Para que serve o médico endocrinologista

Para que serve o médico endocrinologista

Você sabe para que serve o médico endocrinologista? Vou te mostrar nesse artigo tudo o que você precisar sobre esse assunto. Isso inclui:

  • O que é um endocrinologista;
  • O que é endocrinologia;
  • Como é a consulta;
  • O que é sistema endócrino;
  • Quais as doenças possíveis.

Vamos lá?

O que é um médico endocrinologista?

Endocrinologista é um médico especializado para diagnosticar e gerenciar doenças que afetam as glândulas e os hormônios.

Um médico endocrinologista visa restaurar o equilíbrio hormonal nos sistemas do corpo. Em geral, tratam:

  • Diabetes;
  • Osteoporose;
  • Menopausa;
  • Distúrbios metabólicos;
  • Doenças da tireoide;
  • Produção excessiva ou insuficiente de hormônios;
  • Alguns tipos de câncer;
  • Baixa estatura;
  • infertilidade.

O que é endocrinologia?

Endocrinologia é o campo de doenças relacionadas a hormônios. Dessa forma, um endocrinologista pode diagnosticar e tratar problemas hormonais e as complicações que surgem deles.

Os seres humanos têm mais de 50 hormônios diferentes, eles regulam o metabolismo, respiração, crescimento, reprodução, percepção sensorial e movimento. 

Além disso, é importante saber também que: 

  • A endocrinologia envolve uma ampla gama de sistemas dentro do corpo humano;
  • Os tecidos endócrinos incluem glândula adrenal, hipotálamo, ovários e testículos;
  • Existem três grandes grupos de distúrbios endócrinos;
  • A síndrome dos ovários policísticos é o distúrbio endócrino mais comum em mulheres.

Como é a consulta com um médico endocrinologista

Como é a consulta com um médico endocrinologista

Durante a primeira visita, o médico fará ao paciente uma série de perguntas para ajudar a chegar ao diagnóstico. Ele pode perguntar sobre:

  • Medicamentos atuais;
  • História familiar de problemas hormonais;
  • Hábitos de dieta;
  • Outras condições médicas, incluindo alergias.

Além disso, o endocrinologista pode perguntar sobre sintomas que parecem não estar relacionados ou que parecem desnecessários.

Isso ocorre porque os níveis hormonais afetam tantos sistemas diferentes no corpo que apenas pequenas alterações em uma glândula podem afetar partes do corpo distantes do local das próprias glândulas.

Por exemplo, ele pode verificar a frequência cardíaca e a pressão sanguínea do paciente, examinar a condição de sua pele, cabelos, dentes e boca.

Após o diagnóstico, o endocrinologista irá sugerir um tratamento. Isso dependerá de qual condição subjacente está causando os sintomas.

O que é o sistema endócrino?

O sistema endócrino humano consiste em várias glândulas, que liberam hormônios para controlar muitas funções diferentes. Veja só:

Glândulas supra-renais

As glândulas supra-renais estão localizadas no topo dos rins. Elas secretam:

  • Corticosteroides: esteroides envolvidos nas respostas ao estresse, sistema imunológico e inflamação;
  • Catecolaminas: noradrenalina e epinefrina, em resposta ao estresse;
  • Aldosterona: que afeta a função renal;
  • Andrógenos ou hormônios sexuais masculinos, incluindo testosterona.

Hipotálamo

O hipotálamo está localizado logo acima do tronco cerebral e abaixo do tálamo.

Essa glândula ativa e controla funções involuntárias do corpo, incluindo respiração, frequência cardíaca, apetite, sono, temperatura e ciclos circadianos ou ritmos diários.

Ovários e testículos

Os ovários secretam os hormônios estrogênio e progesterona. Esses hormônios promovem desenvolvimento sexual, fertilidade e menstruação.

Já os testículos secretam andrógenos, principalmente testosterona. Esses hormônios controlam o desenvolvimento sexual, a puberdade, os pelos faciais, o comportamento sexual, a libido, a função erétil e a formação de espermatozoides.

Pâncreas

Localizado no abdômen, o pâncreas é uma glândula endócrina e um órgão digestivo. Ele lança:

  • Insulina: importante para o metabolismo de carboidratos e gorduras no organismo;
  • Somatostatina: regula a função do sistema nervoso e endócrino e controla a secreção de vários hormônios, como gastrina, insulina e hormônio do crescimento;
  • Glucagon: um hormônio que aumenta os níveis de glicose no sangue quando eles caem muito baixo;
  • Polipeptídeo pancreático: ajuda a controlar a secreção de substâncias produzidas pelo pâncreas.

Glândulas paratireoides

Essas pequenas glândulas endócrinas localizadas no pescoço produzem hormônio paratireoide, que regula o cálcio e o fosfato no sangue.

Corpo pineal ou glândula pineal

Esta é uma pequena glândula endócrina localizada profundamente no cérebro.

Secreta melatonina e ajuda a controlar os padrões de sono do corpo e níveis moderados de hormônios reprodutivos.

Glândula pituitária

Essa é uma glândula endócrina ligada ao hipotálamo na base do cérebro.

Ela é conhecida como a principal glândula endócrina principal, porque secreta hormônios que regulam as funções de outras glândulas, bem como o crescimento e várias outras funções corporais.

A hipófise anterior ou frontal secreta hormônios que afetam o desenvolvimento sexual, a função da tireoide, o crescimento, a pigmentação da pele e a função adrenocortical.

Glândula timo

O timo é uma glândula endócrina localizada abaixo do esterno ou esterno. Os linfócitos T, um tipo de célula imune, amadurecem e se multiplicam na glândula timo no início da vida. Após a puberdade, a glândula diminui.

A glândula timo desempenha um papel no sistema imunológico, que protege o corpo contra doenças e infecções.

Glândula tireóide

Uma glândula em forma de borboleta localizada logo abaixo do pomo de Adão no pescoço, a tireoide produz hormônios que desempenham um papel fundamental na regulação da pressão arterial, temperatura corporal, frequência cardíaca, metabolismo e como o corpo reage a outros hormônios.

Quais as doenças um médico endocrinologista trata?

Quais as doenças um médico endocrinologista trata

Um desequilíbrio hormonal pode resultar de fatores genéticos ou ambientais. Existem três grandes grupos de distúrbios endócrinos:

  • Hipossecreção de glândulas endócrinas: uma glândula não produz hormônios suficientes;
  • Hipersecreção: uma glândula produz muito de seus hormônios;
  • Tumores: eles podem ser malignos ou cancerígenos, mas também podem ser benignos ou não cancerígenos.

Dessa forma, veja agora alguns exemplos do que pode acontecer se uma glândula secreta muito ou pouco de seus hormônios.

Glândula adrenal

  • A hipersecreção pode levar ao excesso de nervosismo, sudorese, pressão arterial elevada e doença de Cushing;
  • A hipossecreção pode levar à doença de Addison, deficiência de mineralocorticóides, perda de peso, perda de energia e anemia.

Pâncreas

  • A hipersecreção pode levar ao hiperinsulinismo, excesso de insulina pode levar à baixa glicose no sangue;
  • Hipossecreção pode levar a um tipo de diabetes.

Glândula paratireoide

  • A hipersecreção pode levar a ossos frágeis que se fraturam facilmente, além de pedras no sistema urinário;
  • A hipossecreção pode levar a contrações musculares involuntárias, ou tetania, causadas por baixos níveis de cálcio no plasma.

Glândula tireoide

  • O hipertireoidismo pode levar ao metabolismo acelerado, sudorese, arritmia ou batimento cardíaco irregular, perda de peso e nervosismo;
  • O hipotireoidismo pode levar ao cansaço, ganho de peso, depressão, desenvolvimento ósseo anormal, atraso no desenvolvimento e crescimento atrofiado.

Glândula pituitária

  • A hipersecreção pode levar a gigantismo ou crescimento excessivo;
  • A hipossecreção pode levar ao crescimento ósseo lento e baixa estatura.

Glândula timo

  • A hipersecreção pode levar a um sistema imunológico hiperativo que reage exageradamente às ameaças percebidas. Isso pode resultar em uma doença auto-imune;
  • A hipossecreção pode levar a um sistema imunológico enfraquecido, onde o corpo é incapaz de combater infecções e sucumbe facilmente a vírus, bactérias e outros patógenos.

Conclusão

No artigo de hoje te mostrei, praticamente, tudo o que você precisa saber sobre para que serve um médico endocrinologista.

Você viu o que é um endocrinologista e o que é endocrinologia. Te mostrei também como é a consulta com esse profissional.

Além disso, te mostrei também o que é sistema endócrino e quais as doenças possíveis.

Quer saber mais sobre esse assunto? Deixe um comentário!

Plano de saúde: 11 dúvidas mais comuns
Plano de saúde 11 dúvidas mais comuns

Você já deve ter pensado nas dúvidas mais comuns sobre o plano de saúde, caso cogitou adquirir um, não é Read more

Operadora de plano de saúde: o que é e quais são as melhores opções
Operadora de plano de saúde o que é e quais são as melhores opções

Para saber qual é a melhor operadora de plano de saúde, antes preciso te explicar alguns fatores importantes. Por isso Read more

Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more

Plano de Saúde mais barato: 4 opções vantajosas
Plano de Saúde mais barato 4 opções vantajosas

Se você quer encontrar um Plano de Saúde mais barato, precisa ler esse artigo até o final. Isso porque eu Read more

Como consultar o CRM do médico: a importância dessa verificação

Como consultar o CRM do médico: a importância dessa verificação

Saber como consultar o CRM do médico é essencial para se sentir seguro na hora de uma consulta, exame e cirurgia. 

Quantas vezes você já viu a notícia sobre complicações por conta de um médico que não estava com  o CRM em dia?

Pois é, infelizmente, várias vezes vemos essas histórias no noticiário. E para isso não fazer parte da sua realidade, no artigo de hoje vou te mostrar:

  • O que é CRM?
  • Como saber se o médico é registrado no CRM?
  • Como o CRM pode ajudar diretamente o paciente?
  • Quais são as funções do CRM?
  • Como obter CRM?

Enfim… Vamos lá?

O que é CRM?

CRM é a sigla para Conselho Regional de Medicina. Esse órgão é responsável pelo registro dos médicos e das entidades jurídicas. 

Dessa forma, todos os médicos que atuam legalmente devem possuir um cadastro no CRM visível para qualquer pessoa que deseje consultá-lo.

Aliás, sem esta inscrição, não é possível exercer a profissão legalmente.

Como saber se o meu médico é registrado no CRM?

Para saber como consultar o CRM do médico, basta acessar o site do CFM e adicionar as informações do profissional.

A pesquisa pode ser realizada através do nome ou número de inscrição do profissional no conselho médico (consulta CRM). 

Assim sendo, na plataforma você vai encontrar a lista dos médicos habilitados para exercerem a sua profissão no Brasil e/ou em determinado estado. 

Aliás, caso você note que o CRM do médico está classificado como inativo, ou cassado.

Você deve denunciar as atividades ilegais e procurar por outro que esteja regularizado.

Quando o CRM do médico fica inativo?

É importante ressaltar que o CRM de um médico pode ser considerado “inativo” por três motivos diferentes:

  1. O médico faleceu;
  2. O médico cancelou seu registro (porque vai atuar em outro estado e não pretende ter dois registros, por exemplo);
  3. Sofreu penalidade e teve o registro suspenso temporariamente ou cassado.

Além disso, também é possível verificar as informações relativas à especialidade médica do profissional.

Conforme estabelecido pelo Código de Ética Médica, embora o título de especialista seja facultativo para o exercício da Medicina.

Nenhum médico pode declarar-se especialista sem que possa comprovar a qualificação profissional e o registro no CRM.

Mas como conseguir o número do CRM do médico? 

De acordo com o Conselho Federal de Medicina, a receita deve conter o nome legível do médico, número de conselho e assinatura.

Ou seja, o número do CRM deve constar nas receitas médicas.

Como o CRM pode ajudar diretamente o paciente?

Como o CRM pode ajudar diretamente o paciente

O CRM pode ser considerado um canal direto entre o órgão e o paciente. Por exemplo, no caso de atividades irregulares identificadas pelo paciente, o Conselho possui uma área de denúncias.

Assim, o cidadão pode contribuir para a fiscalização e, consequentemente, para a melhoria da qualidade do serviço de saúde do país.

Após a denúncia, o CRM irá avaliar e apurar o caso. Dessa forma, dependendo de sua gravidade, pode suspender ou até cassar a autorização para exercer a profissão. 

Além disso, com o CRM você pode evitar o atendimento por um médico que esteja ilegal.

Quais são as funções do CRM?

As principais funções de um Conselho Regional de Medicina estão relacionadas à capacidade profissional dos médicos e ao código de ética atribuído à profissão.

Sendo assim, o CRM:

  • Fiscaliza questões relacionadas ao Código de Ética médica, principalmente como a publicidade médica está sendo empregada;
  • Atua para promover melhores condições de trabalho para os médicos. Através da fiscalização das condições de trabalho nos hospitais, o CRM evita acidentes relacionados à falta de estrutura dentro das instituições. O órgão também atua nessa área a partir de projetos governamentais, como a aprovação do próprio Código de Ética Médica no Congresso Nacional, em 2009;
  • Faz a transferência e cancelamento dos médicos das instituições. Caso um profissional passe de um hospital para uma clínica, por exemplo. Quando um médico pratica alguma irregularidade dentro da profissão, sua habilitação também pode ser cassada ou suspendida;
  • Controla a disseminação de conteúdos de artigos médicos e pesquisas para certificar que concordem com as normas éticas e responsabilidade impostas.

Como obter o CRM?

O CRM só pode ser obtido após o término do curso superior de Medicina. O médico recém-formado precisa procurar o órgão no seu estado e realizar a inscrição presencialmente. 

Aliás, é importante definir em que estado ou país você irá exercer sua profissão, já que existem CRMs específicos para cada estado brasileiro.

Caso, por algum motivo, o profissional mude de estado, será necessário realizar outro pedido de CRM.

Todos os detalhes do procedimento podem ser encontrados no site do Conselho Regional de Medicina de cada estado.

Mas de maneira geral, os documentos necessários para obter o CRM são:

  • Três fotos 3×4 recentes;
  • Ficha cadastral obtida através do site do CRM do seu estado;
  • Comprovante de residência;
  • Cópia simples do CPF;
  • Cópia simples do RG;
  • Declaração feita à mão, expressando seu tipo sanguíneo;
  • Diploma original;
  • Cópia do diploma em frente e verso;
  • Cópia do diploma revalidado (para os estrangeiros);
  • Certidão de comprovação de quitação com a Justiça Eleitoral;
  • Cópia simples do título de eleitor;
  • Comprovante da realização do exame do CRM;
  • Certificado de reservista (para os homens);
  • Cópia simples da certidão de casamento (para os casados);
  • Certidão de naturalização (para quem se naturalizou no Brasil);
  • RNE com visto de permanência definitiva no Brasil (para os estrangeiros);
  • Cópia simples do documento de identificação do país de origem e do certificado de proficiência em português (para os estrangeiros);
  • Cópia com tradução oficial do diploma (para os estrangeiros).

Além disso, a taxa de anuidade é de aproximadamente R$ 500,00.

Conclusão 

Em resumo, no artigo de hoje te mostrei como consultar o CRM do médico. Antes de tudo, você viu o que é CRM e como saber se o médico tem o registrado.

Te mostrei também como o CRM pode ajudar diretamente o paciente. Além disso, você viu quais são as funções do CRM e como obter o registro. 

Enfim… Gostou do artigo? Deixe um comentário e compartilhe nas redes sociais.

Para que serve o médico endocrinologista
Para que serve o médico endocrinologista

Você sabe para que serve o médico endocrinologista? Vou te mostrar nesse artigo tudo o que você precisar sobre esse Read more

Como é uma consulta com psicólogo?
Como é uma consulta com psicólogo

Se você busca saber como é uma consulta com psicólogo, preciso ser sincera com você.  Nenhuma consulta com psicólogo será Read more

Importância da saúde mental: por que precisamos falar sobre isso?
Importância da saúde mental por que precisamos falar sobre isso

Falar sobre a importância da saúde mental é extremamente necessário nos dias que estamos vivendo.  Por muito tempo, a saúde Read more

Como realmente perder peso, de acordo com nutricionistas
Como realmente perder peso, de acordo com nutricionistas

Se você realmente quer perder peso, você precisa se consultar com um nutricionista. Os melhores profissionais fazem parte dos planos Read more