refrativa sem limite de grau. 

Além disso, todos eles são de abrangência nacional e:

  • Possuem desconto para farmácia (até 35% de desconto nas Drogarias São Paulo e nas Drogarias Pacheco);
  • Cobertura para os transplantes de fígado, pâncreas, coração, pulmão, pâncreas-rim e cardiopulmonar, além daqueles previstos no Rol da ANS (rim, córnea e medula óssea).

AMIL ONE

O plano de saúde Amil One é líder no segmento premium de saúde. Ele possui duas opções de plano: S2500 e S6500 Black. 

A diferença entre eles é que o S6500 Black possui mais 30 sessões/ano além do rol estabelecido pela ANS.

Além disso, os clientes podem fazer anualmente um check up e tem acesso a uma equipe de consultores dedicada ao atendimento de dúvidas e às demandas relacionadas ao plano.

Sem contar que ambas opções possuem:

  • Resgate domiciliar;
  • Assistência viagem internacional (até USD 300 mil); e
  • Amil Resgate (sistema de transporte inter-hospitalar aparelhado com a mais avançada tecnologia médica) no pacote.

AMIL DENTAL

O plano de saúde Amil Dental é uma cobertura para prevenção e tratamento da saúde bucal. As opções disponíveis são: Linha Clássica, Linha Estética e Linha Kids.

Cada um das linhas possuem no máximo duas opções de plano: a Linha Clássica tem os planos Dental 50 NE e Dental 200, a Linha Estética tem os planos Dental E30 e Dental E40 e a Linha Kids apenas o plano Dental K20.

Além disso, todos os planos (exceto o Dental 50 NE) tem abrangência de atendimento nacional, consultas de diagnósticos, rotina e limpeza, radiografias, cirurgias, emergências, entre outros. 

A principal diferença é na quantidade de procedimentos nas coberturas. O plano Dental 50NE cobre 178 procedimentos, o Dental 200 cobre 221, o Dental E30 cobre 245, o Dental E40 cobre 248 e o Dental K20 cobre 221 procedimentos.

Conclusão

No artigo de hoje te passei as principais informações sobre os tipos de planos Amil. Você viu qual as principais características deles e quais as diferenças entre eles. 

Se você quer saber mais sobre cada um dos planos ou até mesmo fazer uma cotação, entre em contato com a gente

Agora se tiver alguma dúvida sobre o assunto, deixa um comentário. Nossa equipe fará o possível para te responder.

Operadora de plano de saúde: o que é e quais são as melhores opções
Operadora de plano de saúde o que é e quais são as melhores opções

Para saber qual é a melhor operadora de plano de saúde, antes preciso te explicar alguns fatores importantes. Por isso Read more

Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more

Plano de Saúde mais barato: 4 opções vantajosas
Plano de Saúde mais barato 4 opções vantajosas

Se você quer encontrar um Plano de Saúde mais barato, precisa ler esse artigo até o final. Isso porque eu Read more

4 melhores planos de saúde de 2021: escolha uma operadora de confiança
4 melhores planos de saúde de 2021 escolha uma operadora de confiança

Se você quer saber quais são os melhores planos de saúde de 2021, precisa entender que sua escolha deve ser Read more

11 motivos para escolher Plano de Saúde Empresarial AMIL

11 motivos para escolher Plano de Saúde Empresarial AMIL

Se você está aqui é porque, provavelmente, ainda não sabe de todos os benefícios que o Plano de Saúde Empresarial Amil possui. 

Eu poderia listar todos eles e você ficaria confuso com tanta informação. Mas optei por separar aquelas vantagens que vão te ajudar a se decidir. 

No artigo de hoje vou te mostrar 11 motivos para escolher o Plano de Saúde Empresarial Amil. Você vai ver que ele possui mais de 20 opções de plano de saúde.

Além disso, tem assistência viagem internacional, desconto em farmácias e mais 8 vantagens para a sua empresa. 

Então, vamos direito ao ponto! Veja agora os 11 motivos para você escolher o Plano de Saúde Amil:

1) São 23 opções de plano de Saúde

A principal vantagem do Plano de Saúde Empresarial Amil é que você tem 23 opções para escolher. 

Isso quer dizer que você não fica refém apenas de um contrato, com um único valor e alguns benefícios. 

Logo você pode escolher aquele plano de saúde que mais se adapta a você e a sua empresa. 

Aliás, os planos de saúde empresarial da Amil são divididos em duas linhas: Selecionada e Clássica. Dessa forma, cada uma delas possui diversos produtos, veja só:

  • Linha Selecionada
    • One S6500 Black (cobertura Nacional);
    • One S2500 (cobertura Nacional);
    • S750 (cobertura Nacional);
    • S450 (cobertura Nacional);
    • S380 (cobertura Nacional);
    • Amil Fácil
      • S80 (cobertura Municipal);
      • S60
        • Cobertura Municipal
        • SP
        • RJ
        • PR
  • Linha Clássica
    • Amil One
      • 6000 
      • 5000 
      • 4000 
      • 3000
      • 2000 
      • 1000 
    • Amil
      • 700 
      • 500 
      • 400 
      • 200 
    • Amil Fácil 50
      • SP 
      • GRU 
      • ABC BX 

2) Acompanhante sem limite de idade 

Eu não sei se você sabe, mas as legislações do Sistema Único de Saúde (SUS) determinam que um paciente internado só pode ter um acompanhante se:

  • For menor de 18 anos;
  • Idosos (60 anos ou mais);
  • Pessoas com deficiências; e
  • Parturientes (durante o trabalho de parto e pós-parto).

Ou seja, fora dessas situações o hospital não é obrigado a oferecer acompanhamento para o paciente internado.

Por isso, uma das vantagens do Plano Amil é que independentemente da idade do paciente, ele terá direito à acompanhante em caso de internação.

3) Telemedicina

Telemedicina é uma área que oferece suporte diagnóstico de forma remota (à distância). Aliás, geralmente, ela é utilizada para interpretação de exames e emissão de laudos médicos.

A Telemedicina é uma realidade no Brasil desde década de 90. Mas somente agora ela se tornou essencial para os brasileiros. 

Afinal, depois da pandemia do Covid-19 ficou cada vez mais importante evitar o ambiente hospitalar para resolver procedimentos padrões. 

Além disso, com Plano de Saúde Amil você terá o cuidado médico exclusivo com a excelência dos médicos do Einstein. 

4) Amil Resgate Saúde – Aéreo 

O transporte aéreo de pacientes é uma rotina na maioria dos hospitais. Aliás, são utilizados para realizar exames radiológicos, situações de emergências e casos mais críticos. 

Diante disso, alguns dos Planos de Saúde Amil possuem um sistema de transporte intra-hospitalar aparelhado com a mais avançada tecnologia médica.

5) Assistência Viagem Internacional 

Esse é um grande diferencial dos Planos de Saúde Empresarial Amil. Afinal de contas, a maioria dos seus pacotes possuem a Assistência Viagem Internacional incluída na cobertura ou como opção adicional. 

Essa assistência é essencial para quem costuma ir muito ao exterior. Pois ela cobre um rol de problemas que podem acontecer durante a viagem.

Normalmente, esses problemas são despesas médicas por acidentes, indenizações por extravio de bagagem, entre outros. 

Aliás, no caso dos Planos de Saúde Empresarial Amil essa cobertura pode chegar até  300 mil dólares.

6) Coleta Domiciliar 

A coleta domiciliar também é um serviço que está cada dia mais essencial na vida dos brasileiros. Portanto, é uma opção para pessoas com dificuldade de locomoção, em situações de risco ou com pouca disponibilidade de tempo. 

Aliás, para os beneficiários dos Planos de Saúde Empresarial Amil essa é uma realidade que pode fazer parte da cobertura. Afim de realizar a coleta de material para exames em casa ou no escritório.

7) Vacinas e Vacinação do Viajante 

Todas as vacinadas dispostas no Calendário Básico de Vacinação do Brasil e as demais vacinas que você precisar fazer quando for viajar é uma das vantagens.

Afinal de contas, alguns produtos possuem essa opção já inclusa na cobertura. Sem contar que essa é uma possibilidade de você personalizar as vacinas de acordo com o país que for visitar. 

8) Check-up 

O check-up é uma avaliação médica de rotina que deveria ser realizada por todas as pessoas. Independente da idade, sexo ou histórico familiar. 

Pois com essa avaliação de rotina você tem a possibilidade de prevenir doenças, estabelecer uma dieta equilibrada.

Além de se orientar para parar de fumar, diagnosticar doenças como, por exemplo, colesterol alto, hipertensão, diabetes. 

Por isso, alguns dos Planos de Saúde Empresarial Amil tem a chance de os beneficiários fazerem anualmente um check-up. Logo essa é uma forma de garantir a sua tranquilidade e bem-estar.

9) Programa Mamãe e Criança 

É durante a rotina de pré-natal e nas primeiras fases da vida de um filho que os pais têm mais preocupação. 

Já vi diversas vezes mães procurando o posto de saúde por causa da manifestação de algum sintoma no seu filho. Aliás, algumas vezes eram algo grave e outras eram algo possível de ser tratado em casa. 

Por isso, uma das vantagens dos Planos de Saúde Empresarial Amil é que eles oferecem um acompanhamento telefônico durante toda a gravidez e até o filho completar 12 anos

10) Desconto Farmácia 

Desconto sempre é bem-vindo, certo? Ainda mais quando é com medicamentos essenciais para um tratamento. 

Por isso, na maioria dos Planos de Saúde Amil os beneficiários possuem 35% de desconto nas Drogarias São Paulo e nas Drogarias Pacheco. 

11) Escleroterapia

Escleroterapia é um tratamento para eliminar ou reduzir vasinhos na pele, ou varizes.

Contudo, não é um tratamento apenas estético. Aliás, é muito usado em casos mais graves de veias dilatadas como, por exemplo, hemorroidas ou hidrocele.

Por isso, a maioria dos Planos de Saúde Empresarial Amil possuem na sua cobertura ou como pacote adicional o tratamento dos vasinhos e microvarizes (varicoses). Contudo, os planos abrangem de 12 até 24 sessões/ano. 

Plano de Saúde AMIL

No artigo de hoje te mostrei 11 motivos para escolher o Plano de Saúde Empresarial Amil. Você viu que ele possui mais de 20 opções de plano de saúde.

Além disso, tem assistência viagem internacional, desconto em farmácias e mais 8 vantagens para a sua empresa. 

Sendo assim, se você quer saber mais informações sobre o Plano de Saúde Amil, deixe um comentário. Afinal de contas, a nossa equipe fará o possível para te atender. 

Plano de saúde: 11 dúvidas mais comuns
Plano de saúde 11 dúvidas mais comuns

Você já deve ter pensado nas dúvidas mais comuns sobre o plano de saúde, caso cogitou adquirir um, não é Read more

Para que serve o médico endocrinologista
Para que serve o médico endocrinologista

Você sabe para que serve o médico endocrinologista? Vou te mostrar nesse artigo tudo o que você precisar sobre esse Read more

Operadora de plano de saúde: o que é e quais são as melhores opções
Operadora de plano de saúde o que é e quais são as melhores opções

Para saber qual é a melhor operadora de plano de saúde, antes preciso te explicar alguns fatores importantes. Por isso Read more

Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more

O que é acomodação coletiva

O que é acomodação coletiva?

Saber o que é acomodação coletiva é essencial para se decidir qual plano de saúde você vai contratar. Isso porque tem uma grande diferença em como será a sua internação.

Sei que pode parecer que há somente desvantagens. No entanto, escolher a enfermaria pode ser um diferencial.

Sem contar que você pode economizar e acima de tudo ter um bom atendimento.

Por isso, no artigo de hoje vou te explicar o que é acomodação coletiva. Além de te mostrar como ela funciona e responder perguntas que vão te ajudar a mudar de acomodação. 

Além disso, também vou te explicar como funciona a cobertura do plano de saúde. 

Agora, se você tiver alguma dúvida sobre o assunto é só deixar nos comentários! Afinal, a nossa equipe fará o possível para te responder.

Diante disso, nos tópicos do artigo de hoje vou te mostrar:

  • Como funciona a acomodação coletiva;
  • Como saber qual tipo de acomodação tem no seu plano;
  • Se é possível mudar seu plano de saúde para apartamento;
  • Qual a melhor acomodação;
  • Como funciona a cobertura no plano de saúde.

Vamos lá?

Como funciona a acomodação coletiva?

A acomodação coletiva (ou enfermaria) é um quarto que, geralmente, possui até 3 leitos.

Ou seja, isso significa que o paciente quando tiver internado pode dividir o quarto com outras duas pessoas.

Além disso, na enfermaria também há algumas restrições para o acompanhante.

Em outras palavras, é um ambiente compartilhado com outras pessoas que deve evitar tumultos e exposições. Além disso, o horário de visita é mais restrito.

Por outro lado, é garantido por lei que pacientes menores de 18 anos e maiores de 60 possuem direito a um acompanhante. Se bem que há algumas operadoras que ampliam essa faixa etária. 

Sendo assim, é importante você verificar no contrato. Ou entrar em contato com a sua operadora para verificar a informação.

Além disso, é importante lembrar que o acompanhante e os pacientes internados devem ser do mesmo sexo. A fim de evitar os constrangimentos durante a internação.

O banheiro também é compartilhado com todos os pacientes na acomodação. Uma vez que há apenas um banheiro por quarto.

Porém, a grande vantagem de escolher um plano de saúde com acomodação coletiva é que o valor da mensalidade é mais barato. 

Como saber qual tipo de acomodação tem no meu plano?

A informação sobre qual tipo de acomodação tem no seu plano de saúde está disposto no contrato. 

Assim como algumas operadoras também disponibilizam essa informação na carteirinha do usuário.

Porém, caso não encontre essa informação em nenhum desses lugares, entre em contato com a sua operadora por meio do canal de atendimento.

É possível mudar meu plano de acomodação coletiva para apartamento?

A maioria das operadoras permite que o beneficiário mude o seu plano de enfermaria para apartamento. 

No entanto, você deve conversar com a sua operadora para descobrir qual a diferença de valores entre eles. Isso porque as acomodações coletivas são mais baratas.

Estou internado e quero mudar para apartamento, posso?

Se você já estiver internado pode pedir para sair da acomodação coletiva de duas formas.

A primeira é entrar em contato com a operadora e solicitar a troca. No entanto, isso pode demorar algum tempo para de fato ficar no registro. 

E a outra possibilidade é você pedir a troca diretamente no hospital. Mas dessa maneira você paga de forma particular sem envolver a operadora.

Qual é o melhor: acomodação coletiva ou apartamento?

Depende. Você precisa primeiro entender como funciona cada uma das acomodações e verificar qual se caixa com a sua necessidade. 

Eu já falei como funciona a enfermaria. Geralmente, possui no máximo três leitos e um banheiro em comum. 

Já o apartamento é um quarto exclusivo do paciente durante a internação. Logo há um único banheiro e a chance de ter um acompanhante.

Existe tempo limite de internação diferente para as acomodações? 

Não existe tempo limite de internação em nenhum dos tipos de acomodação. Ou seja, o paciente deve ficar internado até que esteja recuperado. 

No entanto, você precisa ficar atento sobre qual tipo de cobertura o seu plano cobre. Afinal de contas, essa informação pode fazer diferença na hora da internação. 

Sendo assim, vou te explicar sobre como funciona a cobertura do plano de saúde.

Como funciona a cobertura do plano de saúde?

Assim como você já sabe o que é uma acomodação coletiva e qual é a diferença dela para o apartamento. Vou te mostrar como funciona a cobertura do plano de saúde. 

As coberturas são: Ambulatorial, Hospitalar sem obstetrícia, Hospitalar com obstetrícia e Odontológica. 

Vou te explicar cada uma delas.

Cobertura ambulatorial

A cobertura ambulatorial abrange consultas médicas em clínicas e consultórios. Além disso, há também exames e outros procedimentos ambulatoriais. 

No caso de emergência, o atendimento fica restrito às primeiras 12 horas da ocorrência. Caso a internação passe desse período, os custos ficam para o beneficiário.

Cobertura hospitalar sem obstetrícia

A cobertura hospitalar sem obstetrícia abrange a internação hospitalar, sem limite de dias. Sendo assim, prevê cirurgias e tratamentos mais complexos. 

Fique atento que nessa opção, não dá direito à atenção ao parto.

Já em relação à emergência o atendimento é 24 horas. Exceto se ainda estiver no prazo de carência. Nesse caso, a cobertura da internação é garantida por até 12 horas.

Cobertura hospitalar com obstetrícia

A cobertura hospitalar com obstetrícia é similar a anterior, a diferença é que ela abrange a atenção no parto. 

É importante ressaltar que a assistência à mãe e ao bebê se estende por 30 dias após o nascimento. Além disso, essa regra abrange filhos biológicos e adotivos.

Cobertura odontológica

A cobertura odontológica abrange:

  • Consultas;
  • Exames;
  • Tratamentos; e
  • Atendimentos de urgência e emergência odontológicos. 

Conclusão

No artigo de hoje te expliquei o que é acomodação coletiva. Por isso, te mostrei como ela funciona e respondi perguntas que vão te ajudar a mudar de acomodação. 

Além disso, te expliquei também como funciona a cobertura do plano de saúde. 

Agora… Quero saber de você? Tem alguma dúvida sobre o assunto? Deixa nos comentários! A nossa equipe fará o possível para te responder.

Operadora de plano de saúde: o que é e quais são as melhores opções
Operadora de plano de saúde o que é e quais são as melhores opções

Para saber qual é a melhor operadora de plano de saúde, antes preciso te explicar alguns fatores importantes. Por isso Read more

Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more

Plano de Saúde mais barato: 4 opções vantajosas
Plano de Saúde mais barato 4 opções vantajosas

Se você quer encontrar um Plano de Saúde mais barato, precisa ler esse artigo até o final. Isso porque eu Read more

4 melhores planos de saúde de 2021: escolha uma operadora de confiança
4 melhores planos de saúde de 2021 escolha uma operadora de confiança

Se você quer saber quais são os melhores planos de saúde de 2021, precisa entender que sua escolha deve ser Read more

Como funciona migração de plano de saúde

Como funciona migração de plano de saúde

A primeira coisa que você precisa saber sobre como funciona migração de plano de saúde é que ela não é a mesma coisa que portabilidade. 

Todavia os nomes podem dar a ideia de que se trata da mesma coisa. Mas nesse artigo você vai entender exatamente porque uma é diferente da outra. 

Além disso, vou te mostrar também:

  • O que é a migração de plano de saúde;
  • Quem pode e quem não pode fazer;
  • O que é a Lei dos Planos de Saúde;
  • Quais as vantagens da migração;
  • Entre outros assuntos.

Vamos lá?

O que é migração de plano de saúde?

A migração de plano de saúde é celebrar um novo contrato com a mesma operadora. Isso é possível graças a Lei dos Planos de Saúde (9.656/98) e a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Segundo estabelecido pela legislação, a migração ocorre quando um contrato antigo (anterior a janeiro de 1999) passa a ser regulamentado pela nova lei. Ou seja, as cláusulas passam a ser de um contrato novo.

Por outro lado, precisa ficar atento a dois pontos: 

  • A lei não obriga a migração; e 
  • Além disso, se o beneficiário optar por ela deve entender que não pode voltar para o contrato anterior.

Quem pode e quem não pode fazer a migração?

Podem fazer a migração qualquer pessoa com plano de saúde individual/familiar ou coletivo por adesão.

No entanto, não poder efetuar a migração os planos que estiverem cancelados ou com comercialização suspensa.

O que é a Lei dos Planos de Saúde?

Antes da Lei dos Planos de Saúde entrar em vigor, as operadoras não tinham uma legislação específica.

Aliás, foi através dela que ficou determinado que as operadoras estão subordinadas às normas e à fiscalização da ANS. 

Segundo a lei, para obter a autorização de funcionamento, as operadoras devem satisfazer os requisitos dispostos na lei. Sendo assim, independe de outros que venham a ser determinados pela ANS.

Ou seja, uma operadora de plano de saúde só pode funcionar se tiver:

  • Registro nos Conselhos Regionais de Medicina e Odontologia, conforme o caso;
  • Descrição pormenorizada dos serviços de saúde próprios oferecidos, além disso, há aqueles a serem prestados por terceiros;
  • Descrição de suas instalações e equipamentos destinados à prestação de serviços;
  • Especificação dos recursos humanos qualificados e habilitados, com responsabilidade técnica de acordo com as leis que regem a matéria;
  • Demonstração da capacidade de atendimento em razão dos serviços a serem prestados;
  • Demonstração da viabilidade econômico-financeira dos planos privados de assistência à saúde oferecidos;
  • Especificação da área geográfica coberta pelo plano privado de assistência à saúde.

Mais medidas de segurança

Além disso, as pessoas jurídicas só poderão comercializar os seus produtos se as operadoras e administradoras:

  • Estiverem provisoriamente cadastradas na ANS;
  • E os produtos a serem comercializados estiverem registrados na agência reguladora.

Tudo isso são medidas que trazem mais segurança para os clientes e clareza sobre seus direitos e deveres.

Por exemplo, é nessa lei também que está disposto que o contrato entre cliente operadora deve ter: 

  • As condições de admissão;
  • O início da vigência;
  • Os períodos de carência para consultas, internações, procedimentos e exames;
  • As faixas etárias e os percentuais;
  • As condições de perda da qualidade de beneficiário;
  • Os eventos cobertos e excluídos;
  • O regime, ou tipo de contratação:
    • Individual ou familiar; 
    • Coletivo empresarial; ou 
    • Coletivo por adesão.
  • A franquia, os limites financeiros ou o percentual de co-participação do consumidor ou beneficiário. Além disso, nas despesas com assistência médica, hospitalar e odontológica dispostas no contrato;
  • Os bônus, os descontos ou os agravamentos da contraprestação pecuniária;
  • A área geográfica de abrangência;
  • Os critérios de reajuste e revisão das contraprestações pecuniárias.
  • Número de registro na ANS.

Serão cumpridos novos prazos de carência?

De acordo com a ANS, a migração de contrato poderá ser feita sem a necessidade do beneficiário cumprir novos períodos de carência.

Existe diferença entre migração e portabilidade?

Sim, como te disse anteriormente, a migração não é a mesma coisa do que a portabilidade. 

Isso porque a migração é feita exclusivamente por aqueles que assinaram o contrato antes da Lei nº 9.656. Além disso, o outro critério é desejar mudar para um plano de saúde da mesma operadora.

Já a portabilidade é a possibilidade de trocar de plano ou de operadora. Desde 2019, as suas regras foram atualizadas.

Sendo assim, os beneficiários de planos coletivos empresariais também podem mudar de plano ou de operadora sem cumprir carência.

Todavia para ter direito a portabilidade o beneficiário precisa:

  • Manter o vínculo ativo com o plano atual;
  • Estar adimplente junto à operadora; e
  • Ter cumprido o prazo de permanência exigido no plano.

Aliás, se tiver dúvida veja o vídeo institucional da ANS sobre o assunto:

Quais as vantagens em fazer a migração de convênio médico?

A principal vantagem de fazer a migração é estar assegurado pela Lei dos Planos de Saúde.

No entanto, se por acaso, ainda não fez a sua migração. Entre em contato com a sua operadora para saber como pode realizar esse procedimento. 

De maneira geral, vou te mostrar como você pode solicitar essa migração.

Como posso solicitar a migração do plano de saúde?

Os beneficiários de planos individuais ou familiares para fazer a migração devem fazer a solicitação junto a sua operadora. 

No entanto, nos casos dos planos coletivos essa solicitação deve ser realizada exclusivamente pela pessoa jurídica que firmou o contrato.

Conclusão

No artigo de hoje eu te mostrei como funciona a migração de plano de saúde.

Você viu que não é a mesma coisa que portabilidade e quem podem fazer a solicitação. 

Além disso, te expliquei o que é a Lei dos Planos de Saúde, quais as vantagens em fazer a migração e como pode solicitar a sua. 

Todavia se você tiver alguma dúvida sobre o assunto, deixa um comentário. A nossa equipe fará o possível para te responder.

Operadora de plano de saúde: o que é e quais são as melhores opções
Operadora de plano de saúde o que é e quais são as melhores opções

Para saber qual é a melhor operadora de plano de saúde, antes preciso te explicar alguns fatores importantes. Por isso Read more

Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more

Plano de Saúde mais barato: 4 opções vantajosas
Plano de Saúde mais barato 4 opções vantajosas

Se você quer encontrar um Plano de Saúde mais barato, precisa ler esse artigo até o final. Isso porque eu Read more

4 melhores planos de saúde de 2021: escolha uma operadora de confiança
4 melhores planos de saúde de 2021 escolha uma operadora de confiança

Se você quer saber quais são os melhores planos de saúde de 2021, precisa entender que sua escolha deve ser Read more

O que é coparticipação no plano de saúde

O que é coparticipação no plano de saúde?

Se você quer saber o que é coparticipação no plano de saúde, precisa entender que essa é uma modalidade ideal para quem economizar.

Sabe aquela história do melhor dos dois mundos?

Um carro bem rápido e econômico, uma casa bem localizada em uma região silenciosa.

Pois é… Às vezes pode parecer impossível! Mas é uma realidade em vários mercados. 

Relaxa que vou te explicar! Pois nesse artigo vou te mostrar:

  • Como funciona o plano com comparticipação;
  • Para quem é indicado;
  • Quais as principais vantagens;
  • O que é cobrado;
  • Como a feita a cobrança;
  • Entre outros assuntos.

Vamos lá?

Plano de saúde com coparticipação: como funciona?

O plano de saúde com coparticipação é uma alternativa para quem deseja ter as vantagens do plano de saúde e ainda pagar mais barato. 

Ou seja, ele é semelhante ao plano de saúde tradicional. A diferença é que o usuário paga (além da mensalidade) por cada serviço utilizado. 

Por exemplo, ao invés de pagar R$ 600 todo mês e raramente ir a um consultório médico.

Você pode pagar uma mensalidade mais barata e custear um valor extra apenas quando for realizar um procedimento. 

 Além disso, verifique com a operadora a taxa por cada procedimento na tabela das prestadoras.

Assim você vai saber se realmente vale a pena ou não. O valor previsto taxa de uma consulta, geralmente, é de R$ 20 ou 20%.

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a operadora só está proibida de cobrar o valor integral do procedimento. Por isso, é importante ficar atento ao repasse dos valores e dos reajustes.

Para quem é indicado o plano de saúde com coparticipação?

Indica-se o plano de saúde com coparticipação para pessoas que não possuem doença pré-existente. Ou que não costumam fazer muitas consultas e exames. 

Quais as principais vantagens de um plano de saúde com coparticipação?

A principal vantagem, que já mencionei anteriormente, é a mensalidade sair mais em conta do que no plano de saúde tradicional. 

Outra vantagem é que eles possuem um teto para a cobrança das taxas ou percentuais. Ou seja, você saberá o máximo que pode gastar quando precisar de um atendimento. 

Além disso, geralmente, aplicam-se em consultas médicas e exames laboratoriais. O que significa que o usuário não paga nada pelas internações, cirurgias e tratamentos de quimioterapia. 

O que é cobrado no plano com coparticipação? 

Entre os serviços normalmente cobrados no plano de saúde com coparticipação, estão:

Consultas médicas

Cobra-se as consultas médicas individualmente. 

Fique atento! O retorno não deve cobrado na coparticipação, dentro do prazo de 30 dias.

Exames simples

Cobra-se na coparticipação os exames simples. No caso dos exames de sangue, fique atento que eles também entram nessa categoria. 

Por exemplo, através de uma única coleta cobram-se diversos exames como, por exemplo, colesterol, glicose, hemograma, etc. Isso quer dizer que o valor pago não será da única coleta. Mas sim de todos os exames solicitados pelo médico.

Exames personalizados

Cobram-se individualmente os exames especializados.

Internações

No caso das internações, cobras-se o valor é referente ao evento. Ou seja, independente se for um dia ou dez dias, o valor será o mesmo. 

Além disso, os exames realizados em regime de internação não serão cobrados na comparticipação.

E quando o plano com coparticipação não é indicado?

Eu já te mostrei por qual motivo você deve contratar um plano de saúde com coparticipação. Mas você também precisa ficar atento quando esse tipo de serviço não indicado. 

Por exemplo, ele não vale a pena para quem está planejando ter um filho ou quem tem filhos pequenos. Afinal de contas, serão várias consultas e exames. Pode sair mais caro pagar esse valor por fora do que custear o valor cheio do plano de saúde. 

Por isso, avalie qual é a sua real necessidade antes de se decidir se vai utilizar um plano de saúde com coparticipação ou se participação.

A vantagem é que no plano sem coparticipação você pagará sempre o mesmo valor da mensalidade (tirando os reajustes anuais).

Como é feita a cobrança na coparticipação?

Acrescenta-se a cobrança referente a coparticipação no valor recebido na mensalidade do plano de saúde. 

A taxa a ser paga varia de operadora para operadora e cada uma tem sua autonomia para determinar as suas próprias regras. 

Ou seja, como te falei anteriormente, cobra-se uma taxa no valor fixo (por exemplo, R$ 50). Ou por um percentual por atendimento (20% do valor previsto na tabela).

Quais planos possuem a coparticipação?

Todos os planos de saúde podem ter coparticipação:

Como calcular o valor da coparticipação do plano de saúde

Imagine que o plano de saúde sem coparticipação é de R$ 600, enquanto com coparticipação é de R$ 550. 

Isso representa R$ 50 de economia mensal, ou seja, são R$ 600 por ano que você economizou. 

Para saber como calcular o valor da coparticipação e se vale a pena ou não contratar esse serviço, você precisa também verificar o valor da taxa. 

Por exemplo, se a taxa da operadora é de R$ 20 e você acredita que vá realizar 30 procedimentos por ano. É melhor o plano de saúde sem comparticipação. Pois afinal de contas vai sair mais barato pagar mensalmente do que com coparticição.

O que quero dizer é que você precisa colocar tudo na ponta do papel antes de se decidir. Sendo assim, verifique o que você realmente deve gastar e qual se encaixa mais no seu perfil. Uma corretora de plano de saúde confiável pode ajudar nessa decisão.

Conclusão

No artigo de hoje te mostrei o que é coparticipação no plano de saúde e se ele é o melhor dos dois mundos. 

Você viu como o plano de saúde com coparticipação funciona, para quem de indica e quais as principais vantagens desse serviço.

Além disso, você viu também o que é cobrado na coparticipação, como é feita a cobrança e como calcular o valor.

Se você tiver qualquer dúvida sobre o assunto, entra em contato nos comentários. A nossa equipe fará o possível para te ajudar. 

Plano de saúde: 11 dúvidas mais comuns
Plano de saúde 11 dúvidas mais comuns

Você já deve ter pensado nas dúvidas mais comuns sobre o plano de saúde, caso cogitou adquirir um, não é Read more

Para que serve o médico endocrinologista
Para que serve o médico endocrinologista

Você sabe para que serve o médico endocrinologista? Vou te mostrar nesse artigo tudo o que você precisar sobre esse Read more

Operadora de plano de saúde: o que é e quais são as melhores opções
Operadora de plano de saúde o que é e quais são as melhores opções

Para saber qual é a melhor operadora de plano de saúde, antes preciso te explicar alguns fatores importantes. Por isso Read more

Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more

Plano de saúde para MEI tudo o que você precisa saber

Plano de saúde para MEI: tudo o que você precisa saber

Um dos benefícios para o MEI é a possibilidade de contratar um plano de saúde empresarial. Isso significa com as mesmas qualidades oferecidas para pequenas, médias e grandes empresas.

Operadora de plano de saúde: o que é e quais são as melhores opções
Operadora de plano de saúde o que é e quais são as melhores opções

Para saber qual é a melhor operadora de plano de saúde, antes preciso te explicar alguns fatores importantes. Por isso Read more

Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more

Plano de Saúde mais barato: 4 opções vantajosas
Plano de Saúde mais barato 4 opções vantajosas

Se você quer encontrar um Plano de Saúde mais barato, precisa ler esse artigo até o final. Isso porque eu Read more

4 melhores planos de saúde de 2021: escolha uma operadora de confiança
4 melhores planos de saúde de 2021 escolha uma operadora de confiança

Se você quer saber quais são os melhores planos de saúde de 2021, precisa entender que sua escolha deve ser Read more