O que é plano de saúde referência: como funciona e quais as coberturas

O que é plano de saúde referência: como funciona e quais as coberturas

Saber o que é plano de saúde referência é essencial antes de decidir sobre qual opção vai se encaixa com a sua necessidade e da sua família. 

Por certo, muitas pessoas optam por algum tipo de plano de saúde por causa do preço. Mas não fazem ideia da cobertura que ele abrange e se vai atender todas as expectativas que ele gerou.

Por isso, nesse artigo você vai ver:

  • O que é plano de saúde referência;
  • Qual a cobertura;
  • Quais as vantagens;
  • Quem pode ter um plano de saúde referência;
  • 7 dicas para escolher um plano de saúde referência.

Vamos lá?

O que é plano de saúde referência?

O que é plano de saúde referência?

Plano  de Saúde Referência é uma assistência médico-ambulatorial e hospitalar com obstetrícia e acomodação em enfermaria

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), sua cobertura mínima também deve ter o atendimento de urgência e emergência integral após as 24 horas da sua contratação.

Ou seja, ele é praticamente o plano padrão entre todos os planos de saúde oferecidos.

Qual a cobertura do plano de saúde referência?

O plano de saúde referência cobre:

  • Atendimento em consultórios; 
  • Exames e tratamentos necessários para diagnosticar ou tratar o problema de saúde;
  • Internação em enfermaria, com direito a UTI e parto.

Quais as vantagens do plano de saúde referência?

Quais as vantagens do plano de saúde referência

A vantagem do plano de saúde referência é que ele é completo. Ou seja, prevê a realização de todos os exames e tratamentos especiais disponíveis nos planos hospitalar e ambulatorial.

Dessa forma, pode-se concluir que o plano de referência também cobre o que é disponibilizado pelo:

Plano ambulatorial

  • Pré-natal;
  • Tratamento ambulatorial sem direito a internação;
  • Consultas ilimitadas aos médicos credenciados, exames e procedimentos clínicos;
  • Assistência de urgência e emergência por até 12 horas;
  • Permanência de até 12 horas em hospital com exames e tratamentos;
  • Procedimentos específicos como hemoterapia ambulatorial, radioterapia, hemodiálise e diálise.

Plano Hospitalar

  • Utilização de salas cirúrgicas e material hospitalar;
  • Consultas médicas e exames feitas em hospital;
  • Internação comum e em UTI;
  • Transfusão de sangue;
  • Anestesia;
  • Quimioterapia e radioterapia;
  • Consultas pós-operatório para transplantes de córnea ou rim;
  • Fisioterapia e procedimentos específicos como hemoterapia ambulatorial, radioterapia, hemodiálise e diálise;
  • Embolização e radiologia intervencionista;
  • Hemodinâmica e nutrição intravenosa ou administrada pela boca, ou via sonda.

Quem pode ter um plano de saúde referência?

Em geral, qualquer pessoa pode ter m plano de saúde referência.

Ou seja, você pode contratar individualmente, para empresas e para Microempreendedores Individuais (MEI).

7 Dicas para escolher um plano de saúde referência

7 Dicas para escolher um plano de saúde referência

Agora que você já sabe o que é o plano de saúde referência, o que ele cobre, qual a sua vantagem e quem pode contratar.

Vou te mostrar 7 dicas para escolher um plano de referência:

1) Análise suas necessidades

Não é porque o plano de saúde referência é completo que serve para todo mundo.

Isso porque ás vezes você não vai usar todos os benefícios do plano e pode aquirir uma opção muito mais barata do que essa. 

Por isso, é importante você entender quais são suas necessidades e da sua família.

Além disso, um bom consultor vai te mostrar quais são os planos que se encaixam com você.

Isto é de acordo com o seu perfil e não vai te empurrar o mais caro apenas para cumprir meta. 

Sendo assim, faça uma pesquisa sobre os outros planos de saúde e fale com um consultor de sua confiança para te apresentar as melhores opções.

2) Verifique a carência

Carência é o período que deve ser aguardado para o consumidor começar a usar o plano. 

Segundo a ANS:

  • Para consultas, exames e outros tratamentos o prazo máximo de 180 dias;
  • Para partos costumam ser de ter até 300 dias de carência; e
  • Para atendimento de emergência e urgência, até 24 horas. 

Por isso, se você tem interesse em contratar um plano de saúde para gestante é essencial verificar a carência estabelecida para utilizar os serviços.

3) Veja a rede credenciada

Rede credenciada são os hospitais e clínicas que estão disponíveis no convênio médio. 

Sendo assim, se você tem um hospital de sua preferência, por exemplo, é importante verificar se ele faz parte da rede credenciada do plano.

4) Verifique o tipo de acomodação

Os planos de saúde têm dois tipos de acomodação: individual (privativo) ou coletivo (enfermaria).

Aliás, essa informação é importante para quando você ou um dependente for internado. 

Sendo assim, no quarto privativo, como o próprio nome sugere, apenas você ficará na acomodação.

Já na enfermaria você pode dividir o leitor com mais duas ou três pessoas. 

Por isso, verifique qual é a melhor opção de acomodação para você antes de fechar um contrato com o plano de saúde.

5) Observe se o atendimento é nacional

Se você e sua família viaja muito é essencial verificar se o plano de saúde tem atendimento nacional. 

Afinal de contas, algumas opções incluem apenas hospitais e clínicas regionais.

Portanto, isso pode ser uma desvantagem quando você estiver fora e precisar de um atendimento hospitalar.

6) Olhe a tabela de reajustes

Toda operadora tem uma tabela de reajustes autorizada pela ANS.

Aliás, essa informação é essencial para você saber o real valor que você vai investir na sua saúde e da sua família. 

Sendo assim, lembre-se de verificar as taxas de evolução da tarifa, reajustes por idade e anual previstos em contrato.

7) Fale com uma seguradora

Algumas pessoas acreditam que contratar diretamente  com a operadora é o meio mais fácil e rápido.

No entanto, se você gosta de verificar as opções do mercado antes de fechar um contrato, a melhor opção é entrar em contato com uma seguradora.

Isso porque os consultores vão te mostrar as melhores opções de acordo com o seu perfil, protegendo a sua vida e de quem você ama da melhor maneira.

Além disso, se você deseja fazer uma cotação e verificar as melhores opções para as suas necessidades, entre em contato a gente. A nossa equipe está disposta a te ajudar.

Conclusão

Em resumo, no artigo de hoje te mostrei o que é plano de saúde referência. Antes de tudo, você viu qual a cobertura e quais as vantagens desse plano.

Te mostrei também quem pode ter um plano de saúde referência e, além disso, te dei 7 dicas para escolher um plano de referência.

Aliás, mais alguma dúvida sobre esse assunto? Deixa um comentário! A nossa equipe fará o possível para te responder.

Tudo o que você precisa saber sobre férias coletivas
Tudo o que você precisa saber sobre férias coletivas

Já ouviu falar sobre férias coletivas na empresa? Isso pode ou não pode? O que a lei diz sobre isso?  Read more

Treinamento de força e resistência: como e por que fazer
Treinamento de força e resistência: como e por que fazer

Provavelmente, você já ouviu que o treinamento de força e resistência é essencial para quem deseja se manter ativo mesmo Read more

Organograma: o que é e como fazer um
Organograma: o que é e como fazer um

Você sabe o que é um organograma e como fazer um para a sua empresa? Provavelmente você já ouviu esse Read more

12 funções essenciais de Recursos Humanos
12 funções essenciais de Recursos Humanos

Você sabe quais são as funções essenciais de Recursos Humanos?  Sei que você pode ter uma noção básica sobre esse Read more

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *