O que significa gordura no fígado

O que significa gordura no fígado?

Você sabe o que significa gordura no fígado (doença hepática gordurosa ou esteatose hepática)?

Antes de tudo, ela acontece quando a gordura se acumula no fígado. 

É normal do nosso organismo ter pequenas quantidades de gordura no fígado, mas em grande quantidade isso pode se tornar um problema de saúde.

Isso porque o fígado ajuda a processar nutrientes de alimentos e bebidas e filtra substâncias nocivas do sangue.

O que significa que muita gordura no fígado pode causar inflamação, o que pode danificá-lo e criar cicatrizes.

Sendo assim, se você quer saber mais sobre esse assunto, continua lendo esse artigo. Pois vou te mostrar:

Qual é a função do fígado?

Antes de tudo, o fígado é um órgão essencial com múltiplas funções de suporte à vida. Ele:

  • Produz bile, que ajuda na digestão;
  • Faz proteínas para o corpo;
  • Armazena ferro;
  • Converte nutrientes em energia;
  • Cria substâncias que ajudam o coágulo sanguíneo;
  • Ajuda a resistir a infecções, criando fatores imunológicos e removendo bactérias e toxinas do sangue.

O que é doença hepática gordurosa?

Doença hepática gordurosa (esteatose hepática) significa que você tem gordura no fígado em excesso. 

A causa mais comum é em pessoas que bebem muito. Pois, com o tempo, muito álcool leva a um acúmulo de gordura dentro das células do fígado. 

No entanto, você pode ter uma doença hepática gordurosa, mesmo que não beba muito álcool.

Vou falar mais sobre isso nos próximos tópicos, mas antes veja um pouco sobre os estágios do fígado gordo:

Estágios do fígado gordo

O fígado gordo pode progredir em quatro estágios:

  1. Fígado gordo simples: há um acúmulo de excesso de gordura no fígado;
  2. Esteato-hepatite: além do excesso de gordura, há inflamação no fígado;
  3. Fibrose: inflamação no fígado causou cicatrizes;
  4. Cirrose: a cicatrização do fígado tornou-se generalizada.

Enfim o último estágio é uma condição potencialmente fatal que pode causar insuficiência hepática e pode ser irreversível. 

Quais os tipos de doença hepática gordurosa

Quais os tipos de doença hepática gordurosa

Existem dois tipos principais de doença hepática gordurosa: não alcoólica e alcoólica.

Por isso, vou te explicar um pouco sobre cada uma delas:

Doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA)

A doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA) ocorre quando a gordura se acumula no fígado de pessoas que não bebem muito álcool.

Além disso, existem dois tipos diferentes de doença hepática gordurosa não alcoólica:

Fígado gordo simples:

Significa que você tem gordura no fígado, mas pode não ter nenhuma inflamação no fígado ou danos às células.

Em geral, não piora ou causa problemas com o fígado. Além disso, a maioria das pessoas com DHGNA tem fígado gordo simples.

Esteato-hepatite não alcoólica (NASH): 

É muito mais grave do que um simples fígado gordo.  Enfim, NASH significa que você tem inflamação no fígado. 

Além disso, a inflamação e os danos às células hepáticas que ocorrem com o NASH podem causar problemas sérios, como fibrose e cirrose.

Doença hepática gordurosa relacionada ao álcool

Beber muito álcool danifica o fígado, ou seja, ele não consegue quebrar a gordura adequadamente.

Isso pode causar a acumulação de gordura, conhecida como fígado gorduroso alcoólico.

 Enfim, essa doença pode causar problemas sérios como, por exemplo:

  • Fígado aumentado: nem sempre causa sintomas, mas você pode sentir dor ou desconforto no lado superior direito da barriga;
  • Hepatite alcoólica: é um inchaço no fígado que pode causar febre, náusea, vômito, dor de barriga e icterícia (pele e olhos amarelados). 
  • Cirrose alcoólica: este é um acúmulo de tecido cicatricial no fígado. Além disso, pode causar os mesmos sintomas da hepatite alcoólica mais:
    • Grandes quantidades de acúmulo de líquidos na barriga (o médico chama de ascite);
    • Pressão alta no fígado;
    • Sangramento no seu corpo;
    • Confusão e mudanças de comportamento;
    • Baço aumentado;
    • Insuficiência hepática, que pode ser fatal.

Outra doença: fígado gordo agudo da gravidez (AFLP)

O fígado gordo agudo da gravidez (AFLP) é uma complicação rara, mas grave da gravidez.  Enfim, a causa exata é desconhecida.

Quando a AFLP se desenvolve, ela aparece no terceiro trimestre da gravidez.

Além disso, se não tratada, apresenta sérios riscos à saúde da mãe e do bebê em crescimento.

Sintomas de gordura no fígado

Sintomas de gordura no fígado

Os casos mais simples de gordura no fígado não há sintomas.

No entanto, algumas pessoas podem ter sinais como cansaço ou dor no lado superior direito da barriga, onde está o fígado.

Além disso, nos casos mais graves, os principais sintomas são:

  • Barriga inchada;
  • Ampliação dos vasos debaixo da pele;
  • Seios maiores que o normal em homens;
  • Palmas vermelhas;
  • Pele e olhos que parecem amarelados, devido a uma condição chamada icterícia;
  • Perda de apetite;
  • Perda de peso;
  • Fraqueza;
  • Fadiga;
  • Hemorragias nasais;
  • Comichão na pele;
  • Dor abdominal;
  • Inchaço das pernas;
  • Confusão.

Causas e fatores de risco

Nos casos de gordura no fígado não alcoólica, os principais fatores de risco são:

  • Obesidade;
  • Desnutrição;
  • Hepatite viral crônica, sobretudo, hepatite C;
  • Idade (quanto mais velho você for, maior a probabilidade);
  • Seu corpo não responde à insulina como deveria (chamada resistência à insulina) ou se você tem diabetes tipo 2;
  • Altos níveis de triglicerídeos ou colesterol “ruim” (LDL colesterol), ou baixos níveis de colesterol “bom” (HDL);
  • Síndrome dos ovários policísticos;
  • Apneia do sono;
  • Hipotireoidismo;
  • Pressão alta;
  • Alto nível de açúcar no sangue;
  • Rápida perda de peso;
  • Remoção da vesícula biliar. Isso porque algumas pessoas que são operadas para remover a vesícula biliar tem maior probabilidade de ter DHGNA.

Diagnóstico para gordura no fígado

Diagnóstico para gordura no fígado

Como a maioria das pessoas não apresenta sintomas, essas condições não são fáceis de diagnosticar.

Sendo assim, algumas das coisas que o médico pode usar para diagnosticar gordura no fígado são:

Histórico de saúde

O médico pode perguntar sobre o seu uso de álcool, medicamentos que você toma, como você come e outras condições de saúde.

Exame físico

O médico pode verificar no seu corpo quanto a sinais de problemas no fígado, como aumento do fígado ou icterícia.

Exames de sangue

Isso pode mostrar se você tem altos níveis de enzimas hepáticas, como, por exemplo, alanina aminotransferase e aspartato aminotransferase.

Testes de imagem 

Além disso, você pode fazer um ultrassom, tomografia computadorizada (TC) ou ressonância magnética (RM).

Esses testes podem ajudar a mostrar se há alguma gordura no fígado. Mas eles não sabem dizer qual está a sua gordura no fígado.

Biópsia hepática

Nem todo mundo com gordura no fígado precisa fazer uma biópsia hepática.

No entanto, o seu médico pode recomendar. Isto é se você estiver em risco ou se outros testes mostrarem que você pode ter complicações como, por exemplo, cirrose. 

Tratamento para doença hepática gordurosa

Em regra, a primeira linha de tratamento é perder peso, pois ajuda a reduzir a gordura, a inflamação e as cicatrizes no fígado. 

Além disso, parar de beber também é uma das formas de tratamento para gordura no fígado.

No entanto, o ideal é conversar com o médico sobre como obter ajuda.

Assim você pode também fazer mudanças no seu estilo de vida que podem ajudar no tratamento como, por exemplo:

  • Se exercite mais; 
  • Não tomar medicamentos vendidos sem receita, apenas conforme as instruções;
  • Comer uma dieta saudável à base de frutas, vegetais, grãos integrais e gorduras saudáveis;
  • Diminuir a quantidade a açúcar.

Conclusão

Em resumo, no artigo de hoje te mostrei qual é a função do fígado.

Antes de tudo você viu o que é doença hepática gordurosa e quais  são os tipos de doenças.

Você viu também quais os sintomas e quais as causas e fatores de risco.

Além disso, te mostrei também qual o diagnóstico e qual o tratamento para a gordura no fígado. 

 Enfim… Gostou do artigo? Deixe um comentário e compartilhe nas redes sociais!

Tudo o que você precisa saber sobre férias coletivas
Tudo o que você precisa saber sobre férias coletivas

Já ouviu falar sobre férias coletivas na empresa? Isso pode ou não pode? O que a lei diz sobre isso?  Read more

Treinamento de força e resistência: como e por que fazer
Treinamento de força e resistência: como e por que fazer

Provavelmente, você já ouviu que o treinamento de força e resistência é essencial para quem deseja se manter ativo mesmo Read more

Organograma: o que é e como fazer um
Organograma: o que é e como fazer um

Você sabe o que é um organograma e como fazer um para a sua empresa? Provavelmente você já ouviu esse Read more

12 funções essenciais de Recursos Humanos
12 funções essenciais de Recursos Humanos

Você sabe quais são as funções essenciais de Recursos Humanos?  Sei que você pode ter uma noção básica sobre esse Read more

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *