10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho

10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho

A melhor forma de melhorar a saúde mental no trabalho é falando sobre o assunto.

Não tem como fugir desse tema ou fingir que ele não existe, principalmente, no momento que estamos passando atualmente. 

Por isso, vou te mostrar o que você e a sua empresa podem fazer para melhorar a saúde mental da sua equipe

Mas antes, você sabe o que é saúde mental?

O que é saúde mental?

A saúde mental, de acordo com a OMS, está relacionada à forma como uma pessoa reage às exigências, desafios e mudanças da vida.

Além disso, também está relacionado ao modo como harmoniza suas ideias e emoções.

Ou seja, tem a ver com sentimentos deprimidos, estressados ​​ou de medo que podem ser intensos demais ao ponto de afetar nossa vida diária. Se transformando assim em um problema de saúde mental, como ansiedade ou depressão

Qual a relação da saúde mental com o trabalho?

Há diversos fatores de risco para a saúde mental que podem estar presentes no ambiente de trabalho.

Podem, por exemplo, estar relacionados ao ambiente organizacional e gerencial, as habilidades e competências dos funcionários, etc.

Provavelmente, você já percebeu que quando um funcionário não está bem mentalmente, ele começa a cometer erros bobos, procrastina mais ou então pegar mais tarefas do que conseguem finalizar no ambiente de trabalho. 

Dessa forma, os problemas de saúde mental e estresse podem afetar negativamente o funcionário como, por exemplo, no:

  • Comunicação com colegas de trabalho;
  • Engajamento com o trabalho;
  • Desempenho e produtividade no trabalho;
  • Capacidade física e funcionamento diário.

O que pode ser feito para melhorar a saúde mental no trabalho?

Para melhorar a saúde mental no trabalho, as empresas podem disponibilizar planos de saúde com acompanhamento psicológico incluído. 

Dessa forma, os profissionais de saúde podem perguntar aos pacientes sobre qualquer depressão ou ansiedade e recomendar exames, tratamento e serviços conforme apropriado.

Além disso, os psicólogos podem incluir assistentes sociais, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e outros profissionais de saúde aliados como parte das equipes principais de tratamento para fornecer atendimento abrangente e holístico.

As empresas também podem:

  • Desenvolver um guia de “como fazer” para ajudar no desenho, implementação e avaliação de programas de saúde no local de trabalho que abordem questões de saúde mental e estresse;
  • Criar um cartão de pontuação de saúde mental que os empregadores possam usar para avaliar seu ambiente de trabalho e identificar áreas de intervenção;
  • Desenvolver um programa de reconhecimento que recompensa os empregadores que demonstram melhorias baseadas em evidências nas métricas de saúde mental e bem-estar e resultados de negócios mensuráveis;
  • Estabelecer programas de treinamento em parceria com escolas de negócios para ensinar os líderes como construir e manter uma força de trabalho mentalmente saudável.

Como você pode melhorar a saúde mental da sua equipe

Como você pode melhorar a saúde mental da sua equipe

Felizmente, existem várias maneiras de apoiar o bem-estar mental de seus funcionários. 

Por isso, separei 10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho. Vamos lá? 

1) Fale francamente sobre saúde mental 

O primeiro passo para vencer o estigma é parar de tratar as doenças mentais como tabu. 

Quer seja um artigo que você leu, um programa que assistiu ou uma experiência pessoal que teve, falar sobre isso abertamente e sem vergonha ajudará os outros a perceberem que não estão sozinhos.

2) Continue a conversa

A cultura do local de trabalho deve ser estimulada, o que significa que você não pode mencionar saúde mental apenas uma vez e esperar que ela pegue. 

Por isso, encontrei várias oportunidades para incorporar o assunto ao dia a dia dos funcionários para que fique sempre em primeiro lugar.

3) Inclui todos os níveis de pessoal

Seus funcionários não acreditarão que você realmente se preocupa com o bem-estar deles, a menos que todos os gerentes e executivos também demonstrem a importância da saúde mental.

Sendo assim, fique atento para que a cultura da saúde mental passe por todos os níveis da empresa.

4) Incentive os funcionários a tirar dias de folga para saúde mental

Se você ainda exigir que seus funcionários forneçam um atestado médico ou outro motivo “legítimo” para faltar ao trabalho, pode ser hora de parar. 

Parte da saúde preventiva envolve dar uma folga à mente e ao corpo de vez em quando. 

Ou seja, permitir que sua equipe falte ao trabalho para se recarregar pode ajudá-los a evitar problemas de saúde mais sérios no futuro.

5) Preste atenção e esteja pronto para ajudar

Se você notar um funcionário se comportando de maneira diferente (por exemplo, irritabilidade ou baixo-astral), não hesite em perguntar se está tudo bem. 

Mesmo se eles disserem que está bem, lembre-os de que você está lá para ajudar e que eles têm acesso a recursos de assistência.

6) Certifique-se de que as ferramentas e recursos são relevantes

Não importa quantas informações você forneça a seus funcionários, nunca adiantará se estiverem desatualizadas ou irrelevantes. Na verdade, pode até causar danos.

Sendo assim, atualize com frequência seus recursos de saúde mental para certificar-se de que estão precisos, atualizados e contém conselhos práticos que seus funcionários podem usar para melhorar.

7) Facilite o acesso a esses recursos

Semelhante ao ponto anterior, sua equipe não aproveitará muito as informações se elas forem difíceis de encontrar. 

Por isso, elimine barreiras de acesso, fornecendo o conteúdo em uma variedade de formatos (áudio, vídeo, escrito, etc.). Além disso, minimize o número de etapas necessárias para encontrá-lo.

8) Priorize a confidencialidade e o anonimato

Mesmo que a saúde mental possa estar normalizada em seu local de trabalho, algumas pessoas ainda podem se sentir desconfortáveis ​​em discutir isso, especialmente se lutam contra vícios, traumas ou pensamentos suicidas. 

Dessa forma, tranquilize sua equipe de que a privacidade deles é sua principal preocupação e que o uso de recursos de saúde mental nunca será monitorado ou rastreado.

9) Projete um espaço de trabalho mentalmente saudável

É importante que seus funcionários se sintam energizados e estimulados pelo ambiente de trabalho. 

Uma pesquisa mostrou que a produtividade, o envolvimento e o bem-estar geral aumentam quando as pessoas se sentem confortáveis ​​em locais de trabalho com iluminação natural, plantas e outras características positivas.

10) Concentre-se no positivo

A doença mental é um problema sério, mas ainda pode ser tratada de uma maneira que faça as pessoas se sentirem compreendidas, apreciadas e esperançosas.

Por isso, lembre-se sempre de deixar seus funcionários com a sensação de que têm um plano de ação claro pela frente e que eles ou seus entes queridos podem ficar bem.

O que os funcionários podem fazer para melhorar a saúde mental no trabalho

Além disso, os próprios funcionários também podem ajudar a melhorar a saúde mental. Como, por exemplo:

  • Incentivando a empresa a oferecer educação e programas de saúde mental e gerenciamento de estresse que atendam às suas necessidades e interesses, caso ainda não existam;
  • Participando de programas e atividades patrocinados pelo empregador para aprender habilidades e obter o apoio de que precisam para melhorar sua saúde mental;
  • Não compartilhando com atitudes inaceitáveis ​​no local de trabalho como forma de ajudar outras pessoas;
  • Compartilhando experiências pessoais com outras pessoas para ajudar a reduzir o estigma;
  • Respondendo com empatia, oferecendo apoio aos colegas e incentivando outras pessoas a buscar ajuda;
  • Adotando comportamentos que promovam o controle do estresse e a saúde mental;
  • Fazendo refeições saudáveis ​​e bem balanceadas;
  •  Praticando exercícios físicos regularmente
  • Dormindo de 7 a 8 horas por noite;
  • Participando de atividades que promovam o controle do estresse e o relaxamento, como ioga, meditação, atenção plena ou tai chi.
  • Reservando um tempo para refletir sobre experiências positivas e expressando felicidade e gratidão;
  • Entre outras ações.
Saúde mental no trabalho: por que é importante falar sobre isso?
Saúde mental no trabalho por que é importante falar sobre isso

Saúde mental no trabalho já era um tema que precisava ganhar ampla discussão. Agora, devido ao momento que estamos vivendo, Read more

Janeiro Branco: Como você cuida da sua saúde mental?
Janeiro Branco Como você cuida da sua saúde mental

Em tempos de pandemia, Janeiro Branco chega à 8.ª edição mobilizando a sociedade em prol de um grande pacto pela Read more

Por que ter um plano de saúde para os funcionários?
Por que ter um plano de saúde para os funcionários

Você sabe por que é essencial ter um plano de saúde para os funcionários da sua empresa? Se você pensa Read more

Como aumentar autoestima em 7 passos simples
Como aumentar autoestima em 7 passos simples

Saber como aumentar autoestima é essencial para você ter uma saúde mental saudável.  No entanto, nem sempre é uma tarefa Read more

Saúde mental no trabalho por que é importante falar sobre isso

Saúde mental no trabalho: por que é importante falar sobre isso?

Saúde mental no trabalho já era um tema que precisava ganhar ampla discussão. Agora, devido ao momento que estamos vivendo, é mais que essencial falar sobre esse assunto. 

Eu não sei se você conhece alguém que já teve a saúde mental comprometida por causa do trabalho, mas eu conheço diversos casos. Eu mesma já passei por isso.

E pode parecer algo simples de resolver, mas mesmo sofrendo algum abuso psicológico no trabalho é difícil largar mão dele. Pois, nos apegamos a carreira, as contas a pagar e até acreditamos que merecemos passar por tudo aquilo.

Pensando nisso, o nosso artigo de hoje é sobre a importância de abordar a saúde mental no trabalho. 

Mas antes disso, você sabe o que é um problema de saúde mental?

O que são problemas de saúde mental?

Todos nós temos momentos em que nos sentimos deprimidos, estressados ​​ou com medo.

Na maioria das vezes, esses sentimentos passam. No entanto, às vezes eles se transformam em um problema de saúde mental, como ansiedade ou depressão, que pode afetar nossa vida diária. 

Em geral, fatores como, por exemplo, pobreza, genética, trauma infantil ou discriminação aumentam a probabilidade de desenvolvermos problemas de saúde mental.

Só que esses fatos não são exclusivos, ou seja, os problemas de saúde mental podem acontecer com qualquer pessoa.

O fato é que diferentes problemas de saúde mental afetam as pessoas de maneiras diferentes. O diagnóstico não é uma forma definitiva de compreender a experiência de uma pessoa. 

Algumas pessoas com esquizofrenia, por exemplo, vivem vidas muito comuns, e algumas pessoas com ansiedade são mais afetadas por sua condição.

Por isso, é importante analisar cada caso em particular e procurar ajuda de um especialista para receber a melhor orientação de tratamento.

Como faço para reconhecer um problema de saúde mental?

Em geral, se tivermos desafios significativos em nossa vida doméstica ou profissional, é provável que isso tenha um impacto em nossa saúde mental.

No entanto, como regra, você deve procurar ajuda de seu médico se tiver sentimentos difíceis que estão:

  • Impedindo você de continuar com a vida,
  • Sendo um grande impacto nas pessoas com quem você vive ou trabalha;
  • Afetando seu humor ao longo de várias semanas;
  • Fazendo com que você tenha pensamentos suicidas.

No trabalho, por exemplo, você pode notar que está mais cansados ​​do que o normal. Pode cometer erros incomuns, ter dificuldade em ficar motivado ou pode ficar de mau humor. 

Outros sinais que a sua saúde mental no trabalho está sendo afetada é quando:

  • Parece ou se sente muito cansados ​​ou esgotados;
  • Se isola, evita colegas;
  • Fica muito tempo distraído;
  • Procrastina mais (ou para por completo); 
  • Fica muito acelerado; 
  • Assumi mais tarefas do que pode gerenciar;
  • Entre outros sintomas. 

Na maioria das vezes, esses primeiros sinais de alerta são difíceis de ver em nós mesmos e pode ser útil ter colegas que podem nos ajudar a conectar isso à nossa saúde mental.

Por que as pessoas não falam sobre saúde mental?

A conscientização sobre a saúde mental está aumentando. No entanto, ainda enfrentamos um mundo onde as pessoas com problemas de saúde mental enfrentam discriminação e podem enfrentar desafios para obter a ajuda de que precisam.

Aliás, muitas pessoas que passam por angústia tentam manter seus sentimentos ocultos porque têm medo das reações das outras pessoas. 

O medo da discriminação e os sentimentos de vergonha estão entre os principais motivos que as pessoas demoram para contar aos colegas sobre seus problemas de saúde mental. 

Por isso, quando criamos culturas no local de trabalho onde as pessoas podem ser elas mesmas, é mais fácil para as pessoas falarem sobre questões de saúde mental sem medo e buscarem ajuda quando precisam. 

Mesmo assim, a decisão de revelar sofrimento no trabalho não é algo que as pessoas considerem.

Por isso, é vital que os locais de trabalho se tornem ambientes onde as pessoas se sintam seguras para serem elas mesmas.

Por que a saúde mental no local de trabalho é importante

Muitas organizações ficam aquém no que diz respeito ao bem-estar dos funcionários. 

Embora seja ótimo que a maioria dos programas corporativos enfatize a saúde física por meio de benefícios como planos odontológicos e cobertura de medicamentos prescritos, o corpo é apenas metade da equação. 

Nosso cérebro também é crucial para o nosso bem-estar, em especial, quando consideramos os efeitos prejudiciais que a doença mental pode ter sobre a saúde física. Como, por exemplo, aumento da pressão arterial, desequilíbrios hormonais e aumento do risco de câncer.

Além disso, se os funcionários sentirem que podem falar sobre saúde mental, é menos provável que os problemas se desenvolvam. Isso pode levar a:

  • Menos tempo livre por um problema de saúde mental; 
  • Moral melhorado no local de trabalho.

Criação de um ambiente de apoio

É útil que os empregadores criem um ambiente onde os funcionários se sintam capazes de falar sobre saúde mental.

Por exemplo:

  • Tratar a saúde mental e física com a mesma importância;
  • Certificando-se de que os funcionários tenham encontros regulares com seus gerentes, para conversar sobre quaisquer problemas que estejam tendo;
  • Encorajando a saúde mental positiva, por exemplo, organizando treinamento de conscientização sobre saúde mental.

Um elemento importante para alcançar um local de trabalho saudável é o desenvolvimento de legislação, estratégias e políticas governamentais. 

Um local de trabalho saudável

Um local de trabalho saudável pode ser descrito como aquele em que trabalhadores e gerentes contribuem ativamente para o ambiente de trabalho, promovendo e protegendo a saúde, a segurança e o bem-estar de todos os funcionários. 

Com base nisso, um guia do Fórum Econômico Mundial destaca as etapas que as organizações podem realizar para criar um local de trabalho saudável, incluindo:

  • Conscientizar sobre o ambiente de trabalho e como ele pode ser adaptado para promover uma melhor saúde mental para diferentes colaboradores;
  • Aprendendo com as motivações dos líderes organizacionais e dos funcionários que agiram;
  • Não reinventar rodas por estar ciente que outras empresas que agiram fizeram;
  • Compreender as oportunidades e necessidades de funcionários individuais, ajudando a desenvolver melhores políticas para a saúde mental no local de trabalho;
  • Conscientização das fontes de apoio e onde as pessoas podem encontrar ajuda.

Além disso, as intervenções de saúde mental devem ser realizadas como parte de uma estratégia integrada de saúde e bem-estar que cobre a prevenção, identificação precoce, apoio e reabilitação. 

Os serviços ou profissionais de saúde ocupacional podem apoiar as organizações na implementação dessas intervenções onde estiverem disponíveis, mas mesmo quando não estão, uma série de mudanças podem ser feitas para proteger e promover a saúde mental. 

A chave para o sucesso é envolver as partes interessadas e o pessoal em todos os níveis ao fornecer proteção, promoção e intervenções de apoio e ao monitorar sua eficácia.

Fatores de risco relacionados ao trabalho para a saúde

Muitos são os fatores de risco para a saúde mental que podem estar presentes no ambiente de trabalho. 

A maioria dos riscos está relacionada às interações entre o tipo de trabalho, o ambiente organizacional e gerencial, as habilidades e competências dos funcionários e o suporte disponível para os funcionários realizarem seu trabalho. 

Por exemplo, uma pessoa pode ter as habilidades para completar tarefas, mas pode ter poucos recursos para fazer o que é necessário, ou pode haver práticas gerenciais, ou organizacionais que não o apoiem.

Dessa forma, os riscos para a saúde mental incluem:

  • Políticas inadequadas de saúde e segurança;
  • Más práticas de comunicação e gestão;
  • Participação limitada na tomada de decisões ou baixo controle sobre a área de trabalho de alguém;
  • Baixos níveis de suporte aos funcionários;
  • Jornada de trabalho inflexível; e
  • Tarefas ou objetivos organizacionais pouco claros.

Além disso, os riscos também podem estar relacionados ao conteúdo do trabalho, como tarefas inadequadas para as competências da pessoa ou uma carga de trabalho alta e implacável. 

Sem contar que alguns empregos podem acarretar um risco pessoal mais alto do que outros (por exemplo, socorristas e trabalhadores humanitários), o que pode ter um impacto na saúde mental e ser uma causa de sintomas de transtornos mentais.

O bullying e o assédio psicológico (também conhecido como “mobbing”) são causas comuns relatadas de estresse relacionado ao trabalho pelos trabalhadores e apresentam riscos à saúde dos trabalhadores. Eles estão associados a problemas psicológicos e físicos. 

Essas consequências para a saúde podem ter custos para os empregadores em termos de redução da produtividade e aumento da rotatividade de pessoal. Eles também podem ter um impacto negativo nas interações familiares e sociais.

Problemas de saúde mental afetam as empresas e seus funcionários

Problemas de saúde mental e estresse podem afetar de maneira negativa o funcionário como, por exemplo, no:

  • Desempenho e produtividade no trabalho;
  • Engajamento com o trabalho;
  • Comunicação com colegas de trabalho;
  • Capacidade física e funcionamento diário.
4 melhores planos de saúde de 2021: escolha uma operadora de confiança
4 melhores planos de saúde de 2021 escolha uma operadora de confiança

Se você quer saber quais são os melhores planos de saúde de 2021, precisa entender que sua escolha deve ser Read more

10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho
10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho

A melhor forma de melhorar a saúde mental no trabalho é falando sobre o assunto. Não tem como fugir desse Read more

Janeiro Branco: Como você cuida da sua saúde mental?
Janeiro Branco Como você cuida da sua saúde mental

Em tempos de pandemia, Janeiro Branco chega à 8.ª edição mobilizando a sociedade em prol de um grande pacto pela Read more

Como aumentar autoestima em 7 passos simples
Como aumentar autoestima em 7 passos simples

Saber como aumentar autoestima é essencial para você ter uma saúde mental saudável.  No entanto, nem sempre é uma tarefa Read more

Janeiro Branco Como você cuida da sua saúde mental

Janeiro Branco: Como você cuida da sua saúde mental?

Em tempos de pandemia, Janeiro Branco chega à 8.ª edição mobilizando a sociedade em prol de um grande pacto pela Saúde Mental ao longo do mês de janeiro de 2021.

Origem da Campanha Janeiro Branco

O Janeiro Branco é dedicado a colocar os temas da “Saúde Mental” em evidência na sociedade. Chamando a atenção dos indivíduos e das instituições sociais para os universos mentais, emocionais, sentimentais, comportamentais e subjetivos dos seres humanos.

Idealizada pelo psicólogo mineiro Leonardo Abrahão, a Campanha ganhou vida em Janeiro de 2014 quando psicólogos(as) de Uberlândia(MG) foram às ruas, às instituições e às mídias da cidade para falarem às pessoas sobre:

  • Saúde Mental
  • Saúde Emocional
  • Sentido de vida
  • Qualidade de vida
  • Harmonia nas relações humanas

Janeiro Branco 2021

A Campanha Janeiro Branco 2021 tem a sua importância redobrada e chega à sua 8.ª edição com uma missão fundamental em tempos de pandemia: inspirar indivíduos e instituições sociais a participarem de um grande pacto universal em defesa da Saúde Mental da humanidade.

Segundo Leonardo Abrahão, psicólogo idealizador da Campanha Janeiro Branco, “a humanidade precisa de um pacto pela Saúde Mental em que todas as pessoas se comprometam com a ideia de que ‘todo cuidado conta!’ quando o objetivo é a criação de condições para vidas mais saudáveis e melhores para todo mundo”.

Pandemia do COVID-19 agravou vários problemas relacionados à Saúde Mental

Estudos e pesquisas sobre os efeitos colaterais da pandemia do COVID-19 começaram a surgir e a mostrar os grandes desafios que a humanidade tem pela frente: além de vencer o novo Coronavírus, os indivíduos e as instituições sociais também deverão reunir esforços e desenvolver estratégias públicas e privadas para proteger, fortalecer e promover a Saúde Mental das pessoas.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a pandemia interrompeu serviços essenciais de Saúde Mental em 93% dos países do mundo e, ao mesmo tempo, intensificou a procura por esses mesmos serviços.

No Brasil — país que já é um dos recordistas mundiais em relação à depressão, à ansiedade e a números absolutos de suicídios —, a primeira fase de uma pesquisa realizada no final de 2020 pelo Ministério da Saúde
detectou ansiedade em 86,5% dos indivíduos pesquisados,
transtorno de estresse pós-traumático em 45,5% e depressão
grave em 16% dos participantes do estudo.

Outro estudo, realizado pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) com 12.000 pessoas de 33 países da América Latina e Caribe (30,8% eram brasileiros), revelou que 35% dos entrevistados relataram aumento na frequência do comportamento de beber de forma excessiva e em um curto período de tempo — situação que pode desencadear sérios problemas em relação à Saúde Mental dos envolvidos.

Além disso, também não faltam estudos sobre a ampliação das violências domésticas, do abuso infantil e do adoecimento emocional por parte de jovens e de idosos submetidos ao isolamento social.

Como afirma Abrahão, “2020 foi um ano de provas, de desafios e de revelações em relação à Saúde Mental de todas as pessoas do mundo”.

Janeiro Branco e o Plano de Saúde

No Brasil, em 2019, os beneficiários de planos de saúde realizaram cerca de 29 milhões de procedimentos relacionados ao cuidado em saúde mental – um crescimento de aproximadamente 167% em relação ao número realizado em 2011. Confira abaixo os dados extraídos do Mapa Assistencial da Saúde Suplementar

arquivo mapa assistencial

Esses dados demonstram a relevância de se ampliar o debate e as estratégias para enfrentamento desse panorama, sendo também um desafio para a saúde suplementar.

Fonte: Janeiro Branco e ANS
Como é uma consulta com psicólogo?
Como é uma consulta com psicólogo

Se você busca saber como é uma consulta com psicólogo, preciso ser sincera com você.  Nenhuma consulta com psicólogo será Read more

10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho
10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho

A melhor forma de melhorar a saúde mental no trabalho é falando sobre o assunto. Não tem como fugir desse Read more

Saúde mental no trabalho: por que é importante falar sobre isso?
Saúde mental no trabalho por que é importante falar sobre isso

Saúde mental no trabalho já era um tema que precisava ganhar ampla discussão. Agora, devido ao momento que estamos vivendo, Read more

Como aumentar autoestima em 7 passos simples
Como aumentar autoestima em 7 passos simples

Saber como aumentar autoestima é essencial para você ter uma saúde mental saudável.  No entanto, nem sempre é uma tarefa Read more

Como aumentar autoestima em 7 passos simples

Como aumentar autoestima em 7 passos simples

Saber como aumentar autoestima é essencial para você ter uma saúde mental saudável. 

No entanto, nem sempre é uma tarefa fácil. Por isso, neste artigo eu vou te mostrar 7 passos simples para você aumentar autoestima. 

Além disso, também vou te mostrar:

  • O que é autoestima;
  • O que causa baixa autoestima;
  • Como a baixa autoestima nos afeta;
  • Qual profissional procurar.

O que é autoestima?

O que é autoestima

Autoestima, de maneira bem simples, é a opinião que temos de nós mesmos.

Quando temos uma autoestima saudável, tendemos a nos sentir positivos a respeito de nós mesmos e da vida em geral. Isso nos torna mais capaz de lidar com os altos e baixos da vida.

Por outro lado, quando nossa autoestima está baixa, tendemos a ver a nós mesmos e nossa vida de uma maneira mais negativa e crítica.

Assim, também nos sentimos menos capazes de enfrentar os desafios que a vida nos lança.

O que causa baixa autoestima?

A baixa autoestima geralmente começa na infância. Isso acontece porque nossos professores, amigos, irmãos, pais e até mesmo a mídia nos enviam mensagens positivas e negativas sobre nós mesmos. 

A mensagem de que você não é bom o suficiente é a que fica com você, talvez você tenha achado difícil corresponder às expectativas das outras pessoas ou às suas próprias expectativas.

Além disso, a baixa autoestima também pode acontecer por causa do estresse e os eventos difíceis da vida, como uma doença grave ou uma perda.

A personalidade também pode desempenhar um papel. Algumas pessoas são mais propensas a pensamentos negativos, enquanto outras estabelecem padrões impossivelmente elevados para si mesmas.

Como a baixa autoestima nos afeta?

Se você tem baixa autoestima pode se esconder de situações sociais, parar de tentar coisas novas e evitar coisas que considera desafiadoras.

No curto prazo, evitar situações desafiadoras e difíceis pode fazer você se sentir seguro.

A longo prazo, isso pode sair pela culatra porque reforça suas dúvidas e medos.

Isso acontece porque você começa a acreditar que a única maneira de lidar com as situações desafiadoras é evitando-as.

Além disso, viver com baixa autoestima pode prejudicar sua saúde mental e levar a problemas como depressão e ansiedade.

Você também pode desenvolver hábitos prejudiciais, como fumar e beber demais, para lidar com a situação.

7 passos simples para melhorar a su autoestima

7 passos simples para melhorar a su autoestima

Agora que você já sabe o que é autoestima, o que causa e como a baixa autoestima nos afeta, vou te mostrar 7 passos simples que podem ajudá-lo a se sentir melhor consigo mesmo.

1) Identifique e desafie suas crenças negativas

O primeiro passo é identificar, e então desafiar, suas crenças negativas sobre si mesmo.

Observe seus pensamentos sobre você. Por exemplo, você pode se pegar pensando “Não sou inteligente o suficiente para fazer isso” ou “Não tenho amigos”.

Ao fazer isso, procure evidências que contradizem essas afirmações. Anote a afirmação e as evidências para se lembrar de que suas crenças negativas sobre você não são verdadeiras.

2) Reconheça no que você é bom 

Para aumentar autoestima, você precisa entender que todos somos bons em alguma coisa, seja cozinhar, cantar, resolver quebra-cabeças ou ser amigos.

Além disso, também tendemos a gostar de fazer as coisas em que somos bons, o que pode ajudar a melhorar o seu humor.

3) Construa relacionamentos positivos

Se você descobrir que certas pessoas tendem a deixá-lo para baixo, tente passar menos tempo com elas ou diga-lhes como você se sente a respeito de suas palavras ou ações.

Aliás, o ideal é tentar construir relacionamentos com pessoas positivas e que o apreciem.

4) Seja gentil com você mesmo

Ser gentil consigo mesmo significa eliminar ou diminuir a vontade de ser autocrítico.

Além disso, pense no que você diria a um amigo em uma situação semelhante. Frequentemente, damos conselhos muito melhores aos outros do que a nós mesmos.

5) Aprenda a ser assertivo

Outra forma de aumentar autoestima é você respeitar as opiniões e necessidades das outras pessoas e esperar o mesmo delas.

Um truque é olhar para outras pessoas que agem de forma assertiva e copiar o que fazem.

Não se trata de fingir que você é alguém que não é,  mas sim de pegar dicas e sugestões de pessoas que você admira.

6) Comece a dizer “não”

Pessoas com baixa autoestima muitas vezes sentem que têm que dizer sim para outras pessoas, mesmo quando, na verdade, não querem.

O risco é que você fique sobrecarregado, ressentido, zangado e deprimido.

Na maioria das vezes, dizer “não” não perturba os relacionamentos.

Pode ser útil continuar dizendo não, mas de maneiras diferentes, até que recebam a mensagem.

7) Dê a si mesmo um desafio

Todos nós nos sentimos nervosos ou com medo de fazer coisas às vezes.

Mas as pessoas com autoestima saudável não permitem que esses sentimentos as impeçam de tentar coisas novas ou de aceitar desafios.

Além disso, estabeleça uma meta para você, como participar de uma aula de ginástica ou ir a um evento social. Alcançar seus objetivos ajudarão a aumentar sua auto-estima.

Qual profissional procurar quando estiver com baica autoestima?

Você pode encontrar ajuda para baixa autoestima em terapias psicológicas como aconselhamento ou terapia cognitivo-comportamental (TCC).

Marque uma sessão com um psicologo e converse sobre ele como você está se sentido

Conclusão

Em resumo, no artigo de hoje te mostrei 6 passos simples para você melhorar a sua autoestima.

Antes de tudo, você viu o que é autoestima e o que causa baixa autoestima.

E também te mostrei como a baixa autoestima nos afeta e qual profissional você deve procurar.

Gostou do artigo? Deixa um comentário e vamos conversar mais sobre esse assunto. 

10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho
10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho

A melhor forma de melhorar a saúde mental no trabalho é falando sobre o assunto. Não tem como fugir desse Read more

Saúde mental no trabalho: por que é importante falar sobre isso?
Saúde mental no trabalho por que é importante falar sobre isso

Saúde mental no trabalho já era um tema que precisava ganhar ampla discussão. Agora, devido ao momento que estamos vivendo, Read more

Janeiro Branco: Como você cuida da sua saúde mental?
Janeiro Branco Como você cuida da sua saúde mental

Em tempos de pandemia, Janeiro Branco chega à 8.ª edição mobilizando a sociedade em prol de um grande pacto pela Read more

Saiba AGORA o que você precisa para gerenciar o estresse
Saiba AGORA o que você precisa para gerenciar o estresse

Gerenciar o estresse pode ser mais estressante se você não souber o que realmente precisa fazer.  Por isso, no artigo Read more

Saiba AGORA o que você precisa para gerenciar o estresse

Saiba AGORA o que você precisa para gerenciar o estresse

Gerenciar o estresse pode ser mais estressante se você não souber o que realmente precisa fazer. 

Por isso, no artigo de hoje vou te mostrar:

  • O que é estresse;
  • Como identificar os sinais de estresse;
  • O que fazer quando se sentir estressado;
  • Sete etapas para ajudar a se proteger do estresse.

O que é estresse?

O que é estresse

Estresse é uma sensação de estar sob pressão anormal.

Essa pressão pode vir de diferentes aspectos do seu dia a dia: uma carga de trabalho aumentada, um período de transição, uma discussão ou preocupações. 

Aliás, você pode descobrir que tem um efeito cumulativo, com cada estressor se acumulando. Por exemplo, você já teve um dia que um simples acontecimento desencadeou estresse para o resto dia? 

É comum, durante essas situações, você se sentir ameaçado ou chateado e seu corpo criar uma resposta ao estresse.

No entanto, o problema é que isso pode causar uma variedade de sintomas físicos, mudar a maneira como você se comporta e levá-lo a sentir emoções mais intensas. 

Ou seja, o estresse nos afeta de várias maneiras, tanto física quanto emocionalmente, e em intensidades variadas. 

Como posso identificar os sinais de estresse?

Embora o estresse afete a todos de maneira diferente, existem sinais e sintomas comuns que você pode observar, como, por exemplo:

  • Sensação de estar sobrecarregado;
  • Sentimentos de preocupação ou ansiedade constantes;
  • Dificuldade de concentração;
  • Irritabilidade ou temperamento explosivo;
  • Mudanças de humor;
  • Dificuldade em relaxar;
  • Baixa autoestima;
  • Depressão;
  • Comendo mais (ou menos) do que o normal;
  • Usar álcool, tabaco ou drogas ilegais para relaxar;
  • Mudanças em seus hábitos de sono;
  • Dores, especialmente tensão muscular;
  • Sensação de náusea ou tontura;
  • Diarreia e constipação;
  • Perda do desejo sexual.

Além disso, é importante frisar que se você está experimentando esses sintomas por um período prolongado.

Ou sente que eles estão afetando sua vida cotidiana ou fazendo você se sentir mal, você precisa consultar um médico. 

O que fazer quando se sentir estressado?

O que fazer quando se sentir estressado

Agora que você já entende o que é estresse e como você pode identificar os sinais, você precisa saber como gerenciar o estresse. 

Por isso, vou te mostrar agora 3 atitudes simples para te ajudar quando você se sentir estressado.

1) Perceba quando isso está causando um problema

O primeiro passo é entender quando você está ficando estressado regularmente. É no trânsito? No trabalho? Quando acorda cedo?

Isto é, tente fazer a conexão entre sentir-se cansado ou doente e as pressões que você enfrenta.

Além disso, esteja atento a avisos físicos, como músculos tensos, cansaço excessivo, dores de cabeça ou enxaquecas.

2) Identifique as causas

Tente identificar as causas subjacentes. Isto é, classifique as possíveis razões para o seu estresse em três categorias:

  1. Uma solução prática;
  2. Vão melhorar com o tempo; 
  3. Você não pode fazer nada.

Por exemplo: se você se estressa muito quando está o trânsito uma solução prática é você optar pelo transporte público. 

Sendo assim, o segredo é tentar liberar a preocupação dos que estão no segundo e terceiro grupos e deixá-los ir.

3) Revise seu estilo de vida

Depois de fazer essas avaliações você precisa revisar seu estilo de vida.

Por exemplo: você poderia estar assumindo muito? Existem coisas que você está fazendo que poderiam ser entregues a outra pessoa? Você consegue fazer as coisas de uma forma mais tranquila?

Para agir de acordo com a resposta a essas perguntas, você precisa priorizar as coisas que está tentando alcançar e reorganizar sua vida.

Assim você libera a pressão que pode advir de tentar fazer tudo de uma vez.

Sete etapas para ajudar a se proteger do estresse

Sete etapas para ajudar a se proteger do estresse

Para finalizar vou te mostrar agora 7 etapas que podem te ajudar a se proteger do estresse. Veja só:

1. Alimente-se de maneira saudável

Comer de maneira saudável pode reduzir os riscos de doenças. Sem contar que a comida afeta nosso humor.

Sendo assim, você pode proteger sua sensação de bem-estar garantindo que sua dieta forneça quantidades adequadas de nutrientes para o cérebro, como vitaminas e minerais essenciais, além de beber água.

2. Esteja ciente de fumar e beber álcool

Pare, ou reduza, a quantidade que você fuma e bebe álcool. Mesmo que pareçam reduzir a tensão inicialmente, isso é enganoso, pois costumam piorar os problemas.

3. Pratique exercício físico

Experimente e integre o exercício físico ao seu estilo de vida, pois pode ser muito eficaz no alívio do estresse

Aliás, sair e tomar um pouco de ar fresco e fazer alguns exercícios físicos leves, como ir para uma caminhada, pode ajudar.

4. Tire um tempo para relaxar

Alcance o equilíbrio entre responsabilidade para com os outros e responsabilidade para consigo mesmo.

Ou seja, diga a si mesmo que não há problema em priorizar o autocuidado. 

Sei que às vezes nos punimos por estar assistindo Netflix ao invés de estudar, mas às vezes é esse tempo de descanso que vai te ajudar a ser mais produtivo. 

5. Esteja atento

Tente praticar a atenção plena regularmente. Você pode fazer isso, por exemplo, com a meditação mindfulness, que pode ser praticada em qualquer lugar a qualquer momento.

Em resumo, a Mindfulness é uma abordagem mente-corpo da vida que nos ajuda a nos relacionarmos de maneira diferente com as experiências.

Além disso, envolve prestar atenção aos nossos pensamentos e sentimentos de uma forma que aumente nossa capacidade de gerenciar o estresse em situações difíceis e fazer escolhas sábias.

6. Tenha um sono reparador

Você está descobrindo que está lutando para dormir? Este é um problema comum quando você está estressado e sua saúde física ou mental pode estar afetando sua capacidade de dormir.

Por isso, altere seu ambiente para ajudar a melhorar seu sono. Assim você pode se levantar em vez de ficar na cama quando sua mente está se preocupando à noite.

7. Não seja muito duro consigo mesmo

Tente manter as coisas em perspectiva. Lembre-se de que ter um dia ruim é uma experiência humana universal.

Sendo assim, quando o seu crítico interno ou externo encontra falhas, tente encontrar a verdade e a exceção ao que está sendo dito.

Por exemplo, se você sentir que falhou, não se culpe. Aja como se você fosse seu melhor amigo: seja gentil e apoie.

Conclusão

Em resumo, no artigo de hoje te mostrei (quase) tudo que você precisa saber sobre gerenciar o estresse.

Antes de tudo, você viu o que é estresse e como identificar os sinais de estresse.

Você viu também o que fazer quando se sentir estressado e sete etapas para ajudar a se proteger do estresse.

Gostou do artigo? Deixa um comentário e compartilhe com alguém que precisa saber disso. 

10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho
10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho

A melhor forma de melhorar a saúde mental no trabalho é falando sobre o assunto. Não tem como fugir desse Read more

Saúde mental no trabalho: por que é importante falar sobre isso?
Saúde mental no trabalho por que é importante falar sobre isso

Saúde mental no trabalho já era um tema que precisava ganhar ampla discussão. Agora, devido ao momento que estamos vivendo, Read more

Janeiro Branco: Como você cuida da sua saúde mental?
Janeiro Branco Como você cuida da sua saúde mental

Em tempos de pandemia, Janeiro Branco chega à 8.ª edição mobilizando a sociedade em prol de um grande pacto pela Read more

Como aumentar autoestima em 7 passos simples
Como aumentar autoestima em 7 passos simples

Saber como aumentar autoestima é essencial para você ter uma saúde mental saudável.  No entanto, nem sempre é uma tarefa Read more

Quais os benefícios do registro no diário para saúde mental

Quais os benefícios do registro no diário para saúde mental

Você sabe quais são os benefícios do registro no diário para a saúde mental?

Eu não sei você, mas eu sempre fui apaixonada por diários. Desde a minha adolescência eu coleciono vários. 

Não sei se foi por causa da minha paixão por escrever que desencadeou esse hábito, mas até a vida adulto percebi o quanto escrever os meus pensamentos ajuda a minha saúde mental. 

Na adolescência eu não tinha esse conhecimento, mas depois de um tempo sem fazer um registro diário percebi o quanto aquele hábito me ajudou a passar por momentos complicados.

Benefícios de manter o diário para a saúde mental

Benefícios de manter o diário para a saúde mental

Uma das maneiras de lidar com qualquer emoção avassaladora é encontrar uma maneira saudável de se expressar.

Sendo assim, diário pode ser uma ferramenta útil no gerenciamento de sua saúde mental. O registro no diário pode ajudá-lo a:

  • Gerenciar ansiedade;
  • Reduzir o estresse;
  • Lidar com a depressão;
  • Ajuda a priorizar problemas, medos e preocupações;
  • Rastreia quaisquer sintomas no dia a dia para que você possa reconhecer os gatilhos e aprender maneiras de controlá-los melhor.

Ou seja, o registro diário oferece uma oportunidade para uma conversa interna positiva e te ajuda a identificar pensamentos e comportamentos negativos

Por exemplo, quando você tem um problema e está estressado, manter um diário pode ajudá-lo a identificar o que está causando esse estresse ou ansiedade.

Depois de identificar seus fatores de estresse, você pode encontrar uma maneira de resolver os problemas e reduzir seu estresse.

Teve um período da minha vida, por exemplo, que eu estava muito infeliz com as escolhas na minha carreira, mas eu não sabia exatamente o que era.

Até que voltei a escrever no meu diário e com o tempo percebi que estava infeliz porque não estava escrevendo.

A partir daí comecei a enviar currículo especificamente para vagas de produção de conteúdo. 

Além disso, é importante se lembrar de que o registro no diário é apenas um aspecto de um estilo de vida saudável para gerenciar melhor o estresse, a ansiedade e as condições de saúde mental. 

Mas não é apenas o único fator para melhorar a sua saúde mental, é essencial também:

  • Relaxar e meditar todos os dias;
  • Fazer uma dieta saudável e equilibrada;
  • Praticar exercícios regularmente;
  • Dormir bem todas as noites;
  • Ficar longe do álcool e das drogas.

Como fazer um diário

Como fazer um diário

Você não precisa comprar aquele diário rosa com cadeado de coração, você pode fazer os seus registros diários em um caderno comum. 

No início vai ser um desafio e você não vai saber ao certo o que escrever, mas o simples fato de colocar qualquer no papel já vai te ajudar a ter um dia melhor. 

Sendo assim, para te ajudar nesse processo, experimente estas dicas:

Tente escrever todos os dias

Reserve alguns minutos todos os dias para escrever. Isso o ajudará a escrever em seu diário regularmente.

Eu, geralmente, faço logo na primeira hora do dia e tento registrar tudo o que me incomodou no dia anterior. 

Mas você também pode escrever antes de dormir e descarregar todas as preocupações no seu diário. 

Deixe seu diário avista

Mantenha uma caneta e papel em um lugar que você sempre vai bater os olhos. Assim que você não vai se esquecer de faze o registro daquele dia.

Escreva o que achar melhor

Seu diário não precisa seguir nenhuma estrutura específica. É o seu lugar privado para discutir o que quiser.

Sendo assim, deixe as palavras fluírem livremente. Não se preocupe com erros de grafia ou com o que outras pessoas possam pensar.

Use seu diário como achar melhor

Você não precisa compartilhar seu diário com ninguém. Se quiser compartilhar alguns de seus pensamentos com amigos e entes queridos de confiança, você pode mostrar a eles partes de seu diário.

Mas o recomendado é você guardar para você, afinal nem todo mundo vai entender o que realmente estava passando na sua cabeça naquele momento.

Use aplicativos

Se você não quer escrever em um caderno você pode baixar aplicativos que vão te auxiliar nesses registros.

Aliás, algumas opções possuem até tem senha para você se sentir mais seguro.

Veja alguns aplicativos que você pode usar no seu celular ou tablet:

Manter um diário ajuda a criar ordem quando seu mundo parece um caos

Manter um diário ajuda a criar ordem quando seu mundo parece um caos

Deixe o preconceito de lado e tente escrever um diário. Você vai perceber que vai começar a se conhecer revelando seus medos, pensamentos e sentimentos mais íntimos. 

Considere o seu tempo de escrita como um tempo de relaxamento pessoal. É um momento em que você pode desestressar e relaxar. Escreva em um local relaxante e, talvez, faça uma xícara de chá. 

Aguarde seu tempo de registro no diário. E saiba que você está fazendo algo bom para sua mente e corpo.

Conclusão

Em resumo, no artigo de hoje te mostrei quais os benefícios do registro no diário para saúde mental. 

Antes de tudo, você viu como fazer um diário e quais aplicativos você pode usar.

Além disso, te mostrei também que manter um diário ajuda a criar ordem no seu mundo quando tudo parece um caos. 

Enfim… Faça o teste!

Depois me conta nos comentários como foi a sua experiência! Já tem esse hábito?

Aliás, compartilhe esse artigo com alguém que precisa saber quais são os benefícios do registro no diário.

10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho
10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho

A melhor forma de melhorar a saúde mental no trabalho é falando sobre o assunto. Não tem como fugir desse Read more

Saúde mental no trabalho: por que é importante falar sobre isso?
Saúde mental no trabalho por que é importante falar sobre isso

Saúde mental no trabalho já era um tema que precisava ganhar ampla discussão. Agora, devido ao momento que estamos vivendo, Read more

Janeiro Branco: Como você cuida da sua saúde mental?
Janeiro Branco Como você cuida da sua saúde mental

Em tempos de pandemia, Janeiro Branco chega à 8.ª edição mobilizando a sociedade em prol de um grande pacto pela Read more

Como aumentar autoestima em 7 passos simples
Como aumentar autoestima em 7 passos simples

Saber como aumentar autoestima é essencial para você ter uma saúde mental saudável.  No entanto, nem sempre é uma tarefa Read more

Como cuidar da saúde mental: 11 maneiras pequenas, mas importantes

Como cuidar da saúde mental: 11 maneiras pequenas, mas importantes

Saber como cuidar da saúde mental não precisa ser algo complicado ou difícil. Há hábitos pequenos, mas que são extramente importantes que podem te ajudar nisso.

Nos dias atuais é cada mais essencial cuidar da saúde mental, a correira do dia a dia, a cobrança externa e todos os outros problemas ficavam cada vez mais intensos e complicado de lidar. 

Por isso, selecionei para você  11 maneiras mais impactantes e menos intimidadoras de cuidar de sua saúde mental.

Veja só:

1) Permita-se tirar um dia de saúde mental quando precisar

Permita-se tirar um dia de saúde mental quando precisar

Você já teve a sensação de se sentir egoísta por tirar um tempo para você? 

Não sinta!

Para cuidar da sua saúde mental você precisar tirar um dia para cuidar de você quando precisar.

Aliás, você sabe quando precisa de um e, na maioria das vezes,  você se sente mais produtivo depois de fizer isso.

Sendo assim, tente pensar nisso como um remédio preventivo.

Afinal, você está dando ao seu corpo (e sistema imunológico) algum tempo para recuperar o atraso, o que pode ajudar a prevenir uma doença no futuro.

Por isso, aproveite um dia para relaxar e recarregar as energias. 

2) Faça outra coisa além de assistir à Netflix antes de dormir

Se você dormiu muitas noites enquanto assiste a uma série e se sente cansado, grogue e meio atrasado na vida no dia seguinte, tente um pequeno experimento: não assista TV antes de dormir por uma semana. 

Use esse tempo para ler, colorir, ligar para sua mãe, escrever, tomar banho… Qualquer coisa que não seja assistir televisão.

Para muitas pessoas, o zoneamento com uma boa série pode ser um mecanismo terapêutico de enfrentamento, mas é útil encontrar outras ferramentas para se acalmar no final do dia.

E talvez você encontre um que ocasionalmente não o mantenha até as 2 da manhã.

3) Pense nas coisas que você gosta apenas de férias. Em seguida, injete um pouco disso em sua vida diária

Nós tendemos a ter uma visão mais fria de tudo quando estamos de férias. Você substitui a academia por uma caminhada e o jantar consiste em festas com novos amigos.

E se pegássemos um pouco dessa mentalidade e a tornássemos a regra?

Por exemplo, pule a academia para dar uma corrida simples no parque ou coloque o celular no modo “Não perturbe” entre as 22:00 e as 07:00. 

Claro que  isso não fará com que você se sinta em férias, mas pode ajudá-lo a recuperar seu tempo.

4) Medite por, pelo menos, cinco minutos

Medite por, pelo menos, cinco minutos

A meditação parece algo que somente os professores de ioga fazem, mas não precisa ser uma coisa complicada para ser eficaz. 

Isto é não se preocupe em realizar algo ou alcançar algum tipo de iluminação ao fazê-lo; o fato de você estar demorando alguns minutos para se acalmar e se concentrar na respiração é enorme. 

Sendo assim, se você não sabe por onde começar, sente-se em silêncio e concentre-se em inspirar e expirar, lentamente, por dois minutos. Depois, trabalhe até cinco minutos na próxima vez em que fizer isso.

Eu, por exemplo, utilizo um aplicativo chamado Lojong. Ele possui uma versão gratuitamente incrível para quem está começando com esse hábito. 

Além disso, você também pode utilizar:

5) Tente limitar o açúcar refinado na sua dieta

Reduzir o açúcar (principalmente o consumo de refrigerantes e doces) vai ajudar a manter os níveis de açúcar no sangue estáveis e equilibrar seus níveis de energia ao longo do dia. 

A dica aqui é adicionar verduras escuras, sementes de abóbora, abacates e figos à sua dieta. 

Além disso, troque também o chocolate ao leite por um meio amargo ou 60% de cacau. 

6) Obtenha ajuda, mesmo se você acha que o que está lidando não é “ruim o suficiente”

Se você estiver passando por mudanças de humor que não vão desaparecer (principalmente se estiver interferindo no seu dia a dia) converse com alguém e obtenha ajuda. 

Fale com algum médico de cuidados primários, um amigo, um terapeuta ou até mesmo com o departamento de recursos humanos da empresa que você trabalha.

7) Encontre um terapeuta qualificado para tratá-lo

Encontre um terapeuta qualificado para tratá-lo

Para encontrar um terapeuta qualificado você pode pedir indicação a amigos ou procurar uma clínica perto da sua residência. 

Se você tiver um plano de saúde, geralmente, as operadoras possuem uma lista com os melhores profissionais do mercado e que fazem parte da cobertura do seu plano. 

8) Considere reduzir o álcool se você se sentir pior toda vez que sair para beber

Para muitas pessoas, não há nada errado em beber sem moderação.

Mas se você acredita que está bebendo constantemente para escapar de sentimentos de depressão ou ansiedade, ou se sente pânico no dia seguinte, vale a pena pensar no papel que o álcool desempenha no seu humor.

9) Pare de glorificar estar ocupado e dormir um pouco.

Você precisa arranjar um tempo para dormir. Sem isso, você não apenas se sentirá grogue no trabalho e na vida, mas sua saúde mental provavelmente sofrerá. 

O sono não é um botão de redefinição mágica para o seu humor, mas pode fazer uma enorme diferença quando você não está recebendo o suficiente.

10) Tenha um diário

Eu sei que, provavelmente, você acha que diários são para adolescentes. Mas a verdade é que eles são uma ótima ferramenta para você cuida da sua saúde mental. 

Isso porque você começa a ver claramente o que está te preocupando, além de ser uma excelente maneira de externizar aqueles pensamentos negativos que ficam rondando a nossa cabeça.

Conclusão

No artigo de hoje te mostrei como cuidar da saúde mental. Você viu a importância de tirar um dia para você, fazer outra coisa além de assistir Netflix antes de dormir e fazer atividades prazerosas durante o dia.

Você viu também sobre como meditar, diminuir o açúcar e procurar ajudar podem ser essencial para cuida da sua saúde mental. 

Além disso, te mostrei também como encontrar um terapeuta, reduzir o consumo de álcool e ter um diário. 

Agora quero saber de você: qual dessas dicas você vai começar a praticar ainda hoje? Deixa um comentário e vamos bater um papo sobre o assunto. 

10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho
10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho

A melhor forma de melhorar a saúde mental no trabalho é falando sobre o assunto. Não tem como fugir desse Read more

Saúde mental no trabalho: por que é importante falar sobre isso?
Saúde mental no trabalho por que é importante falar sobre isso

Saúde mental no trabalho já era um tema que precisava ganhar ampla discussão. Agora, devido ao momento que estamos vivendo, Read more

Janeiro Branco: Como você cuida da sua saúde mental?
Janeiro Branco Como você cuida da sua saúde mental

Em tempos de pandemia, Janeiro Branco chega à 8.ª edição mobilizando a sociedade em prol de um grande pacto pela Read more

Como aumentar autoestima em 7 passos simples
Como aumentar autoestima em 7 passos simples

Saber como aumentar autoestima é essencial para você ter uma saúde mental saudável.  No entanto, nem sempre é uma tarefa Read more

Ansiedade é algum tipo de transtorno Quais os sintomas

Ansiedade é algum tipo de transtorno? Quais os sintomas?

A ansiedade é uma resposta natural do seu corpo ao estresse. No entanto, pode ser um sentimento de medo ou apreensão sobre o futuro. 

Por exemplo: o primeiro dia de aula, ir a uma entrevista de emprego ou discursar.

Essas situações podem fazer com que muitas pessoas se sintam com medo e nervosas.

Isso é normal, afinal é uma resposta natural do nosso corpo.

No entanto, se os sentimentos são extremos, ou seja, duram mais de seis meses e interfere em ações simples do cotidiano, pode ser um transtorno de ansiedade.

O que são transtornos de ansiedade?

O transtorno de ansiedade é quando esse sentimento de medo ou apreensão com o futuro está sempre com a pessoa.

Ou seja, é muito mais intenso do que o normal e às vezes debilitante.

Dessa forma, a ansiedade pode fazer com que a pessoa pare de fazer as coisas que gosta e até a impede de realizar tarefas simples.

Como, por exemplo, entrar em um elevador, atravessar a rua ou sair de casa.

Além disso, os transtornos de ansiedade podem afetar qualquer pessoa em qualquer idade.

Quais são os principais tipos de transtornos de ansiedade?

A ansiedade possui vários distúrbios diferentes. De maneira geral, os mais comuns são:

Transtorno do pânico 

O transtorno do pânico envolve episódios frequentes de sentimentos repentinos.

Ou seja, o intensa medo (ou terror) atingem o pico em questão de minutos (ataques de pânico). 

Por certo, os sintomas são sentimentos de desgraça iminente, falta de ar, dor no peito, coração acelerado e palpitações cardíacas. 

Além disso, o ataque de pânico ocorre em momentos inesperados. Por isso, uma pessoa com transtorno do pânico pode viver com medo do próximo ataque.

Transtorno de ansiedade social

O transtorno de ansiedade social (fobia social) é o medo extremo de ser julgado por outras pessoas em situações sociais. Envolve altos níveis de ansiedade e medo.

Além disso, a pessoa evita situações sociais devido a sentimentos de vergonha, autoconsciência e preocupação em ser julgado ou visto de forma negativa pelos outros.

Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)

O transtorno obsessivo-compulsivo são pensamentos irracionais recorrentes que levam você a executar comportamentos específicos e repetidos.

Transtorno de ansiedade por separação

Outro transtorno é o de separação. Ele é um distúrbio infantil caracterizado por uma ansiedade excessiva para o nível de desenvolvimento da criança.

Além disso, está relacionado à separação dos pais ou de outras pessoas que desempenham papéis parentais.

A sensação é de medo de ficar longe de casa ou de entes queridos.

Agorafobia

A agorafobia é um tipo de transtorno de ansiedade no qual a pessoa teme, e muitas vezes evita, lugares ou situações que podem causar pânico e fazer se sentir preso, desamparado ou envergonhado.

Fobias específicas

Fobias específicas são caracterizadas por grande ansiedade quando você é exposto a um objeto ou situação específica e deseja evitá-lo.

Além disso, as fobias podem provocar ataques de pânico em algumas pessoas.

Quais são os sintomas da ansiedade?

São diferentes dependendo de pessoa para pessoa. Ou seja, os sentimentos podem variar de borboletas no estômago a um coração acelerado. 

Você pode ficar paralisado ou se sentir fora de controle, como se houvesse uma desconexão entre sua mente e corpo.

Por certo, os sintomas de ansiedade incluem:

  • Aumento da frequência cardíaca;
  • Respiração rápida;
  • Dificuldade em se concentrar e em adormecer;
  • Sentir-se nervoso, inquieto ou tenso;
  • Ter uma sensação de perigo iminente, pânico ou desgraça;
  • Respirar rápido;
  • Transpiração excessiva;
  • Tremor;
  • Sentir-se fraco ou cansado;
  • Ter problemas gastrointestinais;
  • Boca seca;
  • Calafrios ou ondas de calor;
  • Angústia;
  • Dormência ou formigamento;
  • Entre outros.

Quais são os tratamentos para a ansiedade?

Depois de diagnosticado com ansiedade, você pode explorar as opções de tratamento com seu médico.

Para algumas pessoas, o tratamento médico não é necessário. Sendo assim, mudanças no estilo de vida podem ser suficientes para lidar com os sintomas.

Em casos moderados ou graves, no entanto, o tratamento pode ajudá-lo a superar os sintomas e levar uma vida cotidiana mais gerenciável.

Quais remédios naturais são usados ​​para ansiedade?

Mudanças no estilo de vida podem ser eficaz para o estresse e a ansiedade. 

Sendo assim, os remédios naturais para ansiedade incluem:

Além disso, aprender a gerenciar o estresse pode ajudar a limitar possíveis gatilhos.

Por exemplo, você pode:

  • Organizar os prazos futuros;
  • Compilar listas para tornar mais fáceis as tarefas assustadoras; e
  • Comprometer-se a tirar uma folga do estudo ou do trabalho.

Você também pode fazer técnicas de relaxamento. Aliás, atividades simples podem ajudar a aliviar os sinais físicos e mentais de ansiedade. Essas técnicas incluem:

  • Exercícios de respiração profunda;
  • Banhos longos;
  • Descanso no escuro;
  • Ioga.

Além disso, é importante também conversar com pessoas que te apoiam, como um membro da família ou amigo.

Os serviços do grupo de suporte também podem estar disponíveis na área local e online.

Os alimentos podem tratar a ansiedade?

Algumas pesquisas sugerem que os alimentos que você come podem ter um impacto benéfico no cérebro se você sentir ansiedade com frequência.

Enfim, esses alimentos incluem: salmão, camomila, açafrão, chocolate amargo, iogurte e chá-verde.

Quando consultar um médico?

É importante você consultar um médico quando sentir que está se preocupando demais.

Ainda mais se isso está interferindo no seu trabalho, relacionamento ou outras partes da sua vida

Ou seja, quando o seu medo ou preocupação é perturbador para você e difícil de controlar.

Além disso, é importante procurar um médico quando estiver:

  • Se sentindo deprimido;
  • Problemas com o uso de álcool (ou drogas);
  • Tem outros problemas de saúde mental;
  • Se você acha que sua ansiedade pode estar ligada a um problema de saúde físico.
  • E quando você tem pensamentos ou comportamentos suicidas. 

Nesse último caso, procure tratamento de emergência o mais rápido possível.

Conclusão

Em resumo, no artigo de hoje te expliquei que ansiedade é uma reação normal do nosso organismo.

E quando são extremas podem atrapalhar o cotidiano e trazer várias reações intensas para o nosso corpo. 

Antes de tudo, você viu também quais são os tipos de transtorno, quais são os sintomas e quais são os tratamentos disponíveis. 

Além disso, te mostrei quais são os remédios naturais recomendados e quando você deve marcar uma consulta com um médico. 

Se você tiver alguma dúvida sobre isso ou como o plano de saúde pode ajudar nessa situação, deixe um comentário! A nossa equipe está preparada para te ajudar!

Como é uma consulta com psicólogo?
Como é uma consulta com psicólogo

Se você busca saber como é uma consulta com psicólogo, preciso ser sincera com você.  Nenhuma consulta com psicólogo será Read more

10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho
10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho

A melhor forma de melhorar a saúde mental no trabalho é falando sobre o assunto. Não tem como fugir desse Read more

Saúde mental no trabalho: por que é importante falar sobre isso?
Saúde mental no trabalho por que é importante falar sobre isso

Saúde mental no trabalho já era um tema que precisava ganhar ampla discussão. Agora, devido ao momento que estamos vivendo, Read more

Janeiro Branco: Como você cuida da sua saúde mental?
Janeiro Branco Como você cuida da sua saúde mental

Em tempos de pandemia, Janeiro Branco chega à 8.ª edição mobilizando a sociedade em prol de um grande pacto pela Read more

Como cuidar da saúde mental 12 dicas para colocar em prática

Como cuidar da saúde mental: 12 dicas para colocar em prática

Para saber como cuidar da saúde mental você precisa entender que vai ter que deixar de fazer algumas coisas e começar a praticar outras.

Um novo hábito ou cortar um hábito que faz mal, provavelmente, é um desafio, mas com as dicas que vou te mostrar aqui a sua saúde mental vai passar por uma nova fase.

Eu não sei o que te levou a chegar até esse artigo, no entanto, o que posso dizer é que é extremamente normal procurar formas de cuidar da saúde mental. Afinal de contas, é na mente que a gente inicia os maiores projetos da nossa vida.

E com a situação que estamos vivendo hoje, precisamos cuidar da saúde mental mais do que nunca!

Sendo assim, a primeira dica para você cuidar da sua saúde mental é:

1) Tenha uma boa noite de sono

O sono está extremamente ligado a nossa saúde mental. Isso porque ele ajuda a regular um composto químico do nosso cérebro que transmite nosso humor e emoções.

Ou seja, se não dormimos direito podemos começar nos sentir deprimidos ou ansiosos.

Acredito que a maioria das pessoas possui hábitos ruins antes de dormir e ao acordar. E é isso que ajuda a prejudicar a qualidade do sono.

Por exemplo, se você tem o hábito de assistir televisão ou mexer no celular antes de dormir, a luz desses aparelhos podem atrapalhar a qualidade do seu sono.

Da mesma forma, se você já levanta vendo as redes sociais pode desencadear uma grande angústia, por não está levando a vida queria levar. 

2) Coma bem

Se alimentar bem não é importante apenas para o corpo, mas também para sua saúde mental.

Por exemplo, o ferro e a vitamina B12 podem deixar de mau humor enquanto beber muito café pode nos deixar estressado ou ansiosos.

Por isso, a sugestão é manter uma dieta equilibrada e saber exatamente quais alimentos você deve incluir nas suas refeições.

3) Obtenha bastante luz solar

A luz solar ajuda o cérebro a liberar substâncias químicas que melhoram nosso humor, essas substâncias são a endorfina e a serotonina.

Por isso, a dica é ficar pelo menos 30 minutos até no máximo 2 horas na luz solar. Pois é ela também é uma ótima fonte de vitamina D, que é importante para o nosso corpo e cérebro.

5) Faça atividade e exercício

Atividade e exercício são essenciais para manter uma boa saúde mental. Isso porque aumenta os produtos químicos em seu cérebro que ajudam a deixá-lo de bom humor. 

Além disso, ajuda também a eliminar o humor, a ansiedade, o estresse e a sensação de cansaço e preguiça. 

Por outro lado, você não precisa correr uma maratona ou ficar duas horas na academia.

Você pode fazer caminhada, aula de dança ou qualquer outra atividade que te der prazer (jogar futebol, luta, vôlei, etc).

6) Faça algo que você goste

Por causa das nossas obrigações diárias, muitas vezes deixamos de reservar um tempo para fazer atividades que gostamos. 

Você gosta de assistir novela ou jogar videogame? Tudo bem. Reserve um tempo para se divertir, para fazer aquilo que você gosta e descansar a sua mente. 

Eu, por exemplo, preciso de um tempo para ler, assistir série e jogar The Sims. Algumas pessoas acham isso uma bobagem, mas pra mim faz bem e mantém a minha saúde mental.

7) Conecte-se com outras pessoas e seja sociável

Conversar com outras pessoas é uma ótima forma de cuidar da saúde mental. Por isso, sempre que tiver oportunidade, mesmo que à distância, se conecte com outras.

Marque uma videoconferência, comece a ler o mesmo livro para debater depois, combinem de assistir a mesma série…

O importante é manter o contato com outras pessoas e não se isolar do mundo.

8) Faça uma pausa

Não tem nada de errado em ficar um dia sem fazer nada. Um dia para você sentar, relaxar, dormir, assistir e não se preocupar com as obrigações. Isso só não pode se tornar um hábito.

Sendo assim, separe um tempo para você, uma pausa entre uma tarefa e outra ou, pelo menos, tire um dia para não pensar em trabalho e outras obrigações. 

Permita-se descansar!

9) Medite

A meditação é excelente para você limpar a sua mente e se concentrar nos seus pensamentos. 

Você não precisa ficar 30 minutos fazendo “hum”. Hoje em dia existem aplicativos excelentes que te ajudam a se concentrar na sua respiração e que duram de 5 a 15 minutos. 

Eu uso o Lojong, que é gratuito, pois me ajuda muito a diminuir a ansiedade e desacelerar o pensamento. 

10) Escreva afirmações positivas 

Pode parecer bobagem, mas escrever afirmações positivas sobre você melhora a sua autoestima e consequentemente ajuda a cuidar da sua saúde mental. 

Podem ser simples lembretes (“Você é amado”), estratégias de enfrentamento (“Dê um passeio e beba um pouco de água”) ou letras de músicas. 

11) Crie um diário 

Escrever sobre as suas angústias, medos e agradecimentos ajuda a cuidar da sua saúde mental. Isso acontece porque você acaba externalizando ao invés de guardar tudo para si. 

Eu escrevo em diários desde a minha adolescência e confesso que por um tempo achei que era infantilidade, mas hoje consigo ver o quanto me ajuda escrever sobre os meus pensamentos e entender o que está acontecendo dentro de mim. 

12) Peça por ajuda

Se você ver que a sua saúde mental está correndo um grande risco, não hesite em pedir ajuda. 

Todo mundo passa por situações que deveriam ser acompanhadas por um profissional.

Conclusão

No artigo de hoje te mostrei como cuidar da saúde mental. Você viu que é importante ter uma boa noite de sono, comer bem e praticar atividade física. 

Também te mostrei sobre a importância da luz solar, da meditação e de escrever em um diário.

Além disso, também te mostrei que para você cuidar melhor da sua saúde mental você precisa fazer algo que gosta, fazer pausas e se conectar com outras pessoas. 

Agora quero saber de você: qual dessas atividades você já faz para cuidar da sua saúde mental?

Deixe um comentário! Estamos ansiosos para bater um papo com você!

Como é uma consulta com psicólogo?
Como é uma consulta com psicólogo

Se você busca saber como é uma consulta com psicólogo, preciso ser sincera com você.  Nenhuma consulta com psicólogo será Read more

10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho
10 maneiras de melhorar a saúde mental no trabalho

A melhor forma de melhorar a saúde mental no trabalho é falando sobre o assunto. Não tem como fugir desse Read more

Saúde mental no trabalho: por que é importante falar sobre isso?
Saúde mental no trabalho por que é importante falar sobre isso

Saúde mental no trabalho já era um tema que precisava ganhar ampla discussão. Agora, devido ao momento que estamos vivendo, Read more

Janeiro Branco: Como você cuida da sua saúde mental?
Janeiro Branco Como você cuida da sua saúde mental

Em tempos de pandemia, Janeiro Branco chega à 8.ª edição mobilizando a sociedade em prol de um grande pacto pela Read more