Como fazer pré-natal particular

Como fazer pré-natal particular?

Se você quer saber como fazer pré-natal particular. Talvez, você esteja em dúvida sobre qual a melhor opção para um acompanhamento seguro para o seu bebê. 

Se for o caso, fique tranquilo(a)!

Pois no artigo de hoje vou te mostrar:

  • O que é o pré-natal?
  • Quanto custa o pré-natal particular?
  • Quantas consultas de pré-natal é preciso fazer?
  • Quais exames serão solicitados no pré-natal;
  • Quais são as ultrassonografias realizadas?
  • Pré-natal no hospital particular ou pelo SUS?

Vamos lá?

O que é o pré-natal?

Pré-natal é o acompanhamento médico-obstétrico que deve se iniciado ainda antes da concepção e vai até o pós-parto. Isto é 45 dias após o nascimento do bebê.

Aliás, é durante o pré-natal que os pais recebem orientações gerais sobre a gravidez.

Como, por exemplo:

  • Desconfortos comuns da mudança hormonal;
  • Como ter uma alimentação saudável;
  • Quais são os primeiros cuidados com o recém-nascido;
  • A importância da amamentação;
  • Entre outros.

Além disso, o objetivo principal do pré-natal é avaliar a saúde prévia da mulher, conhecer seu histórico médico e acompanhar a evolução da gravidez.

Quanto custa fazer o pré-natal particular?

O pré-natal particular custa em torno de R$ 150 a R$ 350 por consulta.

No entanto, os pais têm a opção de fazer o acompanhamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ou contratar um plano de saúde.

Nesse último caso, deve ser a cobertura Hospitalar com obstetrícia. Pois ela inclui pré-natal, parto, assistência ao recém-nascido, eventuais complicações pós-parto e cirurgias no geral.

Quantas consultas de pré-natal é preciso fazer?

De acordo com o Programa de Humanização no Pré-natal e Nascimento (PHPN) realiza-se, no mínimo, seis consultas de pré-natal. 

Sendo assim, de preferência, deve ser no mínimo: uma consulta no primeiro trimestre, duas no segundo trimestre e três no terceiro trimestre.

Por certo, após a confirmação da gravidez, realizam-se as consultas todo mês. 

Quais exames serão solicitados no pré-natal?

Assim sendo, os exames solicitados no pré-natal, em geral, são:

  • Hemograma completo;
  • Glicemia de jejum; 
  • Tipagem sanguínea e determinação do fator Rh;
  • Sorologias para hepatite B, Sífilis, HIV, toxoplasmose, citomegalovírus;
  •  Exame protoparasitológico de fezes, exame de urina e urocultura;
  • Papanicolau.
  • Exame para verificar a suspeita de doenças genéticas ou para gestantes de alto risco;
  • Teste para suspeita de diabetes gestacional;
  • Teste para suspeita de rompimento prematuro da bolsa;
  • Ecocardiograma fetal;
  • Teste de Coombs (solicitado todos os meses caso a mãe tenha o sangue Rh negativo e o pai Rh positivo). 

Quais são as ultrassonografias realizadas durante o pré-natal?

Por certo, solicita-se quatro ultrassonografias ao longo da gestação. Podendo ser obstétrica ou morfológica, dependendo da idade gestacional.

Além disso, é importante ultrapassar esse limite apenas se for indicado pelo médico. 

O primeiro ultrassom

O primeiro ultrassom acontece na primeira consulta. Ele é feito via transvaginal, de preferência, entre a 7.ª e a 8.ª semana da gestação.

Aliás, o objetivo desse primeiro ultrassom é confirmar a gravidez. Isto é saber se é uma gravidez única ou múltipla; e se a gravidez é tópica ou ectópica. 

Gravidez tópica é quando o embrião cresce dentro do útero, já a ectópica é quando saco gestacional está fora do útero, nas trompas.

Além disso, é no primeiro ultrassom que é verificado o tempo de gravidez, com auxílio da última menstruação informada pela mulher.

Sendo assim, é com essas informações que o médico pode prever a data para o parto. Isto é definido ao fim de 40 semanas, podendo se estender até a 42.ª semana.

O segundo ultrassom

Realiza-se o segundo ultrassom, de preferência, entre a 11.ª e a 14.ª semanas de gestação.

Assim sendo, o seu principal objetivo é avaliar algumas estruturas fetais, em especial um líquido que fica na região da nuca. 

Isso porque o volume alto desse líquido pode ser um indicativo de Síndrome de Down ou outras doenças cromossômicas. 

É nesse ultrassom também que verifica a presença do osso nasal e o ducto venoso do bebê. Isto é utilizam-se ambas estruturas para rastreio de malformações fetais.

Além disso, é possível ouvir os batimentos cardíacos do bebê e conferir a idade gestacional.

Portanto, é importante seguir o tempo recomendado para a realização do exame.

Afinal após a 14.ª semana o líquido que fica na região da nuca já não é mais visível nas imagens de ultrassom.

O terceiro ultrassom

O terceiro ultrassom é o morfológico. Ele é realizado entre a 20.ª e 24.ª semana da gravidez. 

Sendo assim, é nesse momento que é possível enxergar o bebê com mais detalhes. Aliás, permitindo avaliar se seu crescimento e aparência estão dentro dos padrões de normalidade.

Ou seja, avaliam-se órgãos internos e externos como estruturas cerebrais, coração, rins, pulmões, dedos dos pés e das mãos, etc.

Além disso, é através desse exame que se detectam malformações e avalia se as artérias estão dentro do esperado. 

Aliás, é nessa hora que você pode descobrir o sexo do bebê.

O quarto ultrassom

Por fim, o quarto ultrassom é feito no final da gestação, após a 35.ª semana.

Aliás, é nesse momento que analisa:

  • A posição do bebê no útero;
  • A localização da placenta;
  • O volume do líquido amniótico;
  • O tônus muscular;
  • Respiração e movimentação do bebê;
  • Entre outros. 

Em suma, todos esses dados são de extrema importância para o planejamento do parto e para prever e evitar complicações.

Pré-natal no particular ou pelo SUS?

Acredito que essa seja a principal dúvida da maioria dos pais: devemos fazer o pré-natal no hospital particular ou pelo SUS?

Por isso, criei uma tabela que pode te ajudar a tomar essa decisão:

Pré-natal hospital particularPré-natal pelo SUS
Consultas revezadas entre médicos e enfermeiras Consultas realizadas sempre pelo mesmo profissional (ou seja, se você não gostar, pode trocar)
Exames agendados pelo postinhoExames realizados na flexibilidade de agenda
Cada exame realizado por um laboratório diferente (na maioria dos casos)Em geral, os exames são realizados tudo no mesmo laboratório
Todos os medicamentos (incluindo vitaminas) fornecidos pelo próprio postinhoA maioria dos medicamentos deve ser comprados
Em geral, tem direito a um ultrassomEm geral, todas as consultas são com ultrassom
Totalmente gratuitoVocê paga pelas consultas, exames e medicamentos. Ou pode incluir tudo isso no plano de saúde e diminuir o custo.

Além disso, converse com outros pais para saber a experiência deles em cada um dos casos.

Conclusão

Em resumo, no artigo de hoje te mostrei como fazer pré-natal particular.  Antes de tudo, você viu o que é o pré-natal e quanto custa o pré-natal particular.

Assim sendo, te mostrei também quantas consultas de pré-natal é preciso fazer e quais exames serão solicitados.

Além disso, você viu quais são as ultrassonografias realizadas e quadro comparativo entre fazer o pré-natal no hospital particular e pelo SUS.

Tem mais alguma dúvida sobre esse assunto? Deixe um comentário! Aliás, a nossa equipe fará o possível para te ajudar.

Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC): o que é e quais são os sintomas
Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) o que é e quais são os sintomas

Você sabe o que é transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)? Muitas vezes usamos  a expressão “TOC” para rotular uma pessoa ou justificar Read more

Plano de saúde cobre cirurgia plástica?
Plano de saúde cobre cirurgia plástica?

Se você quer saber se o plano de saúde cobre cirurgia plástica precisar ler esse artigo até o final.  Isso Read more

Quando consultar um psicólogo?
Quando consultar um psicólogo?

Você sabe quando é o momento certo de consultar um psicólogo?  Sei que a vida é cheia de desafios e Read more

O que são doenças genéticas?
O que são doenças genéticas?

Você sabe o que são doenças genéticas? Provavelmente você conheça uma ou duas. Ou conhece alguém que tem.  Mas se Read more

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *