Para quem é indicado o plano de saúde com coparticipação

Para quem é indicado o plano de saúde com coparticipação

Se você quer saber para quem é indicado o plano de saúde com coparticipação, provavelmente, você está considerado contratar esse tipo de serviço para você e sua família. 

De maneira bem direta, vou te explicar sobre isso e ainda te dar mais informações essenciais sobre o assunto.

Indica-se o plano de saúde com coparticipação para as pessoas que não possuem uma doença preexistente ou que costumam fazer poucas consultas e exames no ano. 

O que é doença preexistente?

De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), “doenças ou Lesões Preexistentes (DLP) são aquelas que o beneficiário ou seu representante legal saiba ser portador ou sofredor, no momento da contratação ou adesão ao plano de saúde”.

Ou seja, doença preexistente é toda doença que o indivíduo já possui e sabe disso antes da contratação do serviço.

Alguns exemplos são:

  • Hipertensão arterial sistêmica;
  • Acidente vascular encefálico (derrame);
  • Diabetes mellitus tipo 2;
  • Infarto agudo do miocárdio;
  • Catarata;
  • Anemias;
  • Deficiência de vitaminas;
  • Doenças genéticas;
  • AIDS;
  • Doenças cardíacas;
  • Hérnias;
  • Câncer;
  • Doenças congênitas;
  • Pedra na vesícula ou nos rins.

E quando esse plano não é indicado?

E quando esse plano não é indicado

Não se indica o plano de saúde com coparticipação para quem tem uma doença preexistente, idosos, gestante ou quem planeja ter um filho.

Isso porque, geralmente, há grandes chances de agendamento de consultas e exames com frequência ao longo do mês.

Além disso, não indica para população idosa porque esse tipo de perfil requer maior atenção médica na maioria das vezes.

O quero te dizer é que nestes casos o plano completo é a melhor opção. Pois você pagará mensalmente o preço acordado no contrato e nenhum outro valor a mais para agendar as especialidades desejadas.

Ou seja, independentemente do número de procedimentos realizados mensalmente você pode usufruir de todos os benefícios sem se preocupar.

Como funciona o plano de saúde com coparticipação?

O plano de saúde com coparticipação é uma alternativa para quem deseja ter as vantagens do plano de saúde e ainda sim pagar mais barato. 

Ou seja, ele assemelha-se com o plano de saúde tradicional. Mas a diferença é que o usuário paga (além da mensalidade) por cada serviço utilizado. 

Por exemplo, ao invés de pagar R$ 600 todo mês e raramente precisar ir a um consultório médico, você pode pagar uma mensalidade mais barata e custear um valor extra apenas quando for realizar uma consulta, exame, procedimento ou internações. 

 O importante é verificar com a operadora a taxa por cada procedimento na tabela das prestadoras pra saber se realmente vale a pena ou não. Geralmente, a taxa de uma consulta gira em torno de R$ 20 ou 20% do valor previsto na tabela. 

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), a operadora só está proibida de cobrar o valor integral do procedimento. Por isso, é importante ficar atento ao repasse dos valores e dos reajustes.

O que é cobrado no plano com coparticipação? 

Entre os serviços normalmente cobrados no plano de saúde com coparticipação, estão:

  • Consultas médicas: cobra-se individualmente, ou seja, a cada consulta;
  • Exames simples: o valor pago não será da única coleta, mas sim de todos os exames solicitados pelo médico;
  • Exames personalizados: cobra-se individualmente.
  • Internações: cobra-se referente ao evento. Ou seja, independente se for um dia ou dez dias, o valor será o mesmo. 

Além disso, não cobra na coparticipação os exames realizados em regime de internação.

Quais as vantagens do plano de saúde com coparticipação

Quais as vantagens do plano de saúde com coparticipação

As vantagens do plano de saúde com coparticipação se resume a:

  • Cobertura igual de um plano comum;
  • Mensalidade do plano de saúde mais em conta;
  • Ideal para quem não tem doenças crônicas, mas quer ter mais tranquilidade em relação à saúde;

Os planos com coparticipação significam uma maneira efetiva de economizar e ainda assim cuidar da saúde.

Afinal de contas as mensalidades mais em conta são um grande atrativo para quem não pode gastar tanto.

Outra vantagem dos planos com coparticipação é que eles têm um teto para cobrança das taxas ou percentuais sobre consultas e exames médicos.

Ou seja, você saberá o máximo que poderá gastar quando precisar de um atendimento. 

Além disso, as taxas e percentuais em coparticipação só são aplicam em consultas médicas e exames laboratoriais.

Isso que dizer que o beneficiário não vai pagar nada a mais por internações, tratamentos de quimioterapia, sessões de psicoterapia, demais terapias e cirurgias.

Como fazer a escolha certa?

Para fazer a escolha certa do plano de saúde com coparticipação, você deve estudar minuciosamente cada cláusula da proposta e verificar quanto você vai pagar por cada consulta. Depois, veja se é a melhor opção para o seu orçamento.

Além disso, é importante verificar também se o plano com coparticipação é o ideal para você. Para saber isso você pode faze uma suposição simples.

Por exemplo, se o plano tradicional custa R$ 400 e o plano com coparticipação custa R$ 250.

Se você optar pela opção aparentemente mais barata, você deve economizar, de forma bruta, R$150 por mês, ou, em um ano, R$ 1800.

Mas não é só isso que você deve levar em consideração, afinal de contas terá mês que você pode precisar realizar mais de uma consulta. 

Por isso, veja quanto é a taxa ou o teto para taxas de consultas, ou exames no plano de coparticipação.

Se, por consulta, você precisar gastar R$ 50, significa que se você fizer menos de 32 consultas em um ano (R$ 600), o plano de coparticipação deste ainda será a melhor opção.

É importante também levar em consideração eventuais emergências ou imprevistos que podem encarecer o plano ao longo do ano.

Conclusão

No artigo de hoje te mostrei para quem é indicado o plano de saúde com coparticipação. 

Você viu também o que é uma doença preexistente, quando um plano com coparticipação não é indicado e como ele funciona. 

Além disso, também te mostrei quais as vantagens desse tipo de plano e como você pode fazer a escolha certa.

Ficou com a dúvida sobre o plano de saúde com coparticipação? Deixe um comentário ou entre em contato com um dos nossos consultores.

12 motivos para escolher Plano de Saúde Empresarial Bradesco
12 motivos para escolher Plano de Saúde Empresarial Bradesco

O Plano de Saúde Empresarial Bradesco possui ativos que você precisa conhecer agora para se decidir. Poderia dizer na introdução todas Read more

5 passos para escolher um plano de saúde ideal
5 passos para escolher um plano de saúde ideal

Se você estar querendo escolher um plano de saúde para você e sua família, significa que você é alguém que Read more

Por que ter um plano de saúde? 12 motivos que vão te ajudar a fazer a melhor escolha
Por que ter um plano de saúde 12 motivos que vão te ajudar a fazer a melhor escolha

Você está com dúvida sobre por que ter um plano de saúde? Fique tranquilo que no artigo de hoje vou Read more

Como funciona plano de saúde com coparticipação
Como funciona plano de saúde com coparticipação

Você sabe como funciona plano de saúde com coparticipação? Essa é uma de várias opções para cuidar da sua saúde Read more

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *