dor nas costas; dor na lombar; hernia de disco;

Hérnia de disco tem cura? Causas, sintomas e possíveis tratamentos

Hérnia de disco tem cura? Talvez essa seja a dúvida de muitas pessoas que convivem com esse problema ou que ainda não sabem se possuem, mas vivem com dores nas costas. 

Ter dores nas costas é um mal que afeta muitas pessoas, porém conviver com essas dores diariamente podem prejudicar o desempenho de qualquer ser humano. 

Afinal, temos muitas atividades para fazer. Estamos no escritório, dirigindo o carro, na academia, quando de repente, você percebe sua postura desconfortável, vai se ajeitar e: “Ai!” 

A dor inicia e o incômodo parece se espalhar por todo o corpo. 

Contudo, para ter um diagnóstico para hérnia de disco, é preciso ter mais que só uma dor nas costas. 

Por isso, neste artigo você vai aprender: 

  • O que é a hérnia de disco;
  • Como surge a hérnia de disco;
  • Quais os tipos de hérnia de disco;
  • Causas da Hérnia de Disco;
  • Sintomas da Hérnia de Disco;
  • 8 formas de prevenir a Hérnia de Disco;
  • Tratamento da Hérnia Disco.

Além disso, eu vou te falar se a hérnia de disco tem cura ou não. Então, vamos seguir adiante. Vem comigo e boa leitura!

O que é hérnia de disco?

A hérnia de disco é um deslocamento de parte do disco intervertebral para fora da sua localização normal em relação à anatomia do corpo humano, podendo comprimir as estruturas nervosas vizinhas, causando dor e alterações neurológicas.

Isso acontece porque os discos intervertebrais ficam desgastados com o tempo e uso repetitivo. Dessa forma, a hérnia de disco se forma com mais facilidade.

A hérnia de disco leva a diversos problemas que afetam o desempenho no dia a dia, como:

  • dores na região que foi acometida — a dor pode ser leve e forte, às vezes, impede a mobilidade;
  • formigamento na coluna e nas pernas;
  • irradiação da dor para as pernas e até para os braços, de acordo com a região em que a hérnia está localizada.

Geralmente, essa lesão acontece na região lombar porque ela suporta mais carga e está mais exposta a movimentos. 

Contudo, é preciso manter a calma antes de ter a certeza do diagnóstico, pois 80% das pessoas vão ter dores na lombar ao longo da vida e nem sempre isso indica que é hérnia de disco.

Por isso, é de extrema importância consultar um especialista para obter o diagnóstico e o tratamento adequado.

Como a hérnia de disco surge?

Como a hérnia de disco surge

Vamos entender como a hérnia de disco surge no corpo humano. O processo pode parecer difícil, mas na realidade o surgimento desse fenômeno é bem mais simples do que imaginamos.

O disco intervertebral é uma estrutura formada por fibra e cartilagem que contém um líquido gelatinoso no seu centro.

Esse disco fica entre uma vértebra e outra da coluna vertebral. 

Quando o disco está desgastado ou surgem pequenas fissuras, o líquido gelatinoso que fica no seu centro se expande e isso causa arredondado da sua estrutura e também pode se extravasar. 

Caso a lesão seja muito grande, o líquido pode vir para o meio externo e assim, o disco diminui seu tamanho e forma a hérnia. 

O paciente começa a sentir dores muito fortes dependendo da localização da saída do líquido. 

Tipos de hérnia de disco

Existem três tipos de hérnias de disco, e cada um deles possui características bem específicas. Vamos conhecê-los individualmente.

1) Protrusas

Nesse tipo de hérnia, o disco se alarga, entretanto, permanece com o líquido gelatinoso no seu centro. Sendo assim, a base do disco se avoluma e fica mais larga que o diâmetro original. 

Depois, as paredes do disco poderão tocar em regiões e áreas de grande sensibilidade nervosa, causando dores e incapacidades.

2) Extrusas

Já na hérnia de disco lombar extrusa a patologia se dá quando o anel fibroso se rompe e o conteúdo gelatinoso interno sai por meio de uma fissura na membrana. 

Dessa forma, ocorre perda de contato dos fragmentos extravasados com o seu meio interno. 

Esse é um tipo bastante frequente e que geralmente afeta os discos intervertebrais da coluna que funcionam como amortecedores. 

3) Sequestradas

A hérnia de disco sequestrada é aquela que ocorre o rompimento da parede do disco e o líquido gelatinoso se movimenta para dentro do canal medular, para cima ou para baixo. 

Quando isso acontece, a raiz nervosa inflama, além de haver muita pressão e compressão contínua. 

Muitos dizem que esse tipo de hérnia causa uma dor química, pois o líquido que fica no centro do disco, quando está fora do seu ambiente natural, tem propriedades químicas ácidas e provoca dores insuportáveis. 

Causas da Hérnia de Disco

A gente sabe que a coluna é uma parte muito importante da estrutura corporal. 

O próprio nome já revela a sua importância para o equilíbrio do nosso sistema musculoesquelético. 

Através da coluna, nós mantemos nosso corpo estável para realizar atividades que exigem força, pois ela faz uma distribuição perfeita para isso ocorrer. 

Dessa forma, podemos verificar que boa parte das lesões que acontecem relacionadas à coluna tratam de desequilíbrio ou desalinhamento. 

Sendo assim, a má postura é uma das principais causas para a formação da hérnia de disco. 

Mas não é só isso. Veja abaixo, outras causas para esse problema muito comum:

  1. Má postura no dia a dia;
  2. Levantar, puxar e carregar objetos excessivamente pesados;
  3. Ação de inclinar e girar o tronco frequentemente;
  4. Falta de atividade física ou sedentarismo;
  5. Movimentos intensos em esportes com impacto ou carga demasiada;
  6. Trabalho em que o corpo recebe constantes vibrações;
  7. Inclinação frequente do tronco para apanhar objetos sem flexionar os joelhos;
  8. Movimentos repetitivos no cotidiano;
  9. Predisposição Genética.

Como você pode ver, o desgaste pelo tempo e a genética são algumas das causas predisponentes de uma hérnia de disco, contudo, vimos também que forçar os músculos das costas para levantar excesso de peso pode desencadear este problema também.

Além disso, apesar de ser mais raro e incomum, por vezes, um acidente ou injúria pode também levar ao surgimento de uma hérnia de disco.

Sintomas da hérnia de disco

Sintomas da hérnia de disco

Alguns sintomas da hérnia de disco são mais comuns como, por exemplo, dores na região em que a hérnia está localizada. 

Contudo, essas dores podem se espalhar para outras partes do corpo. Às vezes, pode haver formigamento e sensibilidade na área dos pés, coxas, braços, ombros e dedos. 

Você pode ver outros sintomas relatados por muitos pacientes com esse diagnóstico:

  • Dores nas costas por mais de três meses;
  • Coluna torta quando entra em crise;
  • Dores noturnas que pioram durante o sono e permanecem ao acordar;
  • Dores que pioram ao ficar em pé com a perna estendida;
  • Bastante dificuldade para ficar sentado por mais de 10 minutos;
  • Redução de força em uma das pernas ou nas duas;
  • Impossibilidade de ficar de ponta de pé com uma das pernas;
  • Dor, formigamento ou dormência nos membros;
  • Dificuldades extremas para segurar a urina;
  • Redução do rendimento e desânimo para a realização de atividades rotineiras;
  • Dores de cabeça associadas a dores na região da nuca e que se prolongam para os ombros;
  • Dificuldades para se locomover ou levantar algum objeto.

É importante saber que qualquer um desses sintomas pode causar um sério problema para sua coluna vertebral. 

Você não deve se automedicar, tampouco esperar que sua dor vá embora sozinha. 

Se você está sentindo algum dos sintomas citados acima, busque já um médico especialista para investigar a causa das dores e ter um diagnóstico mais completo e seguro.

8 formas de prevenir uma Hérnia de disco

Para evitar o surgimento da hérnia de disco, é necessário que você faça algumas mudanças no seu estilo de vida. Para isso, adote alguns hábitos como: 

  1. Prática de atividade física para fortalecer a musculatura 
  2. Alimente-se de forma saudável para controlar o peso e evitar sobrecargas
  3. Mantenha uma postura adequada
  4. Evite o fumo 
  5. Fuja do sedentarismo
  6. Prefira usar escadas ao invés de elevador
  7. No trabalho, tente levantar a cada meia hora e caminhar um pouco pelo ambiente
  8. Prefira ir caminhando quando for realizar pequenos trajetos

Hérnia de disco tem cura?

Essa é uma variante entre as opiniões dos médicos. Alguns dizem que sim, outros dizem que somente se ameniza o problema com tratamentos e/ou cirurgia.

Geralmente, a maioria dos casos de hérnia de disco podem ser tratados com garantia de sucesso. Mas, o paciente deve manter importantes hábitos ao longo da vida para evitar recidivas. 

Ainda que haja divergências nas opiniões médicas, o que se sabe é que existem opções de tratamentos mais conservadores como, por exemplo, a fisioterapia que dependendo do caso pode ter sucesso. 

Porém, existem casos mais graves que necessitam de cirurgia para que haja  a correção do problema.

Tratamento da Hérnia de Disco

Tratamento da Hérnia de Disco

Como já dissemos acima, apenas os casos mais graves são indicados para cirurgia. Segundo pesquisas, somente 10% dos casos se encaixam nesse tratamento. 

Normalmente, os médicos tentam corrigir o problema através de outras soluções como:

Medicamentos

Os medicamentos podem ser utilizados para controle da dor em fases mais agudas. Frequentemente, os mais indicados são analgésicos simples, anti-inflamatórios não hormonais, corticosteróides e analgésicos opióides. 

Além disso, alguns médicos prescrevem anti-convulsivantes como gabapentina e pregabalina, pois eles também possuem um papel importante no controle da dor.

Fisioterapia

A fisioterapia auxilia bastante no controle da dor lombar e da dor irradiada para braços e pernas. 

Existem muitas técnicas e métodos que podem ser utilizados com esse objetivo. 

O tratamento fisioterápico também pode ajudar na analgesia, descompressão neural através de manobras específicas e também com exercícios de estabilização e fortalecimento muscular, recomendados após melhora do período crítico doloroso.

Infiltração na coluna

Esse tipo de tratamento objetiva o alívio da dor ciática e pode ser do tipo epidural interlaminar ou foraminal lombar. 

Nas infiltrações da coluna, os médicos usam uma solução composta por corticosteróides – que possuem efeito anti-inflamatório – associado a agente anestésico.

Com a infiltração, o paciente pode ter melhora precoce da dor e auxílio na reabilitação fisioterápica. 

Cirurgias

Só é indicado para cirurgia os pacientes que não tiveram melhora dos sintomas após tratamento clínico ou aqueles com piora das funções neurológicas, como perda de força. 

Como toda operação, esse procedimento implica riscos, como o de sofrer reações à anestesia ou ser vítima de infecções.

A cirurgia da hérnia de disco tem como finalidade a descompressão da raiz nervosa acometida. 

Os médicos podem utilizar várias técnicas. Elas variam conforme a região anatômica – cervical, torácica ou lombar.

Conclusão

Neste artigo, você pode entender um pouco sobre o que é a hérnia de disco, quais as causas, os sintomas desse problema. 

Além disso, eu te mostrei como você pode evitar o surgimento dessa patologia no seu corpo e caso você já o possua, pôde ver como é feito o tratamento para a correção. 

É importante lembrar que apesar de tratável, o paciente deve manter uma vida saudável e em movimento para que os resultados sejam efetivos. 

Então não se esqueça de se exercitar regularmente e manter uma boa alimentação. Assim, você pode evitar ou amenizar os sintomas, além de melhorar sua qualidade de vida. 

E para um diagnóstico completo e seguro, procure um especialista!

Conjuntivite: o que é, sintomas, tratamento e como se prevenir
Conjuntivite o que é, sintomas, tratamento e como se prevenir

Você sabe o que é conjuntivite? Muitas pessoas morrem de medo de ter esse problema ocular. Porém, esse diagnóstico pode Read more

Como agir em emergências: o guia simples de primeiros socorros
Como agir em emergências o guia simples de primeiros socorros

Saber como agir em emergências pode ser um grande desafio, pois em situações de desespero é complicado pensar numa solução Read more

Para que serve o médico endocrinologista
Para que serve o médico endocrinologista

Você sabe para que serve o médico endocrinologista? Vou te mostrar nesse artigo tudo o que você precisar sobre esse Read more

Como é uma consulta com psicólogo?
Como é uma consulta com psicólogo

Se você busca saber como é uma consulta com psicólogo, preciso ser sincera com você.  Nenhuma consulta com psicólogo será Read more

O que está causando dor na sua lombar?

O que está causando dor na sua lombar?

Você sabe o que está causando dor na sua lombar? Provavelmente você está sentado errado enquanto ler esse artigo. 

Segundo o Instituto Nacional de Desordens Neurológicas e Derrame (NINDS), a dor lombar é a causa mais comum de incapacidade relacionada ao trabalho.

Além disso, a maioria das dores lombares é o resultado de uma lesão. Como, por exemplo, entorses ou distensões musculares devido a movimentos repentinos, ou mecânica corporal inadequada ao levantar objetos pesados.

Mas esses não são os únicos casos. A dor lombar também pode ser causada por certas doenças, como:

  • Câncer da medula espinhal;
  • Um disco rompido ou hérnia;
  • Ciática;
  • Artrite;
  • Infecções renais;
  • Infecções da coluna.

Por certo, a dor lombar ocorre em indivíduos entre 30 e 50 anos. Isso porque em parte às mudanças ocorrem no corpo com o envelhecimento.

Ou seja, conforme você envelhece, há uma redução no conteúdo de fluido entre as vértebras da coluna vertebral.

Quais são as causas da dor lombar?

Quais são as causas da dor lombar

Vou te mostrar agora quais são as principais causas de dor na lombar. Veja só:

Deformação

Os músculos e ligamentos das costas podem esticar ou romper devido ao excesso de atividade. 

Os sintomas incluem dor e rigidez na parte inferior das costas, bem como espasmos musculares.

Sendo assim, o repouso e a fisioterapia são remédios para esses sintomas.

Lesão de disco

Os discos nas costas estão sujeitos a lesões. Aliás, esse risco pode aumentar com a idade. 

A hérnia de disco, também conhecida como disco rompido, ocorre quando a cartilagem ao redor do disco empurra a medula espinhal ou as raízes nervosas. 

Além disso, a lesão do disco ocorre repentinamente após levantar algo ou torcer as costas.

Ao contrário de uma distensão nas costas, a dor de uma lesão no disco, geralmente, dura mais de 72 horas.

Ciática

A ciática pode ocorrer com uma hérnia de disco se o disco pressionar o nervo ciático.

Isto é, como o nervo ciático conecta a coluna às pernas, a ciática pode causar dor nas pernas e nos pés

Estenose espinal

A estenose espinhal ocorre quando a coluna vertebral se estreita, pressionando a medula espinhal e os nervos espinhais.

Sendo assim, a pressão sobre os nervos espinhais causa sintomas como dormência, cólicas e fraqueza.

Curvaturas anormais da coluna

Doenças congênitas (Escoliose, cifose e lordose), em geral, são diagnosticadas pela primeira vez durante a infância ou adolescência. 

A curvatura anormal causa dor e má postura porque coloca pressão sobre os músculos, tendões, ligamentos e vértebras.

Outras condições

Existem várias outras condições que causam dores na parte inferior das costas. Enfim, essas condições incluem:

  • Artrite (uma inflamação das articulações);
  • Fibromialgia (dor prolongada e sensibilidade nas articulações, músculos e tendões);
  • Espondilite (uma inflamação das articulações entre os ossos da coluna vertebral);
  • A espondilose (doença degenerativa que pode causar perda da estrutura e função normais da coluna vertebral).

Além disso, condições adicionais de saúde podem causar dor na lombar também.

Como, por exemplo, problemas de rim e bexiga, endometriose cistos ovarianos miomas uterinos e câncer.

Como a dor lombar é diagnosticada?

Como a dor lombar é diagnosticada

O médico, provavelmente, vai começar solicitando um histórico de saúde completo.

Ou seja, vai conduzir um exame físico para determinar onde você está sentindo a dor e como ela está afetando sua amplitude de movimento.

O médico também pode verificar seus reflexos e suas respostas a certas sensações. Isso determina se a dor lombar está afetando seus nervos.

Além disso, o médico também pode monitorar sua condição por algumas semanas antes de enviá-lo para o teste.

Afinal de contas, a maioria das dores lombares se resolve com tratamentos simples de autocuidado.

Por outro lado, certos sintomas requerem mais testes, sobretudo quando houver falta de controle do intestino, fraqueza, febre e perda de peso.

Aliás, se a dor lombar persistir após o tratamento em casa, seu médico pode solicitar exames adicionais.

Portanto, procure atendimento médico imediatamente se sentir algum desses sintomas além de dor lombar.

Além disso, pode ser necessários exames de imagem como raios-X, tomografias computadorizadas, ultrassom e ressonâncias magnéticas.

Quais são as opções de tratamento para a dor lombar?

Quais são as opções de tratamento para a dor lombar

Agora que você já sabe quais são as causas da dor na lombar e como essa condição pode ser diagnosticada.

Vou te mostrar quais são suas opções de tratamento. Veja só: 

Autocuidado

Os métodos de autocuidado são úteis nas primeiras 72 horas após o início da dor.

Sendo assim, se a dor não melhorar após 72 horas de tratamento em casa, você deve chamar seu médico.

Nesse primeiro momento, você deve parar suas atividades físicas normais por alguns dias e aplicar gelo na parte inferior das costas. 

Os médicos geralmente recomendam o uso de gelo nas primeiras 48 a 72 horas e, em seguida, a troca para aquecimento. Ou seja, alterne gelo e calor para relaxar os músculos.

Também tome analgésicos de venda livre para aliviar a dor e quando for deitar fique de lado com os joelhos dobrados e um travesseiro entre as pernas. 

Além disso, um banho quente ou uma massagem geralmente podem relaxar os músculos rígidos das costas.

Tratamento médico

A dor lombar pode ocorrer com uma série de condições diferentes. Sendo assim, existem vários tratamentos médicos possíveis, incluindo:

  • Medicamentos;
  • Aparelhos médicos;
  • Fisioterapia.

Dessa forma, seu médico determinará a dosagem apropriada e a aplicação de drogas e medicamentos com base em seus sintomas.

Por isso, alguns medicamentos que seu médico pode prescrever incluem:

  • Relaxantes musculares;
  • Anti-inflamatórios não esteroides;
  • Drogas narcóticas, como codeína, para o alívio da dor;
  • Esteroides para reduzir a inflamação;
  • injeções de corticosteroide

Seu médico também pode prescrever fisioterapia, incluindo:

  • Massagem;
  • Alongamento;
  • Exercícios de fortalecimento;
  • Manipulação de costas e coluna.

Cirurgia

Para casos graves, a cirurgia pode ser necessária. A cirurgia geralmente é apenas uma opção quando todos os outros tratamentos falham. No entanto, se houver perda do controle do intestino ou da bexiga, ou uma perda neurológica progressiva, a cirurgia se torna uma opção de emergência.

Como posso prevenir a dor lombar?

Como posso prevenir a dor lombar

Existem muitas maneiras de prevenir a dor lombar. Praticar técnicas de prevenção também pode ajudar a diminuir a gravidade dos seus sintomas:

  • Exercitar os músculos do abdômen e das costas;
  • Perder peso se você estiver acima do peso;
  • Levantar itens adequadamente, dobrando os joelhos e levantando com as pernas;
  • Mantendo postura adequada;
  • Dormir em uma superfície firme;
  • Sentar-se em cadeiras de apoio que estejam na altura correta;
  • Evitar sapatos de salto alto;
  • Pare de fumar.

A nicotina causa degeneração dos discos espinhais e também reduz o fluxo sanguíneo.

Converse com seu médico sobre sua dor lombar. Eles podem diagnosticar a causa e ajudá-lo a criar um plano de tratamento que funcione melhor para você.

Conclusão

Em resumo, no artigo de hoje te mostrei o que pode estar causando a sua dor na lombar.

Antes de tudo, você viu como a dor na lombar pode ser diagnosticada e quais são as opções de tratamento. 

Além disso, também te mostrei como você pode prevenir a dor na lombar.

Gostou do artigo? Deixa um comentário! A nossa equipe está ansiosa para conversar com você.

Sinusite: Como fazer o tratamento corretamente?
Sinusite como fazer o tratamento corretamente

O tratamento da sinusite pode ser um ponto crucial dependendo do quadro clínico que você se encontra.  Em alguns casos, Read more

Conjuntivite: o que é, sintomas, tratamento e como se prevenir
Conjuntivite o que é, sintomas, tratamento e como se prevenir

Você sabe o que é conjuntivite? Muitas pessoas morrem de medo de ter esse problema ocular. Porém, esse diagnóstico pode Read more

10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho
10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho

A melhor forma de melhorar a saúde mental no trabalho é falando sobre o assunto. Não tem como fugir desse Read more

Saiba AGORA o que você precisa para gerenciar o estresse
Saiba AGORA o que você precisa para gerenciar o estresse

Gerenciar o estresse pode ser mais estressante se você não souber o que realmente precisa fazer.  Por isso, no artigo Read more