Plano de saúde é um custo ou investimento

Plano de saúde é um custo ou investimento?

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver como um custo, pois você está pagando para utilizar um serviço. 

No entanto, vou te mostrar neste artigo que um plano de saúde é muito mais um investimento do que um custo. 

Mas antes você sabe qual a diferença entre custo e investimento?

Diferença entre custo e investimento

A principal diferença entre custo e investimento é que um custo é somente uma saída de capital que não traz um retorno. Por exemplo, os juros de um cartão de crédito.

Já o investimento é uma saída de capital que traz um benefício direta ou indiretamente.

Sendo assim, o plano de saúde é um custo ou investimento?

Plano de saúde: custo ou investimento?

Apesar de existirem planos de saúde baratos, você sempre terá uma saída de capital quando contratar um plano de saúde.

Em contrapartida, você recebe um atendimento de qualidade nos melhores hospitais e a possibilidade de realizar exame. 

Sendo assim, o plano de saúde é um investimento na saúde e bem-estar da sua família e dos funcionários da sua empresa.

Pois o plano de saúde é essencial para um atendimento de emergência, consultas ou tratamentos que podem ser extremamente altos quando contratados fora de um plano de saúde.

Como ajustar o plano de saúde ao seu orçamento

Agora que você já entendeu que o plano de saúde não é um custo e sim um investimento, é possível que possa estar se perguntando como ajustar o plano de saúde ao seu orçamento.

O primeiro ponto que você precisa saber é que os planos de saúde mudam o preço de acordo com as coberturas disponibilizadas.

Isso porque cada cobertura possui procedimentos que você deve verificar se estão alinhados com as necessidades da sua família/empresa ou não.

Em geral, são 3 tipos de coberturas, cada uma com suas particularidades, procedimentos e preços. Veja só:

Cobertura ambulatorial

O plano de saúde ambulatorial garante a prestação de serviços de saúde, que compreendem: 

  • Consultas médicas em clínicas; 
  • Exames; 
  • Tratamentos e procedimentos ambulatoriais;
  • Pequenas cirurgias; e 
  • Primeiros socorros. 

Além disso, em emergências, o período máximo de internação é de 12 horas.

Cobertura hospitalar

O plano de saúde hospitalar, além de incluir a cobertura do ambulatorial, também garante a realização de procedimentos em internações hospitalares sem limite de tempo em quarto ou UTI.

Além disso, esse tipo de plano de saúde também pode  incluir a cobertura obstetrícia, oferecendo assistência médica ao recém-nascido durante os primeiros 30 dias após o parto.

Cobertura dos planos da segmentação referência

O plano de saúde referência é a opção completa dos planos. Ou seja, inclui a assistência ambulatorial e hospitalar com obstetrícia e acomodação em enfermaria.

Além disso, o atendimento de urgência e emergência é integral após 24 horas da sua contratação.

Em qual dos planos de saúde investir?

Em qual dos planos de saúde investir

Para escolher em qual dos planos de saúde você vai investir você precisa pensar nas reais necessidades da sua família e da sua empresa.

No caso das empresas, a melhor opção é o plano de saúde de referência, pois você garante que os seus funcionários tenham o acompanhamento médico em qualquer situação.

Agora, se você pretende contratar um plano de saúde empresarial para a sua família é importante verificar as suas opções. 

Por exemplo, se a sua família não tem histórico de doenças, o plano ambulatorial deve ser o suficiente. No entanto, a melhor forma de descobrir em qual plano de saúde investir é essencial para você entrar em contato com um especialista da Smart Care. 

A nossa equipe é treinada para conhecer suas necessidades e escolher o melhor plano de saúde para você, sua família é sua empresa. Para fazer uma cotação online, basta clicar aqui e aguardar. Assim que possível, um dos nossos especialistas vai entrar em contato com você.

Quais os benefícios de contratar um plano de saúde empresarial?

Agora que você entendeu se o plano de saúde é um custo ou benefícios. Vou te mostrar os 4 benefícios de contratar um plano de saúde empresarial.

1) Retenção de talentos

Um dos principais benefícios de contratar um plano de saúde empresarial é a valorização do funcionário. Isso é nítido quando você faz uma pesquisa rápida e descobre que o benefício mais valorizado pelos profissionais brasileiros é ter um plano de saúde.

Ou seja, quando a empresa oferece um plano de saúde ao funcionário, ela está motivando-o a permanecer em seu time.

2) Redução de impostos

Um benefício para a empresa é que com um plano de saúde empresarial, a empresa tem uma redução de impostos.

3) Manutenção e aumento de produtividade 

Qualquer pessoa com um problema de saúde naturalmente diminui a produtividade. Por isso, uma empresa com um plano de saúde assegura uma produtividade dos colaboradores. 

Pois com acesso fácil a bons médicos e a hospitais, o colaborador se sente mais confortável e confiante para procurar um especialista.

4) Redução de turnover e taxa de absenteísmo

Turnover é alta rotatividade de funcionário e a taxa de absenteísmo é índice de faltas e atrasos dos funcionários de uma empresa.

Ou seja, ao prevenir e resolver problemas de saúde, as chances de um funcionário sair da empresa ou ter faltas é bem menor com um plano de saúde. 

Pois ele terá um atendimento de qualidade e um acompanhamento médico eficaz que diminuirá as idas aos hospitais e diminuir as chances de ir atrás de outra oportunidade de emprego.

Plano de saúde: 11 dúvidas mais comuns
Plano de saúde 11 dúvidas mais comuns

Você já deve ter pensado nas dúvidas mais comuns sobre o plano de saúde, caso cogitou adquirir um, não é Read more

Para que serve o médico endocrinologista
Para que serve o médico endocrinologista

Você sabe para que serve o médico endocrinologista? Vou te mostrar nesse artigo tudo o que você precisar sobre esse Read more

Operadora de plano de saúde: o que é e quais são as melhores opções
Operadora de plano de saúde o que é e quais são as melhores opções

Para saber qual é a melhor operadora de plano de saúde, antes preciso te explicar alguns fatores importantes. Por isso Read more

Plano de Saúde mais barato: 4 opções vantajosas
Plano de Saúde mais barato 4 opções vantajosas

Se você quer encontrar um Plano de Saúde mais barato, precisa ler esse artigo até o final. Isso porque eu Read more

O que é plano de saúde referência: como funciona e quais as coberturas

O que é plano de saúde referência: como funciona e quais as coberturas

Saber o que é plano de saúde referência é essencial antes de decidir sobre qual opção vai se encaixa com a sua necessidade e da sua família. 

Por certo, muitas pessoas optam por algum tipo de plano de saúde por causa do preço. Mas não fazem ideia da cobertura que ele abrange e se vai atender todas as expectativas que ele gerou.

Por isso, nesse artigo você vai ver:

  • O que é plano de saúde referência;
  • Qual a cobertura;
  • Quais as vantagens;
  • Quem pode ter um plano de saúde referência;
  • 7 dicas para escolher um plano de saúde referência.

Vamos lá?

O que é plano de saúde referência?

O que é plano de saúde referência?

Plano  de Saúde Referência é uma assistência médico-ambulatorial e hospitalar com obstetrícia e acomodação em enfermaria

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), sua cobertura mínima também deve ter o atendimento de urgência e emergência integral após as 24 horas da sua contratação.

Ou seja, ele é praticamente o plano padrão entre todos os planos de saúde oferecidos.

Qual a cobertura do plano de saúde referência?

O plano de saúde referência cobre:

  • Atendimento em consultórios; 
  • Exames e tratamentos necessários para diagnosticar ou tratar o problema de saúde;
  • Internação em enfermaria, com direito a UTI e parto.

Quais as vantagens do plano de saúde referência?

Quais as vantagens do plano de saúde referência

A vantagem do plano de saúde referência é que ele é completo. Ou seja, prevê a realização de todos os exames e tratamentos especiais disponíveis nos planos hospitalar e ambulatorial.

Dessa forma, pode-se concluir que o plano de referência também cobre o que é disponibilizado pelo:

Plano ambulatorial

  • Pré-natal;
  • Tratamento ambulatorial sem direito a internação;
  • Consultas ilimitadas aos médicos credenciados, exames e procedimentos clínicos;
  • Assistência de urgência e emergência por até 12 horas;
  • Permanência de até 12 horas em hospital com exames e tratamentos;
  • Procedimentos específicos como hemoterapia ambulatorial, radioterapia, hemodiálise e diálise.

Plano Hospitalar

  • Utilização de salas cirúrgicas e material hospitalar;
  • Consultas médicas e exames feitas em hospital;
  • Internação comum e em UTI;
  • Transfusão de sangue;
  • Anestesia;
  • Quimioterapia e radioterapia;
  • Consultas pós-operatório para transplantes de córnea ou rim;
  • Fisioterapia e procedimentos específicos como hemoterapia ambulatorial, radioterapia, hemodiálise e diálise;
  • Embolização e radiologia intervencionista;
  • Hemodinâmica e nutrição intravenosa ou administrada pela boca, ou via sonda.

Quem pode ter um plano de saúde referência?

Em geral, qualquer pessoa pode ter m plano de saúde referência.

Ou seja, você pode contratar individualmente, para empresas e para Microempreendedores Individuais (MEI).

7 Dicas para escolher um plano de saúde referência

7 Dicas para escolher um plano de saúde referência

Agora que você já sabe o que é o plano de saúde referência, o que ele cobre, qual a sua vantagem e quem pode contratar.

Vou te mostrar 7 dicas para escolher um plano de referência:

1) Análise suas necessidades

Não é porque o plano de saúde referência é completo que serve para todo mundo.

Isso porque ás vezes você não vai usar todos os benefícios do plano e pode aquirir uma opção muito mais barata do que essa. 

Por isso, é importante você entender quais são suas necessidades e da sua família.

Além disso, um bom consultor vai te mostrar quais são os planos que se encaixam com você.

Isto é de acordo com o seu perfil e não vai te empurrar o mais caro apenas para cumprir meta. 

Sendo assim, faça uma pesquisa sobre os outros planos de saúde e fale com um consultor de sua confiança para te apresentar as melhores opções.

2) Verifique a carência

Carência é o período que deve ser aguardado para o consumidor começar a usar o plano. 

Segundo a ANS:

  • Para consultas, exames e outros tratamentos o prazo máximo de 180 dias;
  • Para partos costumam ser de ter até 300 dias de carência; e
  • Para atendimento de emergência e urgência, até 24 horas. 

Por isso, se você tem interesse em contratar um plano de saúde para gestante é essencial verificar a carência estabelecida para utilizar os serviços.

3) Veja a rede credenciada

Rede credenciada são os hospitais e clínicas que estão disponíveis no convênio médio. 

Sendo assim, se você tem um hospital de sua preferência, por exemplo, é importante verificar se ele faz parte da rede credenciada do plano.

4) Verifique o tipo de acomodação

Os planos de saúde têm dois tipos de acomodação: individual (privativo) ou coletivo (enfermaria).

Aliás, essa informação é importante para quando você ou um dependente for internado. 

Sendo assim, no quarto privativo, como o próprio nome sugere, apenas você ficará na acomodação.

Já na enfermaria você pode dividir o leitor com mais duas ou três pessoas. 

Por isso, verifique qual é a melhor opção de acomodação para você antes de fechar um contrato com o plano de saúde.

5) Observe se o atendimento é nacional

Se você e sua família viaja muito é essencial verificar se o plano de saúde tem atendimento nacional. 

Afinal de contas, algumas opções incluem apenas hospitais e clínicas regionais.

Portanto, isso pode ser uma desvantagem quando você estiver fora e precisar de um atendimento hospitalar.

6) Olhe a tabela de reajustes

Toda operadora tem uma tabela de reajustes autorizada pela ANS.

Aliás, essa informação é essencial para você saber o real valor que você vai investir na sua saúde e da sua família. 

Sendo assim, lembre-se de verificar as taxas de evolução da tarifa, reajustes por idade e anual previstos em contrato.

7) Fale com uma seguradora

Algumas pessoas acreditam que contratar diretamente  com a operadora é o meio mais fácil e rápido.

No entanto, se você gosta de verificar as opções do mercado antes de fechar um contrato, a melhor opção é entrar em contato com uma seguradora.

Isso porque os consultores vão te mostrar as melhores opções de acordo com o seu perfil, protegendo a sua vida e de quem você ama da melhor maneira.

Além disso, se você deseja fazer uma cotação e verificar as melhores opções para as suas necessidades, entre em contato a gente. A nossa equipe está disposta a te ajudar.

Conclusão

Em resumo, no artigo de hoje te mostrei o que é plano de saúde referência. Antes de tudo, você viu qual a cobertura e quais as vantagens desse plano.

Te mostrei também quem pode ter um plano de saúde referência e, além disso, te dei 7 dicas para escolher um plano de referência.

Aliás, mais alguma dúvida sobre esse assunto? Deixa um comentário! A nossa equipe fará o possível para te responder.

Plano de saúde: 11 dúvidas mais comuns
Plano de saúde 11 dúvidas mais comuns

Você já deve ter pensado nas dúvidas mais comuns sobre o plano de saúde, caso cogitou adquirir um, não é Read more

Para que serve o médico endocrinologista
Para que serve o médico endocrinologista

Você sabe para que serve o médico endocrinologista? Vou te mostrar nesse artigo tudo o que você precisar sobre esse Read more

Operadora de plano de saúde: o que é e quais são as melhores opções
Operadora de plano de saúde o que é e quais são as melhores opções

Para saber qual é a melhor operadora de plano de saúde, antes preciso te explicar alguns fatores importantes. Por isso Read more

Plano de saúde é um custo ou investimento?
Plano de saúde é um custo ou investimento

Uma das dúvidas mais comuns é se o plano de saúde é um custo ou investimento. Algumas pessoas podem ver Read more